Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19644
Título: Ájax e Antígona: o riso na tragédia
Autor(es): ARAÚJO, Orlando Luiz
Palavras-chave: Ájax
Antígona
Riso na tragédia
Sófocles
Data do documento: 2012
Editor: Expressão Gráfica e Editora
Citação: ARAÚJO, O. L. (2012)
Resumo: O presente trabalho pretende analisar o riso em duas tragédias de Sófocles, Ájax e Antígona. A limitação da comunicação impede-nos de que façamos uma análise mais detalhada das cenas de riso. Desse modo, faremos uma apresentação do riso em geral, bem como sua utilização no drama trágico e apresentaremos nossa leitura na esfera das tragédias citadas, tendo como fio condutor três aspectos do riso: 1. o riso dos deuses; 2. o riso dos homens e, por fim, 3. a diferença entre o riso divino e humano e o riso entre homens de extração social diferente. Nossa análise partirá de três cenas encontradas nas duas tragédias de Sófocles supracitadas. Nessas cenas, interessam-nos, especialmente, três personagens que mencionam o riso, riem ou fazem rir em cena. Assim, importa-nos, sobretudo, a menção que a deusa Atena, no Ájax, faz ao quão agradável é o riso que advém do rir do inimigo, depois, na mesma peça, o riso louco de Ájax por ter matado o rebanho dos gregos, acreditando ter morto os Atridas e Odisseu e, na Antígona, o relato do guarda a Creonte que atrai para si o riso dos demais.
Descrição: .ARAÚJO, Orlando Luiz. Ájax e Antígona: o riso na tragédia. In: POMPEU, Ana Maria César; ARAÚJO, Orlando Luiz; PIRES, Robert Brose. (Orgs.). O riso no mundo antigo. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2012, p. 295-301.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19644
ISBN: 978-85-420-0033-7
Aparece nas coleções:DLE - Capítulos de livro

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_capliv_olaraujo.pdf220,01 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.