Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19821
Título: Estudos fitogeográficos e modelagem ecológica do gênero Dimorphandra Schott (Leguminosae, Caesalpinioideae)
Título em inglês: Phytogeographic studies and ecological modeling of the genus Dimorphandra Schott (Leguminosae, Caesalpinioideae)
Autor(es): Matos, Rafael Pereira de
Orientador(es): Costa, Itayguara Ribeiro da
Palavras-chave: Biogeografia
Distribuição potencial
Ecologia
Leguminosae
Modelagem ecológica
Biogeography
Potential distribution
Legumes
Data do documento: 2015
Citação: MATOS, R. P. (2015)
Resumo: Estudar padrões de distribuição dos organismos é relevante na ecologia, biogeografia e biologia da conservação fornecendo subsídios para compreender a evolução da biodiversidade. Dimorphandra Schott é um gênero de distribuição neotropical com 25 espécies no Brasil, distribuídas tanto em formações savânicas (Cerrado) como ombrófilas (Floresta Amazônica e Atlântica). Este trabalho objetivou entender como está distribuída e quais os fatores ambientais estão associados à riqueza e a diversidade de Dimorphandra. Foram utilizadas ferramentas de Sistemas de Informação Geográfica, modelagem ecológica e dados de ocorrência obtidos da rede SpeciesLink, informações bibliográficas e visitas à herbários. Esses dados foram classificados dentro de províncias biogeográficas de acordo com um esquema de regionalização biogeográfica e com os grupos gerados por uma análise de agrupamento – UPGMA realizada no programa PC-ORD e uma análise parcimoniosa de endemicidade (PAE) feita por meio do programa PAUP. Paralelamente, modelos ecológicos de distribuição baseados em algoritmos (BIOCLIM e CCSM) foram formulados para opassado, presente e futuro em ambiente do MAXENT e DIVA-GIS. Ambos os centros de riqueza e diversidade foram a região amazônica. As espécies com mais ampla distribuição foram D. mollis Benth. e D. gardneriana Tul., ambas ocorrendo no corredor de formações vegetacionais abertas e secas no sentido nordeste-sudeste. Três blocos fitogeográficos foram determinados pela análise de agrupamento: A) Amazônia; B) Ecótono Cerrado/Floresta Atlântica; e C) Escudo das Guianas. A análise de PAE evidenciou dois grandes clados com suporte estatístico (bootstrap) acima de 80%. Foram estabelecidos os seguintes padrões de distribuição: 1) Amplo na Amazônia, 2) Restrito ao Norte da Amazônia (acima do Rio Negro), 3) Escudo das Guianas, 4) Ecótono Cerrado/Floresta Atlântica, e 5) Microendêmico aos Cerrados de Minas Gerais. Os resultados da modelagem preditiva demonstraram uma tendência de redução da maior parte da área de ocorrência potencial do gênero em um cenário futuro, com exceção de pequenas regiões no Escudo das Guianas, as quais teriam condições de expandir a distribuição das espécies. Como conclusões, conheceu-se a distribuição do gênero pela América do Sul, seus centros de riqueza e diversidade, no caso a região amazônica, além de ter sido verificada uma tendência geral na redução da área potencial de ocorrência do gênero no futuro e expansão em áreas de altas altitudes, consideradas refúgios.
Abstract: Studying patterns of distribution of organisms is relevant in ecology, biogeography and conservation studies under even to understand the evolution of biodiversity. Dimorphandra Schott. is a widespread neotropical genus with 25 taxa in Brazil, occurring in savanna (Cerrado) and ombrophylous vegetation (Amazonia and Atlantic Rain Forest). This work aims to understand the factor that drives the richness and diversity of Dimorphandra. We used SIG, ecological modeling and databank of SpeciesLink and bibliography. These data were classified within biogeographic provinces according to a biogeographically regionalization scheme and according to groups generated by a cluster analysis in the PC-ORD program and a Parsimony Analysis of Endemicity (PAE) by PAUP program. At the same time, ecological distribution models were formulated to the past, present and future based on algorithms (BIOCLIM and CCSM) using the softwares MAXENT and DIVA-GIS, referring to each group according to the UPGMA results. The richness and diversity centers were in the Amazon region. The species more widespread were D. mollis Benth. and D. gardneriana Tul., occurring in the Seasonal Tropical Dry Forests (STDFs) in the northeast-southeast direction. Three phytogeographic groups were determined by the cluster analysis: A) Amazon and its two subgroups: Broad Amazon and North of Negro River Basin; B) Ecotones Brazilian Savanna/Atlantic Forest; and C) Guyana Highlands. PAE analysis pointed two major clades with good support (>80% bootstrap). Some distribution patterns were determined: 1) Broad Amazon Pattern, 2) Restricted to northern Amazon Pattern, 3) Guyana Shield Pattern, 4) Ecotones Brazilian Savanna/Atlantic Forest Pattern and 5) Micro Endemic Minas Gerais’ Brazilian Savanna Pattern. Predictive modeling results demonstrated a trend on reduction of most potential occurrence areas, except in small regions in Guyana Highlands, which expanded in a future scenario. Finally, we can conclude that distribution of the genus through South America was known as well its richness and diversity centers, besides it has been checked a general trend on reduction of potential occurrence area of this genus in a future scenario except in high areas which are considered refugia.
Descrição: MATOS, Rafael Pereira de. Estudos fitogeográficos e modelagem ecológica do gênero Dimorphandra Schott (Leguminosae, Caesalpinioideae). 2015. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19821
Aparece nas coleções:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_rpmatos.pdf21,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.