Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19518
Título: Representações da infância na obra machadiana: o menino é pai do homem?
Autor(es): COUTINHO, Fernanda Maria Abreu
Palavras-chave: Obra machadiana
Machados de Assis
Infância
Memórias póstumas de Brás Cubas
Data do documento: 2011
Editor: Machado de Assis em Linha
Citação: COUTINHO, F. M. A. (2011)
Resumo: Das muitas sentenças escritas por Machado de Assis, uma, especialmente, sobressai pela aguda contundência com que chega à compreensão do leitor. Trata-se da derradeira frase do capítulo "Das negativas", presente nas Memórias póstumas de Brás Cubas. Reflexão do defunto autor ao chegar ao "outro lado do mistério", exprime ela, como se sabe, o resultado da contabilidade entre o deve e o haver das coisas deste mundo, com um leve desequilíbrio para o prato da balança que lhe daria um saldo, ainda que saldo pequeno: "– Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria."
Descrição: COUTINHO, Fernanda Maria Abreu. Representações da infância na obra machadiana: o menino é pai do homem?. Machado de Assis em Linha, Rio de janeiro, Ano 4, n.8, p. 67-81, dez. 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19518
ISSN: 1983-6821
Aparece nas coleções:DLIT - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_art_fcoutinho.pdf112,33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.