Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19511
Título: As pinturas do templo de Juno e o Ciclo Troiano: imagem e memória épica na arquitetura da Eneida
Autor(es): SOUSA, Francisco Edi de Oliveira
Orientador(es): CARDOSO, Zélia Ladeira Veras de Almeida
Palavras-chave: Eneida
Ciclo troiano
Imagem
Arquitetura
Arte da memória
Data do documento: 2008
Editor: Universidade de São Paulo
Citação: SOUSA, F. E. O.; CARDOSO, Z. L. V. A. (2008)
Resumo: Intitulada "As pinturas do templo de Juno e o Ciclo Troiano: imagem e memória épica na arquitetura da Eneida", esta tese aborda relações entre essa obra e o ciclo troiano a partir do episódio das pinturas do templo de Juno (i, v. 450-493). Na vastíssima bibliografia de estudos virgilianos, tal questão ocupa ainda pouco espaço. A fim de fundamentar a investigação dessas relações, efetua-se no capítulo inicial uma análise e uma reconstituição dos poemas perdidos desse ciclo (Cantos Cíprios, Etíope, Pequena Ilíada, Saque de Ílion, Retornos e Telegonía). Recorrendo-se ao capítulo I, demonstram-se quatro proposições nos capítulos II e III; as imagens desse templo evocam em especial epopeias do ciclo troiano (cap. II. 1); as imagens encontram-se ordenadas conforme essa evocação (cap. II.2); na composição desse episódio, emprega-se e encena-se a teoria retórica da arte da memória (cap. II.3); a sequência de épicos cíclicos evocados tem continuidade nos seis cantos iniciais e desse modo participa da arquitetura da Eneida ( cap. III). As investigações realizadas para demonstrar essas proposições revelam um diálogo conscientemente urdido com ´poemas desse ciclo e assim propiciam a concretização de novos sentidos na leitura da Eneida. Com tal procedimento, Virgílio não apenas reaviva a memória da saga de Tróia, na qual insere sua epopeia, mas também "reedita" o ciclo troiano em função de Enéias.
Abstract: Entitled "The Pictures of Juno's Temple and the Trojan Cycle: image and epic memory in the architecture of the Aeneid", this dissertation focus on the relations between this literaty piece of work and the Trojan cycle inpired in the episode of the paintings of Juno's temple (I, v. 450-493). Despite the extensive bibliography about the Virgilian studies , this issue has not been given appropriete attention throughout the years. In order to lay the foundations of Trojan cycle lost poems (Cypria, Aethiopis, Lstle Iliad, Sack of Ilian, Returns and Telegony). The second and third chapters deal with four propositions: the pictures of Juno's temple speciallyevoke some poems from the Trojan cycle (acp. II.1); the images are disposed in conformity with this evocation (Cap. II.2); in the composition of this episode, rhetoric theory of the art of memory is used and ilustrated (chapter II, 3); the sequence of evoked cyclic poems is continued in the first six books and being so plays some important role in the architecture of the Aeneid (chapter III). The investigations developed to demonstrate these propisitions heve revgealed a dialogue consciously woven with the poems of this cycle and, therefore, propitiate the conveyance of new meanings in the reading of the Aeneid. With such proceeding Virgil not only revive the memory of the saga of Troy, in which his epic is contextualized, but he also "reedit" the Trojan cycle, this time, revolving around Aeneas.
Descrição: SOUSA, Francisco Edi de Oliveira. As pinturas do templo de Juno e o Ciclo troiano: imagem e memória épica na arquitetura da Eneida. 2008. 183 f. Tese (Doutorado) - Universidade de São Paulo, Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas e Vernáculas, São Paulo, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19511
Aparece nas coleções:DLE - Teses defendidas em outras instituições

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tese_feosousa.pdf2,58 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.