Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19873
Título: Tia, não sei escrever posso desenhar? A função dos desenhos na produção de narrativas produzidas por crianças
Autor(es): SERAFIM, Mônica de Souza
Palavras-chave: Desenho
Reescrita
Narrativas infantis
Data do documento: 2012
Editor: UFRPE
Citação: SERAFIM, M. S. (2012)
Resumo: A criança, enquanto produtora de textos, deixa marcas, indícios, que sinalizam o caminho que o interlocutor irá percorrer para chegar perto da intencionalidade do autor. Considerar o texto nesta perspectiva nos permite pensar que seus sentidos não são apriorísticos, mas construídos à medida que os sujeitos interagem por meio das diversas possibilidades que sua língua oferece. Neste contexto, reconhecemos que há muitos aspectos a serem observados nas histórias reescritas pelas crianças, no entanto, neste trabalho, escolheremos apenas um aspecto para olharmos essas produções textuais: investigar o continuum desenho-escrita na reescrita de contos infantis. Empreenderemos nosso trabalho tendo como aporte teórico as contribuições de, Derdyk (1990; 2004), Colello (1997), Girardello (1998) Gomes-Santos (2003), Greig (2004) e Serafim (2008). Para realizar este trabalho, utilizamos um corpus formado trinta e dois textos, produzidos por crianças de 1ª e 2ª séries, cujo conteúdo era a reescrita do conto Chapeuzinho Vermelho. Analisaremos os dados sob uma perspectiva quantitativa e qualitativa, esta última baseada no paradigma indiciário de investigação, que se apresenta como um modelo epistemológico fundado no detalhe, no singular. A análise dos dados nos mostrou que a função dos desenhos nas produções de crianças que ainda estavam no início do processo de alfabetização era a de complementação e nas produções em que a criança já tinha um maior domínio da língua escrita a função dos desenhos era de ilustração. Tais achados nos permitiram concluir que a relação desenho-escrita é de um continuum, ou seja, as duas linguagens se complementam, pois a imagem formada pictograficamente não surge apenas para garantir a evocação da imagem gráfica, uma diz algo em relação à outra de forma não redundante.
Abstract: The child, as a producer of texts, leave marks, signs that indicate which way the party will go through to get close to the intent of the author. Consider the text in this perspective allows us to think that your senses are not a priori but constructed as subjects interact through the various possibilities that their language offers. In this context, we recognize that there are many aspects to be found in the stories rewritten for children, however, in this work, we choose only one aspect to look at these textual productions: to investigate the continuum in the drawing-writing rewriting fairy tales. We will undertake our work with as the theoretical contributions of, Derdyk (1990, 2004), Colello (1997), Girardello (1998) Gomes-Santos (2003), Greig (2004) and Seraphim (2008). To carry out this work, we use a corpus formed thirty-two texts produced by children of 1st and 2nd grades, whose content was the rewriting of Little Red Riding Hood tale. We will analyze the data in a qualitative and quantitative standpoint, the latter based on evidentiary paradigm of research, which appears as an epistemological model based on the detail, in the singular. Data analysis showed us that the role of drawings in the productions of children who were still at the beginning of the literacy process was to complement and in productions in which the child had a greater mastery of the written language was the function of drawings Illustration . These findings allowed us to conclude that the relationship drawing-writing is a continuum, ie, the two languages complement each other, because the image formed pictorially not only appears to ensure the evocation of the graphic, one says something about the other so not redundant.
Descrição: SERAFIM, Mônica de Souza. Tia, não sei escrever posso desenhar? A função dos desenhos na produção de narrativas produzidas por crianças. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DA LINGUAGEM - SINIEL, 2., 2012, Recife. Anais... Recife: UFRPE, 2012, p. 900-921.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19873
ISSN: 2178-3292
Aparece nas coleções:DLV - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_eve_msserafim.pdf1,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.