Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20222
Título: Irrigação de plantas de meloeiro amarelo com água salina enriquecida com CO2
Título em inglês: Irrigation yellow melon plants with saline water enriched with CO2
Autor(es): Barros, Josivânia Rodrigues
Orientador(es): Bezerra, Marlos Alves
Palavras-chave: Cucumis melo L
Salinidade
Dióxido de carbono
Produtividade
Trocas gasosas
Salinity
Carbon dioxide
Gas exchange
Data do documento: 2015
Citação: BARROS, J. R. (2015)
Resumo: Um dos grandes problemas enfrentados pela agricultura é o excesso de sais dissolvidos na solução do solo, carreados principalmente pela água de irrigação, causando a salinização do solo. Esses sais, ao serem absorvidos, afetam o crescimento das plantas devido ao efeito osmótico, dificultando a absorção de água no solo. A fim de amenizar os efeitos deletérios desses sais nas plantas, várias estratégias vêm sendo desenvolvidas visando tornar as plantas mais tolerantes ao estresse salino. Uma inovação recente no sistema de cultivo de plantas é o enriquecimento da água de irrigação com o dióxido de carbono (carbonatação), influenciando a produtividade comercial da cultura e tornando-a mais tolerante a estresses. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar se a aplicação de CO2 na água de irrigação de plantas de meloeiro aumenta a tolerância das mesmas ao estresse salino. O experimento foi conduzido no Campo Experimental de Pacajus da Embrapa Agroindústria Tropical. Os tratamentos foram dispostos em esquema fatorial 5 x 3 com quatro repetições, referentes às soluções salinas com condutividades elétricas de (CEa) (0,5; 1,5; 3,0; 4,5 e 6,0 dS m-1) e três tratamentos de CO2: ausência de CO2 (SC), cinco aplicações de CO2 (início do florescimento até a maturação dos frutos) (C1) e duas aplicações de CO2 (após a frutificação até a maturação dos frutos) (C2). O CO2 foi aplicado na forma de gás, injetado semanalmente diretamente no sistema de irrigação. A condutividade elétrica do extrato de saturação do solo e o teor de CO2 na água de irrigação foram mensurados ao final do experimento. As medições de fotossíntese, transpiração e condutância estomática ocorreram ao longo do desenvolvimento das plantas. Foram avaliadas ainda a área foliar, as massas secas das folhas e do caule + ramos, os teores de Na+, Cl-, K+ e os carboidratos nas folhas e nos caules + ramos, o número de frutos, a produtividade de frutos, o peso, os comprimentos e diâmetros dos frutos, espessura da polpa, sólidos solúveis totais e teor de ácido cítrico. Os teores de Na+, Cl- e k+ na folha e caule + ramos foram influenciados pela salinidade, havendo interação salinidade x CO2. Para as variáveis de crescimento: área foliar, matéria seca das folhas e caule +ramos, houve diferença significativa apenas para os níveis de salinidade. Todas as variáveis de trocas gasosas foram influenciadas pela salinidade, enquanto que a condutância estomática e a fotossíntese liquida foram significativamente influenciadas pela aplicação de CO2. Os teores de carboidratos no caule + ramos foram influenciados pela aplicação de CO2. A irrigação com água salina provocou redução na produtividade, número de frutos, comprimentos dos frutos comercias e médios. Essas variáveis não foram influenciadas pela aplicação de CO2. Em função do exposto, conclui-se que a salinidade afetou o crescimento, desenvolvimento e produção das plantas de meloeiro, enquanto a aplicação do CO2 não minimizou o efeito deletério dos sais nas plantas.
Abstract: Salt excess in the soil solution is a serious problem in agriculture, caused mainly by irrigation water, causing soil salinization. These salts, when absorbed affects the growth of plants because of the osmotic effect, reducing the absorption of water in the soil. In order to mitigate the deleterious effects of these salts in plants, several strategies have been developed in order to make plants most tolerant to salt stress. A recent innovation in plant cultivation system is the enrichment of irrigation water with carbon dioxide (carbonation), influencing the commercial crop yield and making them more tolerant to stresses. The objective of this study was to evaluate whether the application of CO2 in irrigation water of melon plants increases the tolerance of the same to salt stress. The experiment was conducted in Pacajus Experimental Field of Embrapa Tropical Agroindustry. The treatments were arranged in a factorial 5 x 3 with four replications, referring to salt solutions at electrical conductivities of (ECw) (0.5, 1.5, 3.0, 4.5 and 6.0 dS m-1) and three treatments with CO2: no CO2 (SC), five applications of CO2 (since flowering until the beginning ripening of fruits) (C1) and two applications of CO2 (since fruit set until the ripening of fruits) (C2). The CO2 was used as a gas injected weekly directly in the irrigation system. The electrical conductivity of the soil saturation extract and CO2 content in the irrigation water were measured at the end of the experiment. The measurement of photosynthesis, stomatal conductance and transpiration occurred throughout plant development. Were also evaluated leaf area, dry weight of leaves and stem + branches, levels of Na+, Cl-, K+ and carbohydrates in the leaves and stems + branches, the number of fruits, productivity, weight, lengths and diameters of the fruit, pulp thickness, total soluble solids and citric acid content. Leaf concentrations of Na+, Cl- and K+ in the leaf and stem + branches were influenced by salinity, with interaction salinity x CO2. For the growth variables: leaf area, dry matter of leaves and stem + branches, there was a significant difference only for the salinity levels. All variables of gas exchange were influenced by salinity, while the stomatal conductance and net photosynthesis were significantly influenced by the application of CO2. The carbohydrate in stem + branches were influenced by the application of CO2. Irrigation with saline water caused a reduction in productivity, number of fruits, lengths of commercial and total fruits. These variables were not influenced by the application of CO2. It is concluded that salinity affected the growth, development and production of melon plants, while the application of CO2 did not minimize the deleterious effect of salts in plants.
Descrição: BARROS, Josivânia Rodrigues. Irrigação de plantas de meloeiro amarelo com água salina enriquecida com CO2. 2015. 84 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20222
Aparece nas coleções:PPGENA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_jrbarros.pdf1,55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.