Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2032
Título: Estudo preliminar sobre a "barriga preta" das lagostas
Autor(es): Vieira, Gustavo Hitzschky Fernandes
Ogawa, Masayoshi
Palavras-chave: Lagosta
Data do documento: 1970
Editor: Arquivos de Ciências do Mar
Citação: VIEIRA, G. H. F.; OGAWA, M. (1970)
Resumo: O aparecimento de manchas escuras em lagostas, fenômeno comumente denominado "barriga preta", provoca uma depreciação no produto. Isso ocorre após o descabeçamento, e as manchas localizam-se, inicialmente, na junção do cefalotórax com a cauda e, posteriormente, em toda a cauda. Sabe-se que a ocorrência da mancha preta em camarões é proveniente da auto-oxidação de certos cromôgenos do tipo amino-fenol, provavelmente oriundos da quebra de proteínas, resultando na formação de melaninas (Fieger, 1952), e que a reação oxidativa de tirosinase sobre tirosina, produzindo melanina, é acelerada por ions de cobre ou outros ions metabólicos (Bailey & Fieger, 1954). O presente trabalho refere-se ao estudo das lagostas Panulirus argus (Latreille) e Panulirus laevicauda (Latreille), quanto à indicação de tecidos e orgãos na formação da mancha escura, o efeito do pH sobre o referido fenômeno, atividade da reação tirosina-tirosinase e a possível ação inibidora de certos compostos químicos.
Descrição: VIEIRA, Gustavo Hitzschky Fernandes; OGAWA, Masayoshi. Estudo preliminar sobre a "barriga preta" das lagostas. Arquivos de Ciências do Mar, Fortaleza, v. 10, n.2, p. 153-158, dez. 1970.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2032
Aparece nas coleções:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1970_art_fpvieira.pdf380,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.