Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19094
Título: Bionomia e comportamento de nidificação da abelha Epanthidium tigrinum (hymenoptera – megachilidae) em ninhos- armadilha
Título em inglês: Bionomy and breeding behavior of bee Epanthidium tigrinum (Hymenoptera - Megachilidae) in nests trap
Autor(es): Gomes, Angela Maria da Silva
Orientador(es): Freitas, Breno Magalhães
Palavras-chave: Armadilha para insetos
Abelha-Comportamento
Ritmos biológicos
Data do documento: 2016
Citação: GOMES, A. M. S. (2016)
Resumo: Muitas espécies de abelhas solitárias possuem potencial para uso na agricultura como polinizadores, como as abelhas da Família Megachilidae, utilizadas nos cultivos de pera, maçã, amêndoas, alfafa, dentre outras culturas. No Brasil, essa família é representada pela subfamília Megachilinae, composta por cinco taxos, dentre os quais a tribo Anthidini. Este estudo teve por objetivodescrever a bionomia e ciclo biológico da abelha Epanthidium tigrinum (SCHROTTKY, 1905) e identificar os tipos florais visitados por essas espécies. Foram utilizados ninhos-armadilha confeccionados de cartolina preta inseridos em blocos de madeira e instalados emlocais cobertos para proteção contra as intempéries ambientais. Observações diárias foram realizadas para acompanhamento da fundação dos ninhos até o fechamento deles. Cinco abelhas foram marcadas com tinta atóxica quando iniciavam a construção do ninho, sendo observadas por um período de cinco dias para acompanhamento do comportamento de nidificação. Os ninhos concluídos foram mantidos em B.O.D. até a emergência das abelhas adultas, sendo seccionados para acompanhamento da razão sexual. O material residual das células pós-emergência foi coletado para análises cropopalinológicas e identificação da dieta dos indivíduos. Um casal de abelhas de cada ninho foi sacrificado em acetato de etila, montadas e enviadas para identificação por especialistas. As abelhas estudadas não apresentaram sazonalidade, mas houve correlação negativa com a temperatura para número de ninhos (rs = -0.639; p = 0.034) e para número de células (rs = -0.702; p = 0.016). Nos ninhos observados, houve emergência de 67 abelhas, sendo 37 machos e 30 fêmeas, resultando em uma razão sexual de 1,2:1 e uma mortalidade de 18,5%.As abelhas construíram uma média de 1,6 ninhos com número de células médio de 5,06 ± 2,32,apresentando tamanho médio de 7,97mm ± 1,31mm, e demoraram 15,44±5,93 dias para concluir o ninho, com as crias levando em média 43,69±4,64 para emergir. As fêmeas iniciaram o forrageio às7:50 h±30min e permaneceram ativas até as 16h. As abelhas se mantiveram dentro do ninho em média 9±7min e em campo 19±5min. Nos horários matinais, essas abelhas coletavam pólen e à tarde resina, sendo que o maior fluxo nos ninhos ocorreu às 14h.A disponibilidade de resina foi fator limitante para a construção dos ninhos. A análise cropopalinológica mostrou 27 espécies constituintes de sua dieta, sendo que o pólen de Byrsonima crassifolia e Vigna sinensis foram os mais importantes, com 68,39% e 15,36% do total, respectivamente.
Abstract: Many species of solitary bees have potential to be used in agriculture as pollinators, such as the Megachilidae Family bees, used in pear, apple, almonds, alfalfa, among other crops. In Brazil, this family is represented by the subfamily Megachilinae, composed of five taxos, one of which is the Anthidini tribe. This study aimed to describe the bionomics and life cycle of the Epanthidium tigrinum bee (SCHROTTKY, 1905) and to identify the floral types visited by these species. Trap nests made of black paper placed on wooden blocks were used and installed on places covered to protect them against environmental changes. Daily observations were made to accompany the foundation of the nests until their closing. Five bees were labeled with non-toxic paint when they initiated the nest building, and these were observed for a period of five days to monitor the nesting behavior. Completed nests were kept in B.O.D. until the emergence of adult bees, being sectioned to monitor the sex ratio. The residual material of the postemergence cells was collected for analysis andcrop palynological identification of the diet of individuals. A couple of bees of each nest was sacrificed in ethyl acetate, assembled and sent for identification by experts. The studied bees showed no seasonality, but there was a negative correlation with temperature for number of nests (rs = - 0,639; p = 0.034) and number of cells (rs = -0,702; p = 0.016). In the nests, there was the emergency of 67 bees, 37 males and 30 females, resulting in a sex ratio of 1.2: 1 and a mortality rate of 18.5%. The bees have built an average of 1.6 nests with the average number of cells of 5.06 ± 2.32, with average size of 7,97mm ± 1,31mm, and 15.44 ± 5.93 days to complete the nest. The young took an average of 43.69 ± 4.64 of emergency. Females began to forage as 7: 50 h ± 30 min a.m. and remained active until 4 p.m. The bees were kept inside the nest on average of 9 ± 7min and in field for 19 ± 5 minutes.In the morning hours these bees collected pollen and in the afternoon they produced resin, and the greater flow in the nests occurred during 2p.m. The availability of resin was a limiting factor for the construction of nests. The analysis showed 27 croppalynological constituent species from their diet, and the pollen Byrsonima crassifolia and Vigna sinensis were the most important, with 68.39% and 15.36% of the total, respectively.
Descrição: GOMES, Angela Maria da Silva. Bionomia e comportamento de nidificação da abelha Epanthidium tigrinum (hymenoptera – megachilidae) em ninhos- armadilha. 2016. 52 f. Dissertação ( Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19094
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_amsgomes.pdf1,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.