Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19353
Título: Comportamento alimentar noturno e estado nutricional em estudantes do segundo grau da rede pública de ensino de Fortaleza
Título em inglês: Nocturnal feeding behavior and nutritional status of high school students Fortaleza teaching the public
Autor(es): Silva, Francisco Girleudo Coutinho da
Orientador(es): Bruin, Pedro Felipe Carvalhedo de
Palavras-chave: Adolescente
Obesidade
Transtornos da Alimentação e da Ingestão de Alimentos
Transtornos do Sono-Vigília
Data do documento: 14-Jul-2015
Citação: SILVA, F. G. C. ; BRUIN, P. F. C. (2015)
Resumo: A Síndrome alimentar noturna (SAN) é definida por ingestão calórica ≥ 25% do total diário após a refeição da noite e/ ou dois ou mais despertares noturnos semanais acompanhados de alimentação. A prevalência de SAN na população geral é estimada em 1,5%. Embora a frequencia de SAN seja bem maior nos adultos obesos, a natureza da relação entre SAN e obesidade permanece incerta. Estudos sobre a SAN em crianças e adolescentes são escassos. O Questionário Alimentar Noturno (QAN) é um instrumento autoaplicável composto de 14 itens, originalmente desenvolvido para avaliar sintomas da SAN na população norte-americana adulta e tem sido amplamente utilizado como instrumento de triagem e acompanhamento de pacientes com esta condição. Com o objetivo de desenvolver um instrumento de avaliação adequado a adolescentes e investigar a relação entre sintomas alimentares noturnos e obesidade nessa população, uma versão do QAN previamente traduzida e validada para adultos brasileiros foi adaptada e aplicada a 463 estudantes (sexo masculino= 49,7%) com idades entre 11 e 18 (média±DP= 13,7±1,2) anos, de três escolas secundárias públicas de Fortaleza e reaplicada, em 27 alunos, após 7 dias. Reprodutibilidade e confilabilidade foram avaliadas pelo teste- reteste (correlação intraclasse= 0,92) e coefiente α de Cronbach= 0,73). Estatura e o peso corporal foram determinados para cálculo do índice de massa corporal (IMC). Em 65 (14%) participantes, observou-se baixo peso; em 304 (65,7%), peso normal; em 48 (10,4%), sobrepeso e em 46 (9,9%) obesidade. O escore global médio do QAN foi 14,2±6,4 e uma intensidade de sintomas compatível com o diagnóstico de SAN (escore global≥25) foi observada em 39 (8,4%) participantes. Não houve diferença no IMC ou idade entre indivíduos com sintomas compatíveis com SAN e os demais. Estudantes com sobrepeso e obesidade relataram menos apetite matinal (p< 0,001) e maior proporção de alimentos ingeridos após o jantar (p< 0,001), comparados àqueles sem excesso de peso. Em resumo, a versão da QAN adaptada para adolescentes brasileiros apresenta excelente reprodutibilidade e boa consistência interna. Adolescentes secundaristas da rede pública de Fortaleza apresentam taxa de obesidade acima da média regional. Adolescentes com sobrepeso e obesidade relatam menos apetite matinal e maior proporção de alimentos ingeridos após o jantar, em comparação àqueles sem excesso de peso porém não se evidencia uma associação entre intensidade dos sintomas alimentares e IMC nessa faixa etária. Novos estudos envolvendo crianças e adolescentes, utilizando instrumentos com propriedades de medida adequada, são necessários para investigar os fatores relacionados ao desenvolvimento de SAN e obesidade nesta faixa etária.
Abstract: Night eating syndrome (NES) is currently defined by at least 25% of daily food intake after the evening meal and/ or two or more episodes of nocturnal eating per week. The prevalence of SAN in the general population has been estimated to be around 1.5%. Despite several reports that, in adults, NES is much more frequent among the obese, the nature of the relationship between NES and obesity remains unclear. Furthermore, very little is known about NES in children and adolescents. The 14-item Night Eating Questionnaire (NEQ) is a self-administered instrument that has been widely used as a screening tool for NES as well as to monitor response to treatment in patients with this condition. The purpose of this study was to develop an assessment tool suitable for adolescents and also to investigate the prevalence of NES and its relationship with obesity in this age group. A Portuguese language version of NEQ previously validated for use in Brazilian adult subjects was completed by 463 students (49, 7% males) aged between 11 and 18 (mean ± SD = 13.7 ± 1.2) y, from three high schools in Fortaleza and reapplied to 27 students, after 7 days. Reproducibility and internal consistency were evaluated by test-retest (intraclass correlation = 0.92) and Cronbach´s α = 0.73). Height and body weight were measured to calculate body mass index (BMI). Sixty five (14%) participants were underweight; 304 (65.7%) had normal weight; 48 (10.4%) were classified as overweight and 46 (9.9%) as obese. On average, NEQ global score was 14.2 ± 6.4 and intensity of symptoms compatible with the diagnosis of NES (global score ≥25) was present in 39 (8.4%) participants. There was no difference in BMI and age between individuals with symptoms of NES and those without symptoms. Compared to other students, overweight and obese participants reported less morning appetite (p <0.001) and a higher proportion of daily food consumption after dinner (p <0.001). In summary, this new version of NEQ for Brazilian adolescents has excellent reproducibility and good internal consistency. Obesity rates in High school teenagers from Fortaleza lies above the regional average. Overweight and obese adolescents report reduced morning appetite and a high proportion of food consumption after dinner. However, there is no evidence of an association between intensity of night eating symptoms and BMI in this age group. More studies of children and adolescents, using instruments with adequate measurement properties, are needed to investigate the factors related to the development of SAN and obesity in these age groups.
Descrição: SILVA, F. G. C. S. Comportamento alimentar noturno e estado nutricional em estudantes do segundo grau da rede pública de ensino de Fortaleza. 2015. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19353
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_fgcsilva.pdf672,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.