Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19460
Título: Crianças, orçamento participativo e teoria da atividade: algumas reflexões
Título(s) alternativo(s): Niños, presupuesto participativo y teoría de la actividad: algunas reflexiones
Título em inglês: Children, participative budget and the theory of activity: some reflections
Autor(es): MELO, Lis Albuquerque
COLAÇO, Veriana de Fátima Rodrigues
PASCUAL, Jesus Garcia
Palavras-chave: Participação de crianças
Orçamento participativo
Teoria da atividade humana
Children's participation
Participative budget
Human activity theory
Data do documento: 2011
Editor: Arquivos Brasileiros de Psicologia
Citação: MELO, L. A.; COLAÇO, V. F. R.; PASCUAL, J. G. (2011)
Resumo: O direito à participação e à voz é concedido às crianças em uma sociedade cultural e historicamente construída tendo como referência o adulto e na qual a infância é por vezes concebida como um “vir a ser”. O presente artigo objetiva problematizar a participação de crianças no orçamento participativo de um município do Nordeste brasileiro a partir de uma discussão de cunho teórico fundamentada na Teoria da Atividade Humana de Leontiev. A atividade humana, compreendida em seu papel de mediação na relação ser humano – mundo material –, possibilita pensar a participação das crianças relacionando-a à atividade que se tenha em conta e, portanto, às ações e operações empreendidas para o desenvolvimento dessa atividade, considerando sua apropriação por parte das crianças, em contextos culturalmente configurados.
Abstract: The right to participation and to be heard is granted to children in a society that is culturally and historically constructed with reference to adults and that also conceives childhood as a "becoming". This paper aims to discuss children’s participation in the participatory budgeting of a Brazilian northeastern municipality, from a theoretical discussion based on Leontiev’s Human Activity Theory. Human activity, understood in its mediation role in the human being – material world relationship –, makes it possible to think about children’s participation by relating it to the activity that is taken into account and, hence, to the actions and operations undertaken to develop this activity, considering its appropriation by children within culturally configured contexts.
Resumo em espanhol: El derecho a la participación y a la voz se les concede a los niños en una sociedad cultural e históricamente construida con base en el adulto y en la cual la infancia es a veces concebida como un "viene a ser". Este artículo tiene como objetivo discutir la intervención de los niños en el presupuesto participativo de un municipio en el noreste brasileño a partir de una discusión teórica basada en la Teoría de la Actividad Humana de Leontiev. La actividad humana, entendida en su papel de mediación en la relación ser humano - mundo material, posibilita pensar la participación de los niños relacionándola con la actividad que se considere y, por lo tanto, a las acciones y operaciones emprendidas para el desarrollo de esta actividad, teniendo en cuenta la adaptación por parte de los niños, en contextos culturalmente configurados.
Descrição: MELO, Lis Albuquerque; COLAÇO, Veriana de Fátima Rodrigues; PASCUAL, Jesus Garcia. Crianças, orçamento participativo e teoria da atividade: algumas reflexões. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 63, n. 3, p. 58-71, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19460
ISSN: 1809-5267 (online)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_art_vfrcolaço.pdf152,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.