Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19650
Título: Efeitos modulatórios da acupuntura e da eletroacupuntura no estresse oxidativo e na inflamação agudos induzidos por depressão experimental no rim do rato
Título em inglês: Modulatory effects of acupuncture and electroacupuncture in oxidative stress and acute inflammation induced by depression experimental in rat kidney
Autor(es): Guimarães, André Brito Bastos
Orientador(es): Medeiros , Francisco das Chagas
Palavras-chave: Depressão
Estresse Oxidativo
Inflamação
Acupuntura
Eletroacupuntura
Data do documento: 4-Fev-2016
Citação: GUIMARÃES, A. B. B. ; MEDEIROS, F. C. (2016)
Resumo: Depressão é um termo usado por profissionais de saúde para descrever um espectro de alterações de humor, variando em características, intensidade e duração. A exposição ao estresse crônico pode desencadear mudanças a longo prazo ou ermanentes nas respostas emocionais, fisiológicas e comportamentais que influenciam a suscetibilidade e a evolução de enfermidades. Estudos demonstraram que a exposição prolongada a estressores psicológicos pode aumentar o risco de enfermidades devido à maior produção de substâncias oxidantes e das resultantes lesões oxidativas. O estresse crônico moderado (ECM) é um modelo experimental de depressão que tem por objetivo verificar a relação entre a exposição de sujeitos, comumente ratos, a um conjunto de estímulos aversivos crônicos e moderados por um longo e ininterrupto período de tempo. Um número crescente de trabalhos científicos tem demonstrado que as citocinas inflamatórias desempenham um papel importante na gênese do processo inflamatório presente em pacientes que padecem de transtornos depressivos. Considerando que o estresse oxidativo, a inflamação e a depressão estão relacionados, este estudo foi concebido para analisar os efeitos da acupuntura (Ac) e da eletroacupuntura (EAc) sobre a inflamação e o estresse oxidativo agudos produzidos por depressão experimental no rim do rato. Para avaliação dos efeitos da Ac e da EAc, 24 ratos sadios foram aleatoriamente destribuidos em 4 grupos (G1-G4) e submetidos ao ECM durante 42 dias. Na comprovação da instalação do estado depressivo nos animais experimentais foram submetidos ao Teste de Preferência da Sacarose (TPS) e ao Teste do Nado Forçado (TNF). Os ratos dos grupos G2-G4 foram tratados com AC e EAC (2Hz e 100 Hz), respectivamente, durante 12 dias, em dias alternados, por 20 minutos.No 63º dia do experimento os animais foram sedados com hidrato de cloral por via intraperitoneal para a coleta do rim direito e 3,0ml de sangue arterial. Posteriormente os animais foram sacrificados utilizando-se uma dose triplicada do mesmo fármaco. Foram avaliadas as concentrações de uréia e creatinina, glutationa reduzida (GSH), malonaldeido (MDA) e atividade de mieloperoxidase (MPO). O uso da EAc promoveu aumento significante (p<0,0001) das concentrações de uréia sérica no último dia do estudo. Não ocorreram alterações nos ratos tratados com Ac. Houve aumento significante das concentrações de GSH sérico e tecidual (rim) no último dia do estudo nos roedores dos grupos G3- G4,comparados ao grupo controle positivo (G1). Não foram observadas diferenças significantes nas concentrações de MDA sérico e tecidual (rim) na comparação entre os Grupos G2-G4 e o grupo controle G1. Entretanto, houve diminuição significante na atividade da mieloperoxidase no rim dos ratos comparando-se os grupos G2-G4 ao grupo G1. Conclui-se que a Ac e a EAc exercem um efeito protetor sobre o estresse oxidativo renal e promovem redução do processo inflamatório no rim de ratos submetidos ao estresse moderado crônico imprevisível.
Abstract: Depression is a term used by health professionals to describe a spectrum of mood changes, varying in characteristics, intensity and duration. Exposure to chronic stress can trigger long-term or permanent changes in the physiological, behavioral and emotional responses that influence susceptibility and the evolution of disease. Studies have shown that prolonged exposure to psychological stressors may increase the risk of disease due to increased production of oxidizing substances and the resulting oxidative damage. Moderate chronic stress (MCS) is an experimental model of depression which aims to check the relationship between exposure of subjects, commonly rats, to a set of aversive and moderate chronic stimuli for a long and uninterrupted period of time. An increasing number of scientific studies have shown that the inflammatory cytokines play an important role in the genesis of inflammatory process present in patients suffering from depressive disorders. Whereas the oxidative stress, inflammation and depression are related, this study was designed to examine the effects of acupuncture (Ac) and electro acupuncture (EAc) on inflammation and oxidative stress produced by experimental depression in rat kidney. In order to evaluate the modulatory effects of Ac and EAc, 24 healthy rats, randomly divided into 4 groups (G1-G4) were submitted to the ECM for 42 days. The sucrose preference test (SPT) and the Forced Swim test (FST). were used for verification of the depressive state. G2-G4 rats were treated with Ac and EAc (2Hz and 100 Hz), respectively, for 12 days, on alternate days, for 20 minutes. In the 63th day of the experiment, the animals were sedated with chloral hydrate for the collection of the right kidney and 3 ml of arterial blood. Later the animals were sacrificed using a triple dose of the same drug. Levels of urea and creatinine, reduced glutathione (GSH), malondialdehyde (MDA) and myeloperoxidase (MPO) activity were assayed. The use of the EAc promoted a significant increase (p< 0.0001) in serum urea concentrations on the last day of the study. Changes did not occur in rats treated with Ac. There was a significant increase in serum and tissue (kidney) concentrations of GSH in G2-G4 groups compared to control group (G1) on the last day of the study. No significant differences were observed in the serum and renal tissue in MDA concentrations when comparing groups G2-G4 with the control group G1. However, there was a significant decrease in the activity of myeloperoxidase in the kidney of the rats (G2-G4 versus G1 groups).It is concluded that the Ac and the EAc exert a protective effect on renal oxidative stress and reduce the inflammatory process in the kidney of rats exposed to moderate chronic unpredictable stress.
Descrição: GUIMARÃES, A. B. B. Efeitos modulatórios da acupuntura e da eletroacupuntura no estresse oxidativo e na inflamação agudos induzidos por depressão experimental no rim do rato. 2016. 76 f. Dissertação (Mestrado em Cirurgia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19650
Aparece nas coleções:DCIR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_abbguimarães.pdf685,44 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.