Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19989
Título: O ato fotográfico – testemunhos e imagens de Auschwitz
Autor(es): LUCAS, Meize
Palavras-chave: Dante Alighieri
Cultura renascentista
Pensamento
Data do documento: 2005
Editor: Trajetos Revista de História UFC
Citação: LUCAS, M. (2005)
Resumo: A palavra inferno, no imaginário ocidental, remete de pronto a obra de Dante Alighieri. Para além do significado da obra para entender a cultura renascentista, ela representa uma forma de compreensão do que seria o inferno. A palavra será retomada no século XX, não mais como elemento numa obra artística, mas para dar forma e sentido ao que foi vivenciado nos campos de exterminio nazistas: testemunhas e pensadores, que se dedicaram ao estudo do fenômeno concentracionário, empregam-na recorrentemente. A palavra é inexata: em vez de mortos que sofrem penas após julgados, havia seres inocentes mortos e massacrados; ao invés de um lugar imaginário, saído da mente de um literato, existiam grandes campos escondidos em meio aos bosques, planejados e construidos por homens. Auschwitz era real, ao passo que a obra de Dante era peça de ficção. No entanto, só e tão somente lá, no domínio da cultura e da imagem (pois o pensamento é também construido por Imagens), foi possível encontrar algo que pudesse traduzir (ou, pelo menos, tentar traduzir) a realidade dos campos, como observa Georges Didi-Huberman, em Images malgré tout...
Descrição: LUCAS, Meize. O ato fotográfico – testemunhos e imagens de Auschwitz. Trajetos Revista de História UFC, Fortaleza, v. 3, n. 6, p. 239-242, 2005.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19989
ISSN: 1676-3033
Aparece nas coleções:DHIS - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_art_lucasm.pdf1,63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.