Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1909
Título: Identificação de fungos carreados por formigas em hospitais terciários do município de Fortaleza-Ceará
Título em inglês: Identification of fungi carried by ants tertiary hospitals in the city of Fortaleza, Ceará
Autor(es): Pantoja, Lydia Dayanne Maia
Orientador(es): Sidrim , José Júlio Costa
Palavras-chave: Formigas
Fungos
Qualidade do Ar
Data do documento: 2008
Citação: PANTOJA, L. D. M. (2008)
Resumo: Estudos demonstram que os hospitais são locais propícios para a instalação e proliferação de determinados insetos. Essa situação é particularmente preocupante, pois alguns insetos, como as formigas, apresentam o potencial de carrear microrganismos em sua superfície. O objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade das espécies de formigas presentes em dois hospitais terciários do Município de Fortaleza, Ceará de carrear espécies fúngicas, buscando uma correlação com a microbiota fúngica do ar. No período entre março de 2007 a fevereiro de 2008, 2.899 formigas foram capturadas nos dois hospitais. A fauna de formigas foi amostrada mensalmente, em dois turnos, por meio da disposição de iscas atrativas não tóxicas. Concomitantemente à coleta das formigas, por meio da sedimentação passiva em placas de Petri, contendo ágar Sabouraud 2% de dextrose, foi possível isolar e identificar fungos presentes no ar dos ambientes hospitalares. Para a identificação entomológica, uma amostra das formigas capturadas em cada isca foi enviada ao Laboratório de Entomologia da Universidade Estadual do Ceará, sendo classificadas por critérios morfológicos. Simultaneamente, outra amostra das formigas capturadas de cada isca foi encaminhada ao Centro Especializado em Micologia Médica. A identificação micológica foi realizada mediante cultivo em meios de cultura, que eram semeados e incubados a 26 – 28ºC por até 15 dias, sendo identificados por análise macro e micromorfologica, perfil bioquímico e utilização de meio cromogênico. Foram identificados cinco gêneros e 13 espécies de formigas, presentes em áreas críticas (8% das formigas coletadas) e semicríticas (92%) e nos períodos diurno (48% das formigas coletadas) e noturno (52%). Na análise micológica, observou-se que 75% das formigas carreavam fungos, sendo a espécie Tapinoma melanocephalum e as espécies do gênero Pheidole as com maior potencial carreador de fungos anemófilos (75% e 18%, respectivamente) e de leveduras (6% e 1%, respectivamente). Dentre os fungos anemófilos, os gêneros Aspergillus (46%), Penicillium (18,5%) e Cladosporium (7%) foram os mais comuns na superfície externa das formigas. Com relação ao grupo de leveduras, destacou-se o gênero Candida (70% dos isolados). Ao comparar os dados referentes às cepas fúngicas encontradas no ar com as cepas fúngicas encontradas na superfície externa das formigas, não se estabeleceu qualquer tipo de correlação estatística, embora os gêneros fúngicos encontrados na microbiota fúngica do ar e na microbiota fúngica das formigas sejam semelhantes. Em suma, as formigas atuam como carreadoras de fungos anemófilos e leveduras, incluindo algumas espécies patogênicas, sendo a vigilância entomológica e o monitoramento sistematizado do ar, de grande importância para a saúde hospitalar.
Abstract: Studies show that hospitals are propitious sites for the establishment and proliferation of certain insects. This situation is of particular concern because some insects, such as ants, can carry microorganisms on their body surfaces. The aim of this study was evaluate capacity to the ant species present in two tertiary public hospitals in the city of Fortaleza, Ceará, to carry fungi and to establish a correlation with the airborne fungal microbiota. From March 2007 to February 2008, 2,899 ants were evaluated at two hospitals. The ant communities were sampled monthly, during two periods (day and night), by setting out nontoxic baited traps. Along with collection of the ants, the fungi present in the air of the hospital environments were isolated and identified through the passive sedimentation method in Petri dishes containing Sabouraud dextrose agar. To identify the ant species, a sample from each trap was sent to the Entomology Laboratory of State University of Ceará, where the ants captured were classified by morphological criteria. Another sample of the captured ants from each trap was sent to the Specialized Medical Mycology Center of the same university. The mycological identification was done by growth in culture media, seeded and incubated at 26-28ºC for up to 15 days, with identification through macro and micromorphological analysis, biochemical profiling and growth in chromogenic medium. From this study, five genera and thirteen species of ants were identified, from the hospitals’ critical areas (8% of the collected ants) and semi-critical areas (92%), during the daytime (48%) and nighttime (52%) periods. In the mycological analysis, 75% of the ants were fungi carriers, with Tapinoma melanocephalum and species from the genus Pheidole having the most potential as carriers of airborne fungi (75% and 18%, respectively) and yeasts (6% and 1%, respectively). Among the airborne fungi identified, those belonging to the Aspergillus (46%), Penicillium (18.5%) and Cladosporium (7%) genera were most common on the ants’ body surfaces. The predominant yeasts belonged to the Candida genus (70% of those isolated). Comparison of the fungal strains found in the air with those found on the ants did not establish any statistic correlation between the two fungal microbiotas. In summary, ants act as potential vectors of airborne fungi and yeasts, including some pathogenic species. Therefore, vigilance against insects and systematic air monitoring are important measures to ensure the healthfulness of hospital environments.
Descrição: PANTOJA, Lydia Dayanne Maia. Identificação de fungos carreados por formigas em hospitais terciários do município de Fortaleza-Ceará. 2008. 162 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1909
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_ldmpantoja.pdf10,77 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.