Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19090
Título: Sociabilidades no assentamento Santa Eliza-CE: formas de (re)sistência que constroem o viver
Título em inglês: Sociabilities in fixing Santa Eliza-CE: forms (strength building to live)
Autor(es): Chaves, Renata Paz Cândido
Orientador(es): Alencar, Francisco Amaro Gomes de
Palavras-chave: Ciências
Agricultura Camponesa
Sociabilidades
Questão Agrária
Peasant Agriculture
Sociability
Agrarian Question
Data do documento: 2012
Citação: CHAVES, R. P. C. (2012)
Resumo: O presente trabalho traz uma reflexão acerca das sociabilidades realizadas pelas famílias camponesas como forma de resistência ao modelo de racionalidade socioeconômica imposta pelo capital no campo e as formas de organização familiar e coletiva presentes nas diversas dimensões da vida desses sujeitos na construção e afirmação de seu território Para isso trago para o debate as configurações sociais e produtivas construídas pelas famílias procurando dar visibilidade as relações de associação entre os sujeitos no campo através da valorização das subjetividades, solidariedade, cultura, trabalho com a terra relação com a natureza e ações de convivência no assentamento rural. Nessa perspectiva, o trabalho possui caráter dialético e trata de um Estudo de Caso realizado junto às famílias camponesas do Assentamento Santa Eliza que se localiza entre os municípios de Quixeramobim e Madalena no Sertão Central do Ceará O estudo teve como objetivo geral analisar a diversidade de relações sociais construídas pelas famílias do Assentamento Santa Eliza como forma de resistência e construção de outro modelo de desenvolvimento que priorize seus saberes práticas e ações coletivas e, como específicos identificar a diversidade de atividades sociais e produtivas realizadas no âmbito familiar e comunitário no Assentamento investigar a participação dos assentados (as) nas diferentes formas de interação social realizadas no Assentamento perceber como se estruturam as práticas sociais na construção do território Nesse sentido busquei mostrar como as sociabilidades, construídas pelas famílias camponesas alicerçam um outro paradigma de bem estar e desenvolvimento considerando seus modos de ser e de viver locais numa dinâmica de relações subjetivas de parentesco vizinhança amizade respeito e reciprocidade materializadas em sua realidade concreta de produção e organização social
Abstract: This paper presents a reflection about the sociability carried out by peasant families as a form of resistance to the socio-economic model of rationality imposed by capital in the field and forms of family organization and collective present in various aspects of life of these subjects for the construction and affirmation of its territory For this, bring to the debate social settings and productive built by families, looking looking to give visibility to the social relations of association between the subjects in the field through the enhancement subjectivities solidarity culture working with the land relative to the nature and actions of living in rural settlement In this perspective work has dialectical and is a case study conducted with the families of Santa Eliza peasant settlement which is located between the towns of Magdalena and Quixeramobim in the Ceará backwood Central The study aimed to analyze the diversity of social relations built by the families of the Settlement Santa Eliza as a form of resistance and build another model of development that prioritizes their knowledge practices and collective actions and as specific identifying the diversity of social and productive activities carried out within the family and community in the Settlement investigate the participation of the community in the different forms of social interaction made in settlement See and understand how they structure social practices in the construction of the territory Accordingly I sought to show how sociability built by peasant families underpinning another paradigm of welfare and development considering their ways of being and living places in a dynamic subjective relationships of kinship neighborhood friendship respect and reciprocity embodied in its concrete reality of production and social organization
Descrição: CHAVES, Renata Paz Cândido Chaves. Sociabilidades no assentamento Santa Eliza-CE: formas de (re)sistência que constroem o viver. 2012. 90 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19090
Aparece nas coleções:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_rpcchaves.pdf2,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.