Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19394
Título: A competitividade das exportações de castanha de caju e melão no Nordeste brasileiro: 1997-2013
Título em inglês: The competitiveness of exports of cashew nuts and melons in northeast Brazil: 1997-2013
Autor(es): Barbosa, Janaina Araujo
Orientador(es): Lemos, José de Jesus Sousa
Palavras-chave: Fruticultura
Exportações nordestinas,
Shift Share
Data do documento: 2016
Citação: BARBOSA, J. A. (2016)
Resumo: O desenvolvimento da fruticultura no Nordeste brasileiro enfrentou alguns desafios e limites nos últimos anos. Contudo, devido ao avanço de novas tecnologias e pesquisas, conseguiu avançar em alguns aspectos, tornando favorável o crescimento da produção de determinadas culturas, as quais são beneficiadas pela crescente demanda internacional de commodities e pelo preço atrativo, proporcionando renda e emprego para os exportadores, produtores e trabalhadores envolvidos na atividade. Diante disso, este estudo tem como objetivo fundamental analisar o comportamento e as principais fontes de avanço ou retração das exportações da castanha de caju e do melão na região Nordeste, por meio de variáveis comumente conhecidas como influenciadoras para as exportações desses produtos, as quais são: preço do produto em moeda internacional, taxa de câmbio, área colhida, rendimento médio da produção e quantidade produzida pelos concorrentes internacionais. As informações utilizadas na pesquisa foram retiradas do Sistema AliceWeb do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), da Produção Agrícola Municipal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do IpeaData. Para avaliar esses fatores influenciadores fez-se uso da metodologia Shift Share, com o uso de séries temporais cobrindo o período compreendido entre 1997 e 2013. A metodologia utilizada no trabalho é inovadora neste tipo de análise e consiste na decomposição do valor das exportações destas duas commodities nos efeitos tidos como definidores dos avanços ou retrocessos do valor das exportações nordestinas dos dois produtos. Os resultados encontrados na pesquisa mostraram que a região Nordeste está perdendo competitividade em relação aos seus principais concorrentes (Vietnã e Índia) na produção e exportação de castanha de caju, tanto no que concerne à expansão de área colhida como, principalmente, de rendimento relativo, numa evidência de que a produção nordestina de castanha de caju avança em descompasso tecnológico em relação aos seus dois principais concorrentes no mercado internacional. Considerando a produção e exportação de melão pela região, as evidências encontradas na pesquisa sugerem avanços da participação nordestina no mercado internacional de melão, demonstrando uma maior competitividade frente à produção deste item nos principais concorrentes internacionais, que são Espanha, Guatemala e Estados Unidos da América.
Abstract: The development of fruit production in Northeast Brazil faced some challenges and limits in recent years. However, due to the advancement of new technologies and research, managed to advance in some respects, making favorable growth in production of certain crops, which are benefited by the growing international demand for commodities and the attractive price, providing income and employment for exporters, farmers and workers involved in the activity. Thus, this study is essential to analyze the behavior and the main sources of progress or decline in exports of cashew nuts and melon in the Northeast, through commonly known variables as influencers for exports of these products, which are: price of the product in international currency exchange rates, harvested area, average yield in production and the quantity produced by international competitors. The information used in the research were taken from AliceWeb the Ministry of Development System, Industry and Foreign Trade (MDIC), the Municipal Agricultural Production of the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) and IpeaData. To evaluate these influencing factors was made using the Shift Share methodology, using time series covering the period 1997-2013. The methodology that is used in paper proposes innovative in this type of analysis and is the decomposition of the value of exports of both commodities in the effects that hypnotize be definers of progress or setbacks in the value of Northeastern exports of both products. The results in the survey show that the Northeast is losing competitiveness relative to its main competitors (Vietnam and India) in the production and export of cashew nuts, both as regards the expansion area harvested as mainly relative yields, an evidence that the Northeastern production of cashew nuts advances in technological gap in relation to its two main competitors in the international market. Considering the production and export of melon by region, the evidence found in the survey suggest advances Northeastern participation in international melon market, demonstrating greater competitiveness compared to the production of this item in the main international competitors are Spain, Guatemala and the United States of America.
Descrição: BARBOSA, Janaina Araújo. A competitividade das exportações de castanha de caju e melão no Nordeste brasileiro: 1997-2013. 2016. 63 f. :Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrarias, Departamento de Economia Agrícola, Programa de Pós-Graduação em Economia Rural. Fortaleza-CE, 2016
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19394
Aparece nas coleções:DEA - Dissertações defendidas em outras instituições

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_jabarbosa.pdf1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.