Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19869
Título: Os gêneros literários como ambiente de intergenericidade em língua espanhola
Autor(es): SOUZA, Letícia Joaquina de Castro Rodrigues Souza e
Palavras-chave: Intergenericidade
Gêneros literários
Língua espanhola
Data do documento: 2013
Editor: EdUECE
Citação: SOUZA, L. J. C. R. S. (2013)
Resumo: O constante uso da linguagem materializada nos gêneros discursivos acarreta mudanças tanto na estrutura como no propósito dos gêneros, principalmente nos secundários, já que nestes a liberdade estilística é mais livremente manifestada, quer dizer, apesar de parte dos gêneros discursivos apresentarem estruturas mais ou menos fixas, padronizadas, há gêneros que apresentam um maior grau de flexibilidade e plasticidade como, por exemplo, os gêneros literários. Neste trabalho, a partir das formulações bakhtinianas e das de outros autores como Bazerman (2006), Marcuschi (2002 e 2008), Koch e Elias (2006), Matozzo (2008) e Lima Neto e Araújo (2012), discutiremos o conceito de intergênero, evidenciando sua diferença em relação à hibridização de gêneros discursivos. O objetivo maior da discussão é compreender melhor a ação da intergenericidade no gênero novela, produzido em língua espanhola. Para este fim, analisaremos com base em Medonza (2002 e 2007) um corpus constituído de fragmentos de duas novelas espanholas (Cinco horas con Mario – Miguel Delibes e Nubosidad Variable – Carmen Martin Gaite) e fragmentos de duas novelas hispano-americanas (Como agua para chocolate – Laura Esquivel e El libro de Manuel – Julio Cortazar) a fim de constatar a potencialidade dos gêneros literários como um ambiente intergêneros, o que lhes confere adequação como mostra linguística para as aulas de espanhol como língua estrangeira, pois a partir dos gêneros literários os aprendizes podem entrar em contato com uma diversidade de gêneros não literários, pois o discurso literário é capaz de albergar outras manifestações discursivas. O resultado alcançado a partir da análise do corpus nos indica que nem toda relação intergenérica constitui uma intertextualidade, já que há que se observar se as relações existentes entre os gêneros são de natureza externas/estruturais ou internas, próprias do fenômeno da intertextualidade. No caso das obras analisadas a intergenericidade se dá por um fenômeno denominado por Lima Neto e Araújo (2012) como mescla por gêneros casualmente ocorrentes.
Descrição: SOUZA, Letícia Joaquina Castro Rodrigues Souza e. Os gêneros literários como ambiente de intergenericidade em língua espanhola. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DE GÊNEROS TEXTUAIS, 7., 2013, Fortaleza. Anais ... Fortaleza: EdUECE, 2013. p. 2211-2226.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19869
Aparece nas coleções:DLE - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_eve_ljcrsesouza.pdf562,81 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.