Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19203
Título: Assembléias de copépodes (CRUSTACEA: COPEPODA) na costa semiárida do Brasil: um enfoque sob duas redes de malha distintas
Autor(es): Santos, Nivia Maria Oliveira
Orientador(es): Soares, Marcelo de Oliveira
Coorientador(es): Garcia, Tatiane Martins
Palavras-chave: Modo de acesso: World Wide Web
Publicações online gratuitas
Sistema requerido:Adobe reader
Data do documento: 2016
Citação: SANTOS, N. M. O. (2016)
Resumo: A avaliação quantitativa do plâncton é uma questão chave na determinação da estrutura de teias alimentares e da ciclagem de materiais, entretanto a escolha do amostrador para tal objetivo não é simples. É necessária a escolha de uma rede de malha adequada para evitar estimativas incorretas da abundância e biomassa do zooplâncton. O trabalho teve como objetivo avaliar a seletividade de captura das assembleias de copépodes utilizando as redes de 120 e de 300 µm. As amostras foram coletadas em um perfil paralelo à costa com 18 estações, em julho e outubro de 2010, ao longo da plataforma continental interna dos estados do Ceará, Piauí e parte do Maranhão (Costa Semiárida do Brasil). Os resultados demonstram a ocorrência de 34 táxons. A densidade média dos copépodes capturados com a rede de 120 µm foi de 54,71 ± 150,38 ind.m-3 e a dos capturadas com a rede de rede 300 µm, foram de 9,67 ± 41,21 ind.m-3. Na rede de 120 obteve-se maior riqueza, dominância e densidade. Na rede de 300 ocorreu maior número de táxons exclusivos. O diagrama de Venn revelou que 62,5% dos táxons exclusivos da rede de 120 µm, são compostos por estágios iniciais de copépodes, enquanto apenas 40% dos mesmos estágios na rede de 300 µm foram registrados. A densidade geral de todos os organismos capturados com a rede de 120 µm foi cerca de seis vezes maior do que a dos organismos de 300 µm. A rede de 120 µm coletou com maior eficiência os pequenos copépodes e estágios iniciais de desenvolvimento, já a rede de 300 µm demonstrou seletividade por táxons com maiores dimensões e adultos. Os táxons de maior frequência e densidade coletados com a rede de 120 µm foram Oithona spp., Euterpina acutifrons, Paracalanus aculeatus. Estes mesmos táxons também foram coletados com a rede de 300 µm, porém registraram densidades inferiores quando comparados à outra rede. É recomendado que para a melhor compreensão das assembleias de copépodes, empregue-se na amostragem mai se uma rede de coleta.
Abstract: Quantitative assessment of planktonic organisms is a key issue in determining food web structure and material cycling in pelagic ecosystems, however the problem of the choice of sampler for quantitative plankton collection is not an easy one. Selection of a net with appropriate mesh size is necessary for reliable estimation of zooplankton abundance and biomass. The aim of this study was to investigate copepods sampled with 120 and 300 μ m simple net with a focus on selectivity of sampling method. Samples were taken on the inner continental shelf, at 18 stations parallel to the shore. All sampling procedures were made in July and October 2010, in continental shelf of Ceará, Piauí and Maranhão States (Semiarid Brazilian Coast). The results from analysis showed the occurrence of 34 taxa. The average abundance of copepods sampled with 120 μ m net was 54.71±150.38 ind.m-3 and with 300 μ m net was 9.67±41.21 ind.m-3 . Species richness, dominance and density are higher in 120 μm net. In 300 μ m net, the number of exclusive taxa was higher. Venn diagram shows that early stages of copepods were recorded by 62.5% of exclusive taxa in 120 μm net, while only 40% in 300 μ m net. Total copepods abundance sampled by 120 μm net was six times higher than the one sampled by 300 μm net. 120μm net was more efficient in the capture of small copepods and early developmental stages of copepods. Larger and adults copepods were sampled by 300 μ m net. The main taxa sampled in 120 µm net were Oithona spp., Euterpina acutifrons, Paracalanus aculeatus. These taxa also were sampled in 300 µm net, but their abundance was lower. To improving our understanding of copepod biology and ecology, it is recommended that at least two different net be used in order to sample copepods size ranges.
Descrição: SANTOS, N. M. O. Assembléias de copépodes (CRUSTACEA: COPEPODA) na costa semiárida do Brasil: um enfoque sob duas redes de malha distintas. 2016. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016 .
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19203
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_nmosantos.pdf1,63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.