Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19067
Título: Fisetina, um flavonóide que protege camundongos do dano neuronal e déficit de memória induzido por isquemia cerebral focal permanente
Título em inglês: Fisetin, a flavonoid protecting mice memory deficit and neuronal damage induced cerebral ischemia permanent focal
Autor(es): Silva, Ana Thais Araújo da
Orientador(es): Andrade , Geanne Matos de
Palavras-chave: Isquemia Encefálica
Inflamação
Plantas Medicinais
Data do documento: 20-Jul-2016
Citação: SILVA, A.T. A. ; ANDRADE, G. M. (2016)
Resumo: O acidente vascular cerebral (AVC) é uma doença comum e uma das maiores causas de morte e incapacidade em todo o mundo. O acidente vascular cerebral isquêmico focal (AVCi) ocorre devido a uma redução do aporte sanguíneo para uma região cerebral, levando ao decréscimo de oxigênio e glicose nos tecidos, induzindo a uma cascata de eventos, incluindo o estresse oxidativo e inflamação, que culminam com a morte neuronal e, com isso uma perda rápida da função neurológica. A Fisetina é um membro do subgrupo flavonol pertencente aos flavonoides, encontrado em diversas frutas e vegetais que apresentam propriedades antiinflamatórias e antioxidantes. O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos da Fisetina sobre o dano neuronal e memória, resposta inflamatória e sinaptogênese em camundongos submetidos ao modelo experimental de isquemia cerebral focal permanente (pMCAO). Os foram animais divididos entre os grupos falso-operados, tratados com veículo ou fisetina (FIS) na dose de 50 mg/kg, isquemiados tratados com veículo e isquemiados tratados com FIS nas doses de 10, 30, e 50 mg/kg via oral, 3 horas depois da eletrocauterização da artéria cerebral média. O modelo de isquemia cerebral focal permanente foi comprovado através do aumento significativo da área de infarto e dos déficits sensório-motores nos animais isquemiados, observado através da coloração com TTC e da avaliação neurológica. A Fisetina foi capaz de reverter esses efeitos, diminuindo a área isquêmica e os déficits sensório-motores. Os animais isquemiados não apresentaram alterações na atividade locomotora horizontal, apenas na vertical e a Fisetina foi capaz de reverter esse efeito. A pMCAO induziu déficits na memória de trabalho, memória aversiva, episódica e espacial nos animais. A Fisetina reverteu os déficits na memória de trabalho, episódica e espacial na dose de 50 mg/kg, porém na avaliação da memória aversiva a Fisetina não conseguiu reverter esses déficits. A pMCAO provocou um aumento na ativação dos astrócitos e dos níveis do TNF-α (no corpo estriado) e a fisetina na dose de 50 mg/kg conseguiu diminuir a ativação dos astrócitos e mas não os níveis do TNF-α. Também observamos uma diminuição da expressão de sinaptofisina no corpo estriado dos animais isquemiados e a fisetina conseguiu elevar esses níveis. A pMCAO diminuiu os níveis do BDNF do corpo estriado e aumentou no hipocampo dos animais isquemiados e a fisetina na dose de 50mg/kg conseguiu reverter esses níveis no corpo estriado. Os resultados do presente estudo sugerem que a Fisetina possui ação de neuroresgate, melhorando a lesão neuronal, as alterações neurológicas e os déficits de memória causados pela isquemia. Esses efeitos devem-se, possivelmente, as suas ações anti-inflamatória.
Abstract: Stroke is a common disease and a major cause of death and disability worldwide. The focal ischemic stroke (ischemic stroke) occurs due to a reduced blood supply to brain region, leading to the decrease of oxygen and glucose in tissues, inducing a cascade of events including oxidative stress and inflammation, culminating with neuronal death and thus a rapid loss of neurological function. Fisetin is a member of subgroup belonging to the flavonol flavonoid found in many fruits and vegetables that have anti-inflammatory and antioxidant properties. The objective of this work was to study the effects of fisetin on neuronal damage and memory, inflammatory response and synaptogenesis in mice undergoing experimental model of permanent focal cerebral ischemia (pMCAO). Were animals divided between the false-operated groups treated with vehicle or fisetin (SIF) at a dose of 50 mg / kg-ischemic treated with vehicle and-ischemic treated with FIS in doses of 10, 30, and 50 mg / kg po 3 hours after the middle cerebral artery electrocautery. The permanent focal cerebral ischemia model was proven by the significant increase in infarct area and sensorimotor deficits in- ischemic animals, observed by staining with TTC and neurological evaluation. Fisetin was able to reverse these effects by decreasing the ischemic area and sensorimotor deficits. The- ischemic animals showed changes in horizontal locomotor activity, only vertically and fisetin was able to reverse this effect. The pMCAO induced deficits in working memory, aversive, episodic and spatial memory in animals. Fisetin reversed the deficits in working memory, episodic and space at a dose of 50 mg / kg, but in the evaluation of aversive memory fisetin failed to reverse these deficits. The pMCAO caused an increase in astrocyte activation and TNF-α levels (in the striatum) and fisetin at a dose of 50 mg / kg was able to decrease the activation of astrocytes and TNF-α but not the levels. We also observed a decrease in synaptophysin expression in the striatum of animals-ischemic and fisetin could raise these levels. The pMCAO decreased BDNF levels in the striatum and increased in the hippocampus of fisetin-ischemic animals and the dose of 50mg / kg was able to reverse these levels in the striatum. The results of this study suggest that fisetin has neuroresgate action, improving neuronal injury, neurological disorders and memory deficits caused by ischemia. These effects are possibly their anti-inflammatory actions.
Descrição: SILVA, A. T. A. Fisetina, um flavonóide que protege camundongos do dano neuronal e déficit de memória induzido por isquemia cerebral focal permanente. 2016. 95 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19067
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_atasilva.pdf2,11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.