Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2048
Título: Acurácia de escalas de avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos
Título em inglês: Accuracy of scales for assessement of risk for pressure ulcer patients in critical
Autor(es): Araújo, Thiago Moura de
Orientador(es): Caetano , Joselany Afio
Palavras-chave: Úlcera por Pressão
Prevenção Secundária
Medição de Risco
Data do documento: 2009
Citação: ARAÚJO, T. M. (2009)
Resumo: A Úlcera por pressão (UP) é uma manifestação clínica frequente em pacientes de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e reflexo indireto da assistência dos profissionais de saúde. O surgimento de UP em pacientes críticos está relacionado com maiores gastos, tempo de internamento e complicações clínicas, portanto, predizer quais os sujeitos mais vulneráveis a este problema é fundamental. Na literatura há várias escalas publicadas com este propósito. Contudo, no Brasil, até o momento, não se encontra publicações que tenham verificado qual a melhor escala para medir o risco de se desenvolver UP. O objetivo deste estudo foi verificar a acurácia das escalas de avaliação de risco para úlcera por pressão de Norton, Braden e Waterlow em pacientes críticos. Verificar a incidência de úlcera por pressão em pacientes críticos. Estudo longitudinal realizado em quatro unidades de terapias intensiva de um hospital escola de Fortaleza – Brasil, durante o período de março a julho de 2009. Foram investigados 42 pacientes críticos, cada sujeito passou por um processo de 10 a 15 dias de acompanhamento, em cada dia deste intervalo eram aplicadas as escalas de risco para úlcera por pressão de Norton, Braden, e Waterlow. Na análise dos dados foi empregado Teste do Qui-Quadrado para verificação de associações entre as variáveis categóricas e o teste T de Student para comparação das variáveis contínuas. Alem disso, houve o cálculo dos coeficientes de validade e de Spearman. Dos 42 pacientes avaliados, 25 desenvolveram úlceras por pressão evidenciando uma incidência de 59,5%. Entre os estadiamento foram observados 23 (48,9%) com grau I e 24(51,1%) com grau II. A região sacral e occipital foram os locais onde mais ocorreu lesões (38,3%). Naqueles que desenvolveram UP, a presença de duas lesões foi o predominante (64%). As escalas de Norton e Waterlow apresentaram os mesmos coeficientes de validação, ambas apresentaram sensibilidade, valor preditivo positivo e negativo de 100%. A escala de Braden apresentou sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e negativo de 31,2%, 88,2%, 71,4% e 64,4%, respectivamente. Pelo método de Waterlow houve uma maior incidência lesões (23,8%), em relação aos demais métodos, sendo que a média de lesões, por Waterlow, foi, praticamente, três vezes maior do que o de Norton (p=0,004). Pelo método de Braden, quanto maior a idade, maior é o aparecimento de UP (p=0,012). A incidência de úlcera por pressão pelo método de Waterlow foi superior em relação aos métodos de Norton e Braden que foram proporcionais. As escalas de Norton e Braden apresentaram elevada sensibilidade para pacientes críticos.
Abstract: The pressure ulcer (PU) is a common clinical manifestation in patients of Intensive Care Unit (ICU) and indirect reflection of assistance from health professionals. The emergence of PU in critically ill patients is related to higher expenses, length of stay and clinical complications, therefore, predict which subjects more vulnerable to this problem is fundamental. In the literature there are various scales published for this purpose. However, in Brazil, so far, is not content that they have found that the best scale to measure the risk of developing UP. The objective of this stuy is to verify the accuracy of risk evaluation scales to ulcer by pressure of Norton, Braden and Waterlow in critic patients and to verify the incidence of ulcer by pressure in critic patients. Longitudinal study accomplished in four intensive therapy units in a school-hospital in Fortaleza-Brazil, between March and July 2009. 42 critic patients have been investigated, each subject went through a 10 to 15 days monotoring, in each day of this period the risk evaluation scales to ulcer by pressure of Norton, Braden and Waterlow was applied. During the analysis of data the Qui-Quadrado test was applied to verify the associations among the categoric variables and the T de Student test to compare the continuous variables. Besides this, there was the coeficient calculation of validiy and Spearman. Of the 42 evaluated pacients, 25 developed ulcer by pressure showing an incidence of 59,5%. About the statement we observed (48,9%) with grade I and 24(51,1%) with grade II. The occipital and sacral region were the sites where most injuries occurred (38.3%). Those who developed UP, the presence of two lesions was the predominant 64%. The Norton an Waterlow scales presented the same validation coeficients, both showed sensibility, positive and negative predictive value of 100%. The Braden scale showed sensibility, specialty, positive and negative predictive value of 31,2%, 88,2%, 71,4% and 64,4%, respectively. By the Waterlow method there was a bigger incidence of lesions (23,8%), in relation to the other methods, being the average of lesions, by Waterlow, practically three times bigger than the Norton (p=0,004).By the Braden method, the bigger the age, the bigger the UP (p=0,012).
Descrição: ARAÚJO, Thiago Moura de. Acurácia de escalas de avaliação de risco para úlcera por pressão em pacientes críticos. 2009. 147 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2048
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_tmaraujo.pdf658 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.