Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2046
Título: Diagnósticos de enfermagem em pacientes internados por acidente vascular encefálico
Título em inglês: Nursing diagnosis in patients with stroke
Autor(es): Cavalcante, Tahissa Frota
Orientador(es): Araújo , Thelma Leite de
Palavras-chave: Diagnóstico de Enfermagem
Acidente Cerebral Vascular
Data do documento: 2008
Citação: CAVALCANTE, T. F. (2008)
Resumo: A identificação dos diagnósticos de enfermagem contribui para o planejamento das intervenções de enfermagem necessárias no intuito de prevenir e reduzir as incapacidades e recuperar a saúde. Objetivou-se analisar o perfil de diagnósticos de enfermagem em pacientes com acidente vascular encefálico durante a hospitalização. Estudo transversal, realizado no período de outubro de 2007 a abril de 2008, com 91 pacientes com acidente vascular encefálico, internados na emergência de um hospital geral localizado na cidade de Fortaleza-Ceará. Estabeleceram-se como critérios de inclusão: a) estarem internados pelo diagnóstico médico de acidente vascular encefálico independente do tipo; b) terem idade igual ou superior a 18 anos; c) não terem história prévia de acidente vascular encefálico. Como critério de exclusão estabeleceu-se apenas um: pacientes que durante a coleta de dados apresentarem situações de emergência com risco de morte. Para a coleta de dados utilizou-se um formulário submetido à validação de conteúdo com quatro enfermeiras especialistas em diagnósticos de enfermagem ou no cuidado aos pacientes com acidente vascular encefálico. As informações foram coletadas por meio de entrevista, exame físico e consulta ao prontuário. Para nomeação dos diagnósticos de enfermagem seguiu-se como referência a Taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association publicada em 2008. Compilaram-se os dados no Excel e fez-se a análise estatística no programa SPSS. O nível de significância adotado no estudo foi 5%. Quanto aos dados sociodemográficos, conforme verificou-se, estes pacientes eram predominantemente do sexo feminino, aposentados, católicos, viviam com companheiro e com baixa escolaridade e baixa renda. O acidente vascular tipo isquêmico predominou no grupo (45,9%), seguido pelo tipo hemorrágico (38,5%). Segundo constatou-se, esses pacientes apresentaram uma mediana de dez diagnósticos de enfermagem e uma média de onze características definidoras, seis fatores relacionados e cinco fatores de risco. Os diagnósticos de enfermagem mais freqüentes foram: Risco de infecção (96,7%), Déficit no autocuidado para banho/higiene (76,9%), Déficit no autocuidado para higiene íntima (74,7%), Déficit no autocuidado para vestir-se/arrumar-se (71,4%), Comunicação verbal prejudicada (62,6%), Perfusão tissular ineficaz – tipo cerebral (59,3%), Risco de integridade da pele prejudicada e Mobilidade no leito prejudicada (52,7%) e Risco de aspiração (50,5%). De modo geral, o perfil encontrado neste estudo é semelhante aos descritos em outros estudos com pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Com exceção do diagnóstico de enfermagem Risco de infecção, os demais mostraram associação estatisticamente significante entre si. A totalidade das características definidoras e dos fatores relacionados revelou associação estatística significativa com todos os diagnósticos de enfermagem, exceto com Risco de infecção. Como observado, o estudo permitiu conhecer de forma aprofundada os diagnósticos de enfermagem, as características definidoras, os fatores relacionados e os fatores de risco manifestados pelos pacientes na fase de hospitalização. Destaca-se a presença daqueles de caráter biológico e de risco. Os achados reforçam a necessidade da equipe de enfermagem atuar não somente no aspecto curativo, mas também na prevenção e na promoção da saúde, tanto nos níveis secundários de saúde como nos terciários.
Abstract: The idetinfication of the diagnoses in nursing contribute to the planning of the nursing interventions in order to prevent and reduce the incapabilities. It was aimed to analize the nursing diagnosis profile in patients with stroke during hospitalization. This is a descriptive study which was done within the period of October 2007 to April 2008, involving 91 patients with stroke, who were hospitalized in an emergency department of a general hospital set in Fortaleza City - Ceará. Some including criteria were established: a) being hospitalized due to the stroke diagnosed by the doctor, independently on the type; b) being 18 years old or over; c) not having previous history of stroke. The excluding criteria were: a) patients who, during the collection of data, presented emergencial situations as well as dead risk. A form was used for the data collection and it also undergone content validation with four nurses who are expertise in nursing diagnoses or in the care of patients with stroke. The information was collected through enterview, physical test and prontuary consultation. To name the nursing diagnoses, the Taxonomy II proposed by the North American Nursing Diagnosis Association published in 2008 was followed as reference. The data was compiled in the Excel program and the statistic analysis was done within the SPSS program. The level of significance adopted in the study was of 5%. Taking the social and demographic data into account, it was verified that the majority of these patients were from feminine gender, retired, catholics, lived with a partner and had low education and income. The ischemic type of stroke was predominant in the group (45.9%), followed by the hemorrhagic type (38.5%). According to the findings, these patients showed an avarage of nine nursing diagnoses, eleven defining characteristics, six related factors and five risky factors. The most frequent nursing diagnoses were: Risk of infection (96.7%), Self-care deficit_bathing and higiene (76.9%), Self-care deficit_intimate higiene (74.7%), Self-care deficit_self dressing (71.4%), Verbally damaged communication (62.6%), Ineffective tissular perfusion_cerebral type (59.3%), Risk of the integrity of the damaged skin (52.7%) and Risk of aspiration (50.5%). Generally, the profile found in this study is similar to the ones described in other studies with patients hospitalized in intensive therapy units. Apart from the nursing diagnosis Risk of infection, the remaining ones showed statistically significant association among themselves. The total defining characteristics and the related factors revealed significative statistic association with all nursing diagnoses, except from the Risk of infection one. As observed, the study allowed us to know in a deep way the nursing diagnoses, the defining characteristics, the related factors and the risk factors manifested in the patients during hospitalization. The presence of those with biological and risky character stands out. The findings reinforce the need that the nursing team has to act not only upon the curative aspect, but also on the prevention and the health promotion, in the secondary levels of health and the tertiary as well
Descrição: CAVALCANTE, Tahissa Frota. Diagnóstico de enfermagem em pacientes internados por acidente vascular encefálico. 2008. 96 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2046
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_tfcavalcante.pdf868,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.