Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1962
Título: Anticoncepção pela lactação com amenorréia : conhecimento e prática de enfermeiros
Título em inglês: Contraception for the lactation with amenorrhea : knowledge and practical of nurses
Autor(es): Freitas, Giselle Lima de
Orientador(es): Moura , Escolástica Rejane Ferreira
Palavras-chave: Programa Saúde da Família
Anticoncepção
Métodos Naturais de Planejamento Famíliar
Data do documento: 2009
Citação: FREITAS, G. L. (2009)
Resumo: A Lactação Exclusiva com Amenorréia (LAM) constitui Método Anticoncepcional (MAC) natural, com eficácia de 98% até o sexto mês de vida da criança. Atualmente, a promoção dos MAC disponíveis no país é realizada pelas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e, particularmente, pelo enfermeiro, que deve fazê-la com neutralidade, respeitando a livre escolha dos usuários. O objetivo geral deste estudo foi analisar conhecimento e desempenho de enfermeiros do PSF sobre a LAM. Os objetivos específicos foram: Identificar experiências pessoais de enfermeiros (pais ou mães) relacionadas com aleitamento e a LAM; Verificar conhecimento e confiança de enfermeiros relacionados a LAM; Identificar promoção da LAM por parte dos enfermeiros e percepção destes quanto a aceitação da LAM pela clientela; Conhecer estratégias e oportunidades utilizadas por enfermeiros para promoção da LAM; Apresentar resultados da prática de enfermeiros com relação ao acompanhamento de usuárias de LAM. Tratou-se de estudo de campo, transversal, realizado de fevereiro a julho de 2008, nas Secretarias Executivas Regionais (SER) I, III, IV e V de Fortaleza-CE, com 137 enfermeiros. A coleta de dados ocorreu nas Unidades Básicas de Saúde das referidas SER utilizando a entrevista. Houve predomínio de enfermeiras, correspondendo a 121 (88,3%) dos participantes, que apresentaram idade média de 35,1 anos. Pouco mais da metade, 70 (51,1%), referiram ter filhos, e desses, 61(92,4%) informaram ter vivenciado o aleitamento materno exclusivo, o que gerou uma média de 4,38 meses. No entanto, apenas 12 (19,6%) enfermeiros afirmaram ter adotado a LAM, mesmo considerando sua praticidade e seus benefícios. Apenas 2 (1,5%) enfermeiros desconheciam a LAM como opção contraceptiva. Quanto a auto-avaliação dos conhecimentos sobre o assunto, 34 (24,8%) enfermeiros classificaram seus conhecimentos como excelente e ótimo, 80 (58,4%) bom, 20 (14,6%) como regular e 3 (2,2%) insuficiente. A maioria, 88 (64,2%), desconhecia a eficácia da LAM e somente 5 (3,7%) informaram a eficácia correta. Mesmo com 65 (47,4%) dos enfermeiros desacreditando na eficácia da LAM e apenas 19 (13,9%) sendo conhecedores dos três requisitos para o funcionamento ótimo do método, 112 (81,8%) afirmaram orientar às mulheres sobre a utilização do mesmo. A aceitação das mulheres ocorre de forma parcial, na medida em que solicitam método complementar para continuar em uso da LAM. A orientação é fornecida pelos enfermeiros em diferentes momentos, relacionados ao período gravídico-puerperal (prénatal, puerpério e puericultura) e fora deste, nas consultas de planejamento familiar, sendo, na maioria das vezes, adotada a orientação individual. No momento da pesquisa, 59 (52,7%) enfermeiros acompanhavam usuárias de LAM. O tempo médio de uso pelas clientes é de 3 a 4 meses, sendo a volta ao trabalho e a introdução de outros alimentos à dieta infantil os principais motivos de interrupção da LAM. O anticoncepcional oral combinado foi o MAC de sucessão da LAM. Infere-se, pois, que é necessário melhorar o conhecimento dos enfermeiros do PSF sobre essa área do cuidado, uma vez que nessas circunstâncias a promoção da LAM fica comprometida, afetando a adesão das mulheres ao método, bem como a eficácia do mesmo.
Abstract: Exclusive to The Lactation Amenorrhea (LAM) is a contraceptive method (MAC) natural, with efficiency of 98% by the sixth month of life. Currently, promotion of MAC is available in the country carried out by teams of the Family Health Program (FHP), particularly by nurses, who must do it in neutral, respecting the free choice of users. The aim of this study was to analyze knowledge and performance of nurses of the PSF on the LAM. The specific objectives were: To identify personal experiences of nurses (parents or mothers) in relation to breastfeeding and LAM; To assess knowledge and confidence of nurses related to LAM; To identify promotion of LAM by the perception of nurses and how the acceptance of LAM by the customer; To know opportunities and strategies used by nurses to promote LAM; To show results of the practice of nurses with respect to the monitoring of users of LAM. It was a field study, cross, held from February to July 2008, the Regional Executive Secretariats (SER) I, III, IV and V of Fortaleza-CE, with 137 nurses. Data collection occurred in the Basic Health Units using the interview. There were the nurses, accounting for 121 (88.3%) participants, who had a mean age of 35.1 years. Slightly more than half, 70 (51.1%) reported having children, and of those, 61 (92.4%) reported having experienced exclusive breastfeeding, which had an average of 4.38 months. However, only 12 (19.6%) nurses said they had adopted the LAM, even considering its practicality and its benefits. Only 2 (1.5%) nurses know how to LAM contraceptive option. As the self-assessment of knowledge on the subject, 34 (24.8%) nurses rated their knowledge as excellent or good, 80 (58.4%) good, 20 (14.6%) as regular and 3 (2, 2%) inadequate. Most, 88 (64.2%), know the effectiveness of LAM and only 5 (3.7%) reported the efficacy correct. Even with 65 (47.4%) of nurses discrediting the effectiveness of LAM and only 19 (13.9%) being knowledgeable of the three requirements for optimal operation of the method, 112 (81.8%) said guide for women on the use of it. The acceptance of women occurs in part, to the extent that seeking complementary method to continue use of LAM. The guidance is provided by nurses at different times, related to the pregnancy-puerperal period (prenatal, postpartum and child care) and outside, in the consultations for family planning and, in most cases, adopted the individual approach. The students, 59 (52.7%) nurses accompanied users of LAM. The average time of use by customers is 3 to 4 months, and the return to work and the introduction of other foods to the infant diet the main reasons for discontinuation of LAM. The oral combination was the MAC of succession of LAM. It is therefore the need to improve knowledge of nurses of the PSF over the area of care, since in such circumstances the promotion of LAM is compromised, affecting the adherence of women to the method and the effectiveness of it.
Descrição: FREITAS, Giselle Lima de. Anticoncepção pela lactação com amenorréia : conhecimento e prática de enfermeiros. 2009. 89 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1962
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_glfreitas.pdf1,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.