Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2028
Título: Comunicação entre mãe-filho em alojamento conjunto à luz dos fatores proxêmicos
Título em inglês: Communication between mother and child in shared accommodation with the light factors proxemics
Autor(es): Vasconcelos, Simone Gonçalves
Orientador(es): Galvão , Marli Teresinha Gimeniz
Palavras-chave: Relações Mãe-Filho
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Transmissão Vertical de Doença
Data do documento: 2006
Citação: VASCONCELOS, S. G. (2006)
Resumo: Proxemia representa neologismo para designar o conjunto das observações e teorias referentes ao uso que o homem faz do seu espaço, constituindo-se uma modalidade de comunicação não-verbal. A comunicação proxêmica estuda o significado social do espaço, ou seja, estuda como o homem estrutura inconscientemente o próprio espaço. Neste estudo aborda-se a comunicação proxêmica entre mãe-filho em alojamento conjunto. Faz-se um julgamento comparativo entre binômios com sorologia negativa e positiva para o HIV. Como objetivo geral, menciona-se analisar as interações entre mãe-filho durante a troca de fraldas do bebê em alojamento conjunto, à luz dos fatores proxêmicos. Desenvolveu-se um estudo exploratório, descritivo e quantitativo entre dezembro de 2005 e fevereiro de 2006 em unidade de alojamento conjunto de uma Maternidade pública de Fortaleza-CE, utilizando-se filmagens para avaliar a comunicação. As filmagens foram realizadas em sala do alojamento conjunto, durante as primeiras 48 horas de vida do recém-nascido, onde se executa a antropometria, a troca de fraldas, o banho e a vacinação dos recém-nascidos. A população constituiu-se de uma amostra de conveniência de um grupo de binômio (G1 n=5), no qual a mãe não apresenta sorologia positiva para o HIV, e um segundo grupo (G2 n=3) em que a mãe tinha conhecimento da sorologia positiva para o HIV, antes do parto. Pelas filmagens registraram-se as cenas do momento da troca de fraldas dos bebês. Estas foram analisadas por juizes, obedecendo-se o referencial teórico de Hall (1986) sobre a comunicação proxêmica. À medida que se observou repetição dos componentes da comunicação proxêmica, elas foram finalizadas. Para análise utilizou-se um roteiro previamente elaborado, que constava de fatores proxêmicos: tom de voz, distância, comportamento de contato e contato visual. De acordo com os dados, encontrou-se associação estatística nos fatores código visual e tom de voz. Houve concordância absoluta entre os juízes no fator postura. Entretanto, dados relativos (%) permitem inferir algumas suposições, como as seguintes: a situação de troca de fraldas não foi o momento em que as mães demonstraram carinho com seus filhos; houve a presença de um número elevado de interações em eixo lateral; o olhar direcionado ao interlocutor manteve margem próxima do desviado; a maioria das interações encontradas com o eixo sociopeto pode refletir na necessidade de a mãe ficar próxima do filho para a troca e a presença do silêncio no procedimento. Estudos poderão ser desenvolvidos com vistas a ampliar o processo de avaliação da comunicação nas fases iniciais da vida, pois o conhecimento do processo comunicativo entre mãe e filho pode auxiliar no julgamento da validade da implementação de esforços para torná-la o mais saudável possível desde as primeiras horas pós-parto, especialmente em pacientes com HIV/aids, os quais têm uma história de vida peculiar, marcada por episódios dolorosos diante dos infortúnios da doença e das incertezas quanto ao seu prognóstico.
Abstract: Proxemics is a neologism which designates the set of observations and theories relating to the use man makes of his space, comprising a form of non-verbal communication. Proxemic communication studies the social meaning of space, that is, it studies how man unconsciously structures his own space. In this research, proxemic communication between mother and child in shared accommodation is approached. A comparative judgment is made between binomes with negative and positive blood test results for HIV, the general objective being analysis of mother-child interactions during diaper-changing of babies in shared accommodation, in the light of proxemic factors. A descriptive and quantitative exploratory study was undertaken, between December 2005 and February 2006, in a shared accommodation unit of a public maternity hospital in Fortaleza, Ceará, Brazil, using video footage to evaluate communication. Filming was performed in shared accommodation rooms, during the first 48 hours of life of neonates, in which anthropometrics, diaper-changing, bathing and vaccination of newborns take place. The population comprised a convenient sample of a binome group (G1; n=5), in which the mother does not test positively for HIV and a second group (G2, n=3) in which the mother was aware of positive blood test result for HIV, prior to childbirth. Footage filmed at time of diaper changes was analyzed by judges, in compliance with the theoretical benchmark of Hall (1986) regarding proxemic communication and scenes were finalized when repetition of proxemic communication components was observed. For analysis, a previously-prepared script was used, noting proxemic factors: tone of voice, distance, contact behavior and visual contact. According to the data, a statistical difference was generated for visual code and tone of voice factors. There was absolute concordance amongst judges for the posture factor. Nevertheless, relative data (%) permit inference of certain assumptions, notably: the “diaper-change” situation was not the moment in which mothers demonstrated affection for their children; the presence of a high number of interactions on a lateral axis; gaze directed to interlocutor maintained a margin close to averted; most interactions found with sociopetal axis may reflect need for mother to remain close to child for the change and the need for silence during procedure. Studies may be undertaken with a view to expanding the process of evaluation of communication in initial phases of life, as knowledge of the communicative process between mother and child may assist in judgment of validity of implementation of efforts to make it as healthy as possible from the first hours postpartum, especially as patients with HIV/AIDS have a particular life story, marked by painful episodes in view of the disease’s symptoms and the uncertainty regarding prognosis.
Descrição: VASCONCELOS, Simone Gonçalves. Comunicação entre mãe-filho em alojamento conjunto à luz dos fatores proxêmicos. 2006. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2028
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_sgvasconcelos.pdf261,17 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.