Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19485
Título: Desenvolvimento da competência colocacional na produção escrita dos assistentes de professores de inglês em universidades brasileiras
Título em inglês: Development of the collocational competence in the written production of the English Teaching Assistants in Brazilian universities
Autor(es): Silva Netto, José William da
Orientador(es): Monteiro, Rosemeire Selma
Palavras-chave: Linguagem e as línguas - Estudo e ensino
Língua inglesa – escrita
Produção textual
Collocational competence
Interlanguage
Data do documento: 2016
Citação: Silva Netto, J. W.; Monteiro, R.S. (2016)
Resumo: A pesquisa aqui descrita é produto de uma empreitada que concatena três grandes áreas dentro dos estudos em Linguística: Fraseologia, Competência Comunicativa e Interlíngua. Tendo em vista que as unidades fraseológicas são itens lexicais de difícil aquisição em contexto de segunda língua, adotamos as colocações como objeto de estudo por serem altamente produtivas e recorrentes na produção oral e escrita de falantes nativos. Intencionamos averiguar como os aprendizes de Português como Língua adicional utilizam as colocações em textos escritos e de que forma esse uso delata o que decidimos chamar de Competência Colocacional. Optamos por trabalhar com sujeitos norte-americanos pertencentes ao programa FLTA, ligado à Comissão Fulbright, que promoveram a língua inglesa no Brasil por nove meses no período de 2015. Os sujeitos que tiveram interesse em participar desta pesquisa foram agrupados conforme nível de proficiência e escreveram textos, em língua portuguesa, cujo tema versava sobre suas impressões sobre a cultura brasileira. Depois de escritos, os textos foram analisados e as colocações categorizadas de acordo com a equivalência existente entre língua alvo/materna e conforme suas estruturas morfossintáticas. Após cruzarmos os dados, encontramos que o sistema linguístico do nível de proficiência B1/B2 ainda é dependente da língua materna, apresentando colocações de “Equivalência Total” em todos os tipos de estruturas morfossintáticas. A análise do grupo de nível de proficiência C1/C2 mostrou que este conhece e utiliza uma quantidade maior de tipos de estruturas, embora produzindo colocações pautadas em uma relação direta com a língua materna. Além disso, realizamos uma análise dos erros colocacionais, cujos resultados apontam para o fato de a transferência linguística não se constituir como fator principal para o processo de fossilização e percebeu-se também que os níveis mais avançados cometem mais erros colocacionais por ainda estarem testando hipóteses sobre a língua em aquisição. Concluímos lançando perspectivas de continuidade e possíveis contribuições que este trabalho oferece para áreas como Linguística Aplicada, por exemplo.
Abstract: The research described here is the product of a work that concatenates three major areas within the studies in Linguistics: Phraseology, Communicative Competence and Interlanguage. Given the fact that phraseological units are lexical items of difficult acquisition in a second language context, we adopted the collocations as an object of study to be highly productive and recurrent in oral and written production of native speakers. We intended to find out how the learners of Portuguese as an additional language use collocations in written texts and how this use betrays what we decided to call collocational competence. We chose to work with American subjects belonging to the FLTA program, linked to the Fulbright Commission, who promoted the English language in Brazil for a nine-month period in 2015. The subjects who were interested in participating in this study were grouped according to the level of proficiency and were asked to write texts in Portuguese, whose theme questionnaire was about their impressions of the Brazilian culture. Once written, the texts were analyzed and the collocations categorized according to the existing equivalence between target / mother language and according to their morphosyntactic structures. After we crossed the data, we found out that the B1 / B2 language system proficiency level is still dependent on the mother tongue, with "Total Equity" collocations presented in all types of morphosyntactic structures. The analysis of the C1 / C2 proficiency level group showed that they know and use a larger number of types of structures, while producing guided collocations in a direct relationship with the mother tongue. In addition, we conducted an analysis of collocational errors, whose results point to the fact that the linguistic transfer does not constitute the main factor to the process of fossilization. Besides, we also realized that the most advanced levels make more collocational errors as they were still testing hypotheses on language acquisition. We concluded by launching perspectives of continuity and possible contributions that this work offers to areas such as Applied Linguistics.
Descrição: SILVA NETTO, José William da. Desenvolvimento da competência colocacional na produção escrita dos assistentes de professores de inglês em universidades brasileiras. 2016. 142f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19485
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_jwsilvanetto.pdf1,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.