Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1976
Título: Determinantes da mortalidade infantil com enfoque na evitabilidade
Título em inglês: Determinants of infant mortality with focus on avoidability
Autor(es): Passos, Maria Leonice de Lima
Orientador(es): Alves , Maria Dalva Santos
Palavras-chave: Mortalidade Infantil
Fatores de Risco
Data do documento: 2011
Citação: PASSOS, M. L. L. (2011)
Resumo: As mortes desencadeadas em crianças menores de um ano de vida são influenciadas por fatores biológicos, culturais, demográficos, socioeconômicos e assistenciais. Este trabalho teve como objetivo avaliar a evitabilidade dos óbitos infantis ocorridos na Secretaria Executiva Regional VI em Fortaleza-CE, em 2008 e 2009. Trata-se de um estudo do tipo ecológico, descritivo e quantitativo, tendo como desfecho a ocorrência do óbito infantil. Foram estudados 192 óbitos, de uma população de 240. As variáveis foram agrupadas de acordo com as características sociodemográficas e maternas. Analisaram-se as médias, medianas e IC95% de variáveis quantitativas. Para avaliação da evitabilidade dos óbitos, foram usados os critérios propostos pela Lista Brasileira de Mortes Evitáveis no Sistema Único de Saúde, após análise pelo Comitê Regional de Prevenção do Óbito Infantil e Fetal. Em 2008,54% e 2009,52% dos óbitos em menores de um ano foram considerados evitáveis pelo Comitê. Comprovou-se que 30% dos óbitos de menores de um ano ocorridos em 2008 são reduzíveis por ações adequadas de diagnóstico e tratamento; 26% por adequada atenção à mulher na gestação; 22% por ações adequadas de promoção à saúde; 12% reduzíveis por adequada atenção ao recém-nascido; 8% por adequada atenção à mulher no parto, e 2% reduzíveis por ações de imunoprevenção. Dos óbitos evitáveis em 2009, 44% foram classificados como reduzíveis por adequada atenção à mulher na gestação; 33% por ações adequadas de diagnóstico e tratamento; 10% por adequada atenção ao recém-nascido; 7% por ações adequadas de promoção à saúde; e 6% reduzíveis por adequada atenção à mulher no parto. Os resultados encontrados podem ser utilizados para o direcionamento de intervenções efetivas que visem a diminuir a mortalidade infantil, tanto no âmbito da Secretaria Executiva Regional VI, como nas demais secretarias do município de Fortaleza.
Abstract: Deaths triggered in children less than one year of life are influenced by biological, cultural, demographic, socio-economic and assistance factors. This study describes the epidemiology profile of infant deaths that happened in the 6th Regional Executive Office in Fortaleza-CE, Brazil, in 2008 and 2009 and assesses its avoidability according to the results of the Regional Committee for the Prevention of Infant and Fetal Death (CRPOIF). This is an ecological, descriptive and quantitative study, with the outcome of the occurrence of infant death. 192 deaths were studied in a population of 240. Variables were grouped according to maternal socio-demographic characteristics. For data processing we used the Epi-Info software version 3.5.1, with analysis of means, medians of some variables and adopted the Confidence Interval of 95%. To assess the avoidability of deaths, we used the criteria proposed by the Brazilian List of Preventable Deaths in the National Health System after being reviewed by the committee. In 2008 (54%) and 2009 (52%) of deaths in children under one year of life were considered preventable by the CRPOIF based on this list, and following the classification adopted to analyze the deaths. It was concluded that 30% of deaths of children under one year old in 2008 are avoidable by appropriate actions of diagnosis and treatment, 26% by appropriate care to women in pregnancy, 22% by appropriate actions for health promotion, 12% are avoidable by appropriate care to newborns, 8% by appropriate care to women during childbirth, and 2% reduced through actions of vaccine prevention. From the avoidable deaths in 2009, 44% were reduced through appropriate care to women in pregnancy, 33% by appropriate actions for diagnosis and treatment, 10% by appropriate care to newborns, 7% by appropriate actions to health promotion and 6% reduced through appropriate care to women in childbirth. These results can be used to address effective interventions that aim to reduce infant mortality, both within the 6th Regional Executive Office, as in the other offices of this city.
Descrição: PASSOS, Maria Leonice de Lima. Determinantes da mortalidade infantil com enfoque na evitabilidade. 2011. 102 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1976
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_mllpassos.pdf2,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.