Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20088
Título: Clubes sociais negros: lugares de memória e identidade
Título em inglês: Clubs in negros spatiality urban out of judge
Autor(es): BATISTA, Rita de Cassia Souza Félix
Orientador(es): CUNHA JÚNIOR, Henrique Antunes
Palavras-chave: Negros – Condições sociais – Juiz de Fora(MG)
Negros – Juiz de Fora(MG) – Usos e costumes
Bairros – Juiz de Fora(MG)
History and memory
Black population
Data do documento: 2015
Citação: BATISTA, R. C. S. F.; CUNHA JUNIOR, H. A. (2015)
Resumo: Clubes negros foram a expressão da sociabilidade afro-negra no meio urbanos das cidades de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, dentre outros. Abrigaram as facetas do registro urbano brasileiro da população negra. A pesquisa estuda o conjunto dos clubes negros de Juiz de Fora como uma expressão política importante para a história da população negra da cidade. Através deles realizaram-se ideias de inserção destas populações nas dinâmicas sociais da cidade. A cidade formal processa o racismo institucional na sua produção. Racismo interpretado como um processo de dominação entre grupos sociais e com as imposições contrárias às necessidades da população negra de inclusão social. Pensamos que a dimensão do lazer dos bailes e festas exigiu um projeto de resistência coletiva e de uma forma de inserção social das populações negras. A pesquisa utiliza Metodologia da Afrodescendência no seu desenvolvimento, traduzindo o sujeito pesquisar como o sujeito pesquisado. Utiliza dos instrumentos da história oral e documental. O trabalho traz a formação da cidade de Juiz de Fora, a constituição e transformação dos bairros negros. Discute a amplitude e a importância desses clubes para a população negra. Traduz a inscrição da população negra na história urbana.
Abstract: Black people clubs were an expression of african-black urban sociability in the cities of states of Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina and Rio Grande do Sul, sheltered facets of Brazilian urban record of the black population. The research studies the set of black clubs of city of Juiz de For a as an important political expression to the history of the black population. Through them were held ideals of inclusion of these populations in the social dynamics of the city. The formal city processes the institutional racism in its production. Racism interpreted as a process of domination between social groups and the impositions contrary to the needs of the black population of social justice. We believe that the size of leisure of balls and parties there was a collective resistance project and a form of social inclusion. The research employs the methodology and the subject as life experience. This research work uses the tools of oral and documentary history. The work brings the formation of the city of Juiz de For a, the constitution and transformation of black neighborhoods. Discusses the breadth and importance of these clubs to the black population. Translates the inscription of the black population in urban history.
Descrição: BATISTA, Rita de Cassia Souza Félix. Clubes negros na espacialidade urbana de JUIZ DE FORA. 2015. 213f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20088
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_tese_rcsfbatista.pdf3,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.