Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19239
Título: Pobreza multidimensional: a educação como fator de superação da pobreza no semiárido brasileiro
Autor(es): Silva, Marta Maria Aguiar Sisnando
Orientador(es): Lima, Patrícia Verônica Pinheiro Sales
Palavras-chave: Pobreza
Educação - Aspectos econômicos
Renda - Distribuição
Data do documento: 2016
Citação: SILVA, M. M. A. S. (2016)
Resumo: O estudo do potencial da educação na superação da pobreza no semiárido brasileiro foi inspirado pela necessidade de contribuir para a superação desse problema, que se constitui o primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM). O objetivo desta pesquisa consiste em estudar o papel da educação como fator de superação da pobreza no semiárido brasileiro, por meio de técnicas de análise multivariada de dados, a exemplo da análise fatorial e análise de conglomerados para mensuração e análise da pobreza, calculando-se o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM) e da situação educacional; além da utilização de medidas descritivas como média, mediana, máximo, mínimo, desvio padrão e coeficiente de variação, a fim de obter uma análise preliminar da relação entre pobreza e educação na região semiárida brasileira, que será confirmada estatisticamente por meio da estatística “F” do teste Análise de Variância (ANOVA) e da técnica de regressão quantílica. Foram utilizados dados secundários, em escala municipal, que tiveram como referência o ano de 2010, tendo sido extraídos do Censo Agropecuário (2006); da Pesquisa Perfil Básico dos Municípios Brasileiros (2011); do Censo Demográfico (2010, publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); do Atlas do Desenvolvimento Humano 2013, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Os resultados revelaram que de acordo com o IPM, o semiárido brasileiro apresenta 351 municípios classificados como mais pobres (0,652 ≤ IPM ≤ 1); 599 em nível intermediário de pobreza (0,446 ≤ IPM ≤ 0,651) e 183 municípios classificados como menos pobres (0 ≤ IPM ≤ 0,444). Os piores indicadores educacionais foram encontrados no grupo dos 351 municípios mais pobres. Além disso apenas 61,3% dos municípios do semiárido possuem plano municipal de educação, 84,1% destes possuem conselho municipal de educação e 56,8% têm fundo municipal de educação. O Índice de Gestão Municipal da Educação do semiárido, calculado por meio da agregação desses três mecanismos de gestão da educação é de 0,527. Uma comparação entre os resultados da regressão tradicional, estimada pelo Método dos Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) e da regressão quantílica mostrou que é inversa a relação entre o IDHM – Educação e o IPM em todos os quantis da distribuição. Concluindo-se que o principal fator de pobreza no Semiárido são as condições precárias de emprego e renda. A maior contribuição da pesquisa foi mostrar que a educação é, de fato, um componente de superação da pobreza, ressaltando a importância do poder municipal e de uma visão diferenciada para a região, que reconheça que existem espaços prioritários na superação desse problema e espaços que conseguiram se diferenciar dos demais ao alcançar padrões mais baixos de pobreza.
Abstract: The study of the potential of education in overcoming poverty in the Brazilian semiarid region was inspired by the need to contribute to overcoming this problem, which is the first Millennium Development Goal (MDG). The objective of this research is to study the role of education as poverty overcoming factor in the Brazilian semiarid region, through multivariate data analysis techniques, such as the factor analysis and cluster analysis for measurement and analysis of poverty, if calculating the Multidimensional Poverty Index (MPI) and educational status; besides the use of descriptive measures such as mean, median, maximum, minimum,standard deviation and coefficient of variation in order to obtain a preliminary analysis of the relationship between poverty and education in the Brazilian semiarid region, which will be statistically confirmed by “F” statistic of analysis variance (ANOVA) test and quantile regression. Secondary data were used at the municipal level, which were based on the year 2010, having been taken from the Agricultural Census (2006); Search Basic Profile of Brazilian Municipalities (2011); the Demographic Census (2010, published by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE), the Atlas of Human Development 2013 published by the United Nations Development Programmer (PNUD), the National Institute of Educational Studies Teixeira (INEP .) and the Institute of Applied Economic Research (IPEA). The results showed that according to the MPI, the Brazilian semiarid region has 351 municipalities classified as poor (0.652 ≤ IPM ≤ 1); 599 at an intermediate level of poverty (0.446 ≤ IPM ≤ 0.651) and 183 municipalities classified as less poor (0 ≤ IPM ≤ 0.444).The worst educational indicators were found in the group of 351 poorest municipalities. In addition only 61.3% of the semiarid municipalities have municipal education plan, 84.1% of these have city council education and 56.8% have municipal fund education. The Municipal management Index of semiarid education, calculated by aggregating these three education management mechanisms is 0.527. A comparison of the results of the traditional regression method estimated by Ordinary Least Squares (OLS) and quantile regression showed that reverse is the relationship between IDHM - Education and IPM in all quantiles of the distribution. It concluded that the main factor in poverty semiarid is the precarious conditions of employment and income. The greatest contribution of the research was to show that education is, in fact, a component of overcoming poverty, stressing the importance of municipal power and a different vision for the region, recognizing that there are priority areas in overcoming this problem and spaces that distinguished themselves from the others to achieve lower poverty standards.
Descrição: SILVA, Marta Maria Aguiar Sisnando. Pobreza multidimensional: a educação como fator de superação da pobreza no semiárido brasileiro. 2016. 242 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente)–Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19239
Aparece nas coleções:PRODEMA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_mmassilva.pdf2,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.