Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20085
Título: Aprendizagem cooperativa no contexto da sala de aula: a análise da evolução psicogenética da língua escrita de aluno com deficiência intelectual
Título em inglês: Cooperative learning in the context of the classroom: analysis of the evolution of language written psychogenetic student with intellectual disabilities
Autor(es): SILVA, Camila Barreto
Orientador(es): FIGUEIREDO, Rita Vieira de
Palavras-chave: Aprendizagem cooperativa
Ensino da escrita
Pedagogia da cooperação
Cooperative learning
Intellectual disability
Data do documento: 2016
Citação: SILVA, C. B.; FIGUEIREDO, R.V. (2016)
Resumo: A presente tese teve por objetivo analisar se a Aprendizagem Cooperativa constitui-se fator de evolução psicogenética da língua escrita de alunos com deficiência intelectual em contexto de sala de aula comum. Analisou se existiam diferenças na evolução da escrita silábica entre os alunos com deficiência intelectual que participaram das sessões de Aprendizagem Cooperativa e aqueles do grupo controle. Investigou também se esses sujeitos apresentaram comportamentos pró-ativos durante as sessões de produção escrita em contexto de cooperação em sala comum. Nosso estudo teve uma abordagem qualitativa, utilizando como base teórica-metodológica a organização estrutural da Aprendizagem Cooperativa fundamentada por Johnson, Johnson (1991, 1997, 1999). A tese tem como fundamentação teórica os pressupostos sóciointeracionista de Vygotsky, principalmente quanto a importância da interação e do conceito de mediação para a aprendizagem dos alunos em grupo; os estudos sobre a psicogênese da língua escrita referendados por Ferreiro e Teberosky; e as concepções acerca do funcionamento cognitivo das pessoas com deficiência intelectual. Participaram do estudo seis sujeitos com deficiência intelectual, quatro constituindo o grupo experimental e dois o grupo controle. Os sujeitos frequentavam três escolas municipais de Fortaleza, nos 2º e 3º anos do Ensino Fundamental I, e o Atendimento Educacional Especializado. O desenvolvimento da pesquisa contou com nove procedimentos, dentre eles a aplicação de pré-testes e pós-testes de escrita, e a realização de 35 sessões de produção de texto em grupo com cada sujeito do grupo experimental, perfazendo um total de 140 sessões. Os dados revelaram que, de modo geral, os sujeitos do grupo experimental desenvolveram habilidades sociais para tratar e superar as adversidades de natureza socioafetivas existentes ao longo das sessões, bem como para posicionarem-se nos grupos como protagonista de sua escrita. Os resultados mostraram que os sujeitos que participaram das sessões em grupos apresentaram comportamentos ao encontro da proposta da Aprendizagem cooperativa, promovendo, sobretudo, a emergência de atitudes pró-ativas durante a construção dos textos coletivos, de modo que estes sujeitos refletissem sobre o sistema de escrita. Os pré e pós-testes revelaram mudanças de níveis conceituais na língua escrita dos quatro sujeitos do grupo experimental, e regressões conceituais nos níveis de escrita dos sujeitos do grupo controle. Os dados indicam que a Aprendizagem cooperativa constituiu-se uma abordagem estrutural aplicável em sala comum junto aos sujeitos com deficiência intelectual de modo a promover a evolução psicogenética dos quatro participantes do estudo. A experiência oportunizou também aos sujeitos momentos de reflexão em grupo acerca do sistema de escrita, fazendo inferências e buscando de forma autônoma soluções para suas duvidas e questionamentos, aspecto que certamente contribui para a evolução desses sujeitos.
Abstract: This thesis aimed to analyze the Cooperative Learning constitutes psychogenetic evolution factor of the written language of students with intellectual disabilities in the context of common classroom. Examined whether there were differences in the evolution of syllabic writing among students with intellectual disabilities who participated in the sessions of Cooperative Learning and those in the control group. Also investigated these subjects had proactive behavior during production sessions written in the context of cooperation in the common room. Our study had a qualitative approach, using as a theoretical and methodological basis of the structural organization of the Cooperative Learning supported by Johnson, Johnson (1991, 1997, 1999). The thesis is the theoretical foundation sociointeractionist assumptions of Vygotsky, especially as the importance of interaction and the concept of mediation for learning group students; studies on the written language of psychogenesis countersigned by Ferreiro and Teberosky; and conceptions of the cognitive functioning of people with intellectual disabilities. Participated in the study six subjects with intellectual disabilities, four composing the experimental group and two control groups. ubjects attended three public schools in Fortaleza, in the 2nd and 3rd years of elementary school, and the Educational Service Specialist. The development of the research included nine procedures, including the application of pre-tests and writing post-tests, and performing 35 text production group sessions with each subject of the experimental group, a total of 140 sessions. The data revealed that, in general, subjects in the experimental group developed social skills to deal with and overcome the adversities of social-affective nature existing throughout the sessions and to position themselves in groups as the protagonist of his writing. The results showed that the subjects who participated in the sessions in groups showed behaviors of cooperative learning proposed the meeting, promoting, above all, the emergence of proactive attitudes during the construction of the collective texts, so that these subjects reflect on the system writing. Pre- and post-tests revealed changes of conceptual levels in the written language of the four subjects in the experimental group, and conceptual regressions in writing levels of the subjects in the control group. The data indicate that the cooperative learning constituted a structural approach applicable in the common room with intellectual disabilities with subjects in order to promote the development of psychogenic four study participants. The experience provided an opportunity also to subjects moments of reflection group on the writing system, making inferences and seeking autonomously solutions to your doubts and questions, an aspect that certainly contributes to the evolution of these subjects.
Descrição: SILVA, Camila Barreto. Aprendizagem cooperativa no contexto da sala de aula: a análise da evolução psicogenética da língua escrita de aluno com deficiência intelectual. 2016. 339f. - Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20085
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese _cbsilva.pdf2,59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.