Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19074
Título: Mulheres e agroecologia: possibilidades para sustentabilidade local da Comunidade Bom Jesus, Assentamento Maceió, Itapipoca-Ce
Título em inglês: Women and agroecology: possibilities for sustainability community local Bom Jesus, Maceió settlement, Itapipoca-Ce
Autor(es): Camurça, Andréa Machado
Orientador(es): Esmeraldo, Gema Galgani Silveira Leite
Palavras-chave: Mulheres
Agroecologia
Feminismo
Assentamento rural
Women
Agroecology
Feminism
Feminism
Data do documento: 2013
Citação: CAMURÇA, A. M. (2013)
Resumo: Novas perspectivas em relação ao mundo rural e à agricultura tem ganhado destaque diante das crises (energética, alimentar, ambiental, econômica e entre outras) provocadas pela expansão da lógica do capital. Assim, estilos de agriculturas fundamentados em princípios da agroecologia ganham visibilidade por buscar a preservação da biodiversidade, a valorização de relações mais horizontais entre “humanos-natureza” e entre estes, a garantia da soberania e segurança alimentar e a sustentabilidade local. Portanto, este estudo objetiva compreender a ação das mulheres no contexto da gestão das atividades realizadas nos quintais da Comunidade Bom Jesus, Assentamento Maceió, Itapipoca-CE. Utilizou-se com método uma abordagem crítica feminista em articulação com elementos do campesinato. Dos métodos, optou-se por estudo de caso associado a técnicas de observação participante e entrevistas. Os instrumentos utilizados foram diário de campo, roteiro semi-estruturado, câmera fotográfica e gravador. Os resultados indicam que as mulheres na prática de agricultura camponesa desenvolvida nos quintais tem sido as principais responsáveis pela preservação da biodiversidade, manejo e técnicas variadas, de cultivos associados à criação de pequenos animais, ao extrativismo e à transformação de alimentos para consumo da família e para sua reprodução. Os quintais praticados desde o surgimento da agricultura constituem-se de um modo e de um saber-fazer das mulheres na agricultura que estão a indicar elementos (ecológico, social, econômico e cultural) importantes à agroecológica, como a preservação da biodiversidade, manejos múltiplos, produção de alimentos sem uso de agrotóxicos e sem fertilizantes químicos. O diálogo real das mulheres com os princípios da Agroecologia, experimentados no quintal, são potencializadores de novos significados para a sociedade.
Abstract: New perspectives in relation to the rural and agriculture has gained prominence in the face of crises (energy, food, environmental, economic and others) caused by the expansion of the logic of capital. So agricultures styles based on principles of agroecology gain visibility to seek the preservation of biodiversity, enhancement of more horizontal relations between "human-nature" and between them, ensuring the sovereignty and food security and local sustainability. Therefore, this study aims to understand the action of women in the management of activities in the backyards of the Community Bom Jesus, Maceio rural settlement, Itapipoca-CE. We used method with a critical feminist approach in conjunction with the peasantry elements. Methods, we chose to case study associated with participant observation techniques and interviews. The instruments were field diary, semi-structured script, camera and recorder. The results indicate that women in the practice of peasant agriculture developed in the yards has been mainly responsible for the preservation of biodiversity, management and varied techniques, crops associated with small livestock, the extraction and processing of food for family consumption and for playback. Backyards practiced since the dawn of agriculture constitute one way and know-how of women in agriculture that are indicating elements (ecological, social, economic and cultural) important to agroecology, such as biodiversity conservation, multiple handlings food production without pesticides and without fertilizers. The actual dialogue of women with the principles of agroecology, experienced in the yard, are improvers of new meanings to society.
Descrição: CAMURÇA, Andréa Machado. Mulheres e agroecologia: possibilidades para sustentabilidade local da Comunidade Bom Jesus, Assentamento Maceió, Itapipoca-Ce. 2013. 136 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pós-Graduação , Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19074
Aparece nas coleções:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_amcamurça.pdf3,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.