Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19069
Título: Atividade anti-inflamatória e antinociceptiva da N-Metil-Trans-4-Hidroxi-L-Prolina isolado das folhas de Sideroxylon obtusifolium
Título em inglês: Anti-inflammatory and Antinociceptive activity of the N-METHYL-TRANS-4- HYDROXY-L-PROLINE isolated from leaves Sideroxylon obtusifolium
Autor(es): Aquino, Pedro Everson Alexandre de
Orientador(es): Viana , Glauce Socorro de Barros
Palavras-chave: Anti-Inflamatórios
Analgésicos
Sapotaceae
Data do documento: 22-Jul-2016
Citação: AQUINO, P. E. A. ; VIANA, G. S. B. (2016)
Resumo: Sideroxylum obtusifolium (Humb. ex. Roem. &Schult) T.B. Penn (Sapotaceae) de ocorrência comum na América do Sul, é conhecida no Nordeste do Brasil como “quixabeira”. Os decoctos da casca do caule e das folhas são utilizados na medicina popular como anti- inflamatório. O presente estudo avaliou in vitro e in vivo as propriedades anti-inflamatórias e antinociceptivas do composto N-metil-trans-4-hidroxi-L-prolina (NMP) isolado das folhas de Sideroxylon obtusifolium. Camundongos Swiss machos (25-30g; n=8-10) foram utilizados nos testes da formalina, contorções abdominais induzidas por ácido acético, capsaicina e Von- Frey. Os efeitos anti-inflamatórios foram investigados através dos testes do edema de pata e de peritonite, ambos induzidos por carragenina. Foram investigados possíveis mecanismos de ação da NMP através de bloqueio farmacológico por naloxona, ioimbina e glibenclamida. As patas inflamadas pela carragenina foram coletadas e em seguida encaminhadas para o estudo histológico e ensaio imunohistoquímico para TNF-α, iNOS, COX-2 e NF-kB. Foi verificada a participação de neutrófilos através da dosagem de mieloperoxidade (MPO) e a atividade antioxidante foi testada pelo método de DPPH. Os resultados mostraram redução de 35, 42 e 52% na 1º fase (neurogênica) e de 30, 61 e 78% na 2º fase (inflamatória) do teste de formalina, e em 34, 53 e 72% nas contorções abdominais/20 min, induzidas por ácido acético, nas doses de 25, 50 e 100 mg/kg, respectivamente (P<0,05). A NMP (100 mg/kg) diminuiu a hipernocicepção no teste da capsaicina e de Von-Frey (P<0,05). Houve redução do edema após os tratamentos com a NMP em todos os períodos (P<0,05). A NMP diminuiu de forma significativa o número de leucócitos do infiltrado da cavidade peritoneal induzida pela carragenina no teste de peritonite. Os resultados dos testes in vitro, mostraram redução da atividade da MPO (P<0,05), mas não houve efeito antioxidante no teste de DPPH. Observou- se uma redução significativas do número de células imunomarcadas para TNF-α, iNOS, COX-2 e NF-kB nos grupos tratados com NMP (P<0,05). A investigação dos possíveis mecanismos da ação anti-inflamatória e antinociceptiva da NMP sugerem o envolvimento de receptores vanilóides do tipo TRPV1 e a participação de canais de K+, dependentes de ATP, descartam a participação de receptores opióides e α2-adrenérgicos. Os achados do presente estudo indicam que a NMP possui efeitos anti-inflamatórios e antinoceptivos relevantes que podem ser favoráveis como ferramenta fisiofarmacológica para o tratamento de patologias nas quais essas vias são evidenciadas.
Abstract: Sideroxylum obtusifolium (Humb. Ex. Roem. & Schult) T. B. Penn (Sapotaceae) of common occurrence in South America, is known in the Northeast of Brazil as "Quixabeira". The decoctions from the stem bark and leaves are used in folk medicine as anti-inflammatory. The present study evaluated by in vitro and in vivo models the anti-inflammatory and antinociceptive effects of the compound N-methyl-trans-4-hydroxy-L-proline (NMP) isolated from the leaves of Sideroxylon obtusifolium. Male Swiss mice (25-30 g; n = 8-10) were used in the tests of formalin, abdominal contractions induced by acetic acid, capsaicin and von- Frey. Anti-inflammatory effects were investigated using the tests of paw edema and peritonitis, both induced by carrageenan. We investigated possible mechanisms of action of NMP through the pharmacological blockade by naloxone, yohimbine and glibenclamide. Furthermore, the inflamed legs by carrageenan were collected and then sent for histological and immunohistochemical assay for TNF-α, iNOS, COX-2 and NF-kB. The participation of neutrophils was verified by myeloperoxidase dosage (MPO) and the antioxidant activity was tested by the DPPH method. The results showed reductions of 35, 42 and 52% in the 1st phase (neurogenic) and of 30, 61 and 78% in the 2nd phase (inflammatory) of the formalin test, and of 34, 53 and 72% in the writhings /20 min induced by acetic acid at the doses of 25, 50 and 100 mg / kg, respectively (P <0.05). NMP (100 mg / kg) reduced the hyperalgesia in the capsaicin and Von-Frey tests (P <0.05). There was a reduction of edema after treatment with NMP at all periods (P <0.05). NMP decreased significantly the number of leukocytes infiltrate of the peritoneal cavity induced by carrageenan. The results of the in vitro tests showed reduced MPO activity (P <0.05) but there was no antioxidant effect in DPPH test. There were significant reductions in the number of immunostained cells to TNF-α, iNOS, COX-2 and NF-kB in the groups treated with NMP (P <0.05). The investigation of possible mechanisms of anti-inflammatory action and antinociceptive of NMP suggest the involvement of the vanilloid receptor TRPV1 and the participation of K + channels, ATP-dependent and discard the participation of opioids and α2-adrenergic receptors. The findings of this study indicate that NMP has significant anti-inflammatory and antinoceptive effects that can be favorable as pharmacological tool for the treatment of conditions in which these pathways are highlighted.
Descrição: AQUINO, P. E. A. Atividade anti-inflamatória e antinociceptiva da N-Metil-Trans-4-Hidroxi-L-Prolina isolado das folhas de Sideroxylon obtusifolium. 2016. 96 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19069
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_peaaquino.pdf2,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.