Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19225
Título: Bactérias na gamboa do Maciel (Paraná, Brasil): um subsídio para o cultivo de ostras
Título em inglês: Bacteria in the Maciel tidal creek (Paraná, Brazil): a subsidy for oyster cultivation
Autor(es): Kolm, Hedda Elisabeth
Nowicki, Ione Lucy
Palavras-chave: Bactérias - Paraná
Ostra - Consumo
Data do documento: 2011
Citação: KOLM, H. E.; Nowick, I. L. (2011)
Resumo: Ostras são moluscos bivalves normalmente consumidos crus que, durante todo o ciclo de vida são filtradores, retirando da água o fitoplâncton de que se alimentam. Devido ao eficiente mecanismo de filtração são capazes de acumular grande quantidade de micro-organismos. No Paraná são cultivadas no lodo, em mesas e em “long line”. Nesta pesquisa estudou-se a variabilidade quantitativa do número de bactérias heterotróficas totais, biomassa bacteriana, coliformes totais e Escherichia coli nas margens e no canal de maré da Gamboa do Maciel. Foram analisadas as relações entre os valores bacterianos com os fatores físico-químicos da água: temperatura, salinidade, pH, oxigênio dissolvido, material particulado em suspensão, matéria orgânica particulada e clorofila-a. Os resultados mostraram que não houve variabilidade significativa de clorofila “a” entre as estações, sugerindo que, com relação à sua alimentação, as ostras poderiam ser cultivadas em qualquer local da gamboa. Os valores de E. coli indicam que a Gamboa do Maciel não é adequada para o cultivo de ostras a serem consumidas cruas sem prévia depuração. Entretanto, valores significativamente mais elevados deste micro-organismo registrados nas margens indicam que o cultivo mais indicado é o do tipo “long line”, isto é localizado entre as margens e o canal de maré.
Abstract: Oysters are bivalve mollusks usually consumed raw, that are filter feeders on phytoplankton from the surrounding sea-water, during the entire life cycle. Due to the efficient filtration mechanism they are able to accumulate, from the adjacent seawater big amounts of microorganisms. Thus they may act as bearers of human pathogenic microorganisms. In Paraná they are cultivated in the mud, in tables (both in the intertidal area) and in “long line” (between the tide channel and the margin). In this research the quantitative variability of the number of total heterotrophic bacteria, bacterial biomass, total coliforms and Escherichia coli in the margins and in the tide channel of Maciel's tidal creek was studied. The relationships among the bacterial values and physical-chemical factors of the water: temperature, salinity, pH, dissolved oxygen, suspended particulate matter, particulate organic matter and chlorophyll a were analyzed. The results showed that there was not significant variability of chlorophyll a among the stations, suggesting that, in relation to the feeding mode of the oysters they could be cultivated at any place of the gamboa. E. coli values indicate that Maciel's tidal creek is not proper for the cultivation of oysters that are to be consumed raw without previous purification. However, values significantly higher of this microorganism registered in the margins indicate that the most suitable cultivation method is of the type "long line” that should be located between the margins and the tide channel.
Descrição: KOLM, H. E.; NOWICKI, I. L. Bactérias na gamboa do Maciel (Paraná, Brasil) : um subsídio para o cultivo de ostras. Arquivos de Ciências do Mar, Fortaleza , v.44, n.1,p. 53-61, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19225
Aparece nas coleções:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_art_hekolm.pdf2,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.