Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19095
Título: Caracterização morfofisiológica de genótipos de Urochloa mosambicensis como subsídio para programas de melhoramento vegetal
Título em inglês: Morphophysiological characterization of Urochloa mosambicensis genotypes as resource for plant breeding programs
Autor(es): Alves, Maria Monique de Araújo
Orientador(es): Cândido, Magno José Duarte
Coorientador(es): Cavalcante, Ana Clara Rodrigues
Palavras-chave: Biomassa de lâmina foliar verde
Germoplasma
Programas de seleção
Taxa de alongamento foliar
Data do documento: 2016
Citação: ALVES, M. M. A. (2016)
Resumo: Caracterizaram-se treze genótipos de Urochloa mosambicensis, quanto aos índices morfogênicos e avaliaram-se as características e componentes estruturais de cada genótipo. O experimento foi conduzido em casa de vegetação durante os meses de fevereiro a dezembro de 2014 em delineamento inteiramente casualizado com duas repetições. O fluxo de biomassa foi avaliado durante o período de rebrotação e logo após mensurou-se as características estruturais e componentes da biomassa. Os dados foram submetidos aos testes de Shapiro-Wilk e Bartlett, e aplicaram-se transformações logarítmicas de base 10 para as variáveis taxa de alongamento foliar e taxa de senescência foliar anterior. Aplicou-se o teste de Tukey para a comparação dos pares de médias das características do fluxo de biomassa e para as características estruturais o teste Kruskal-Wallis, com as diferenças declaradas significativas quando P<0,05. A partir da caracterização selecionaram-se as variáveis de maior impacto na seleção de genótipos e destacaram-se os genótipos Aust81 e Aust99P1 que foram classificados como mais produtivos para uso sob pastejo por terem apresentado as maiores médias quanto a taxa de alongamento foliar, taxa de aparecimento foliar e novas folhas vivas. Os acessos Aust103 e Aust59P1 foram considerados como os mais produtivos para uso sob corte, pois mantiveram as menores médias em relação à taxa de alongamento de hastes e as maiores produções de biomassa de forragem total principalmente da biomassa de lâmina foliar verde que é a fração mais importante da planta e preferencialmente selecionada pelos animais refletindo positivamente na qualidade da forragem produzida. Com exceção do Aust99P1 todos os genótipos supracitados destacaram-se no quesito qualidade, pois apresentaram as melhores relações lâmina foliar/colmo, frisando que estes acessos produziram forragem de melhor qualidade e provavelmente de melhor valor nutricional. O acesso Aust59P1 mostrou-se o genótipo mais persistente ao manter a maior média para a densidade populacional de perfilhos, mostrando que possui grande potencial para emissão de novos perfilhos, garantindo a persistência da pastagem. Considerando-se todas as características avaliadas, recomenda-se para estudos posteriores os acessos Aust81, Aust103, Aust59P1 e Aust99P1.
Abstract: Thirteen genotypes of Urochloa mosambicensis were characterized for morphogenic indices and evaluated for characteristics and structural components of each genotype. The accessions were exchanged from the active germplasm bank in seedlings and transplanted into pots. The experiment was conducted in a greenhouse from February to December 2014 in a randomized design with two repetitions (pots). Biomass flow was estimated during the regrowth period and thereupon it was measured the structural characteristics and components of biomass. Data were subjected to the Shapiro-Wilk and Bartlett tests, and it was applied base 10 logarithmic transformations for variables leaf elongation rate and previous leaf senescence rate. Mean values of biomass flow were tested by Tukey’s test and structural characteristics were tested by Kruskal-Wallis test, differences were considered significant at P <0.05. From the characterization, we selected the most important variables in the selection of genotypes and stood out Aust81 and Aust99P1 genotypes that were considered as the most productive to use grazing because of the highest average for the leaf elongation rate, leaf appearance rate and new green leaves. The Aust103 and Aust59P1 were considered as the most productive for use to cut, as they kept the lowest stem elongation rate and the higher total forage biomass and green leaf biomass, which is the most important component of biomass and preferably selected by the animals, reflecting positively on forage quality. With the exception of Aust99P1, all the genotypes above had the highest leaf:stem ratio, stressing that it accesses produced forage of better quality and probably the best nutritional value. The accession Aust59P1 was the most persistent genotype as it maintained the highest average for tillering that has great potential for the issuance of new tillers ensuring the pasture persistence. Considering all characteristics, it is recommended to further study the accessions Aust81, Aust103, Aust59P1 and Aust99P1.
Descrição: ALVES, Maria Monique de Araújo. Caracterização morfofisiológica de genótipos de Urochloa mosambicensis como subsídio para programas de melhoramento vegetal. 2016. 57 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19095
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_mmaalves.pdf1,33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.