Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2050
Título: Acurácia de indicadores clínicos do diagnóstico de enfermagem “desobstrução ineficaz das vias aéreas” em pacientes no período pós-operatório de cirurgias cardíacas
Título em inglês: Accracy of clinica indicators of the nursing diagnosis “ineffective airway clearnce” in patients in post-operative period of cardiac surgeries
Autor(es): Sousa, Vanessa Emille Carvalho de
Orientador(es): Lopes , Marcos Venícios de Oliveira
Palavras-chave: Avaliação em Enfermagem
Doenças Cardiovasculares
Anormalidades do Sistema Respiratório
Data do documento: 2010
Citação: SOUSA, V. E. C. (2010)
Resumo: O uso de bons indicadores clínicos possibilita uma atribuição mais adequada dos diagnósticos de enfermagem, contribuindo com a eficácia do plano de cuidados. A acurácia determina a relação direta entre as características definidoras e a presença ou ausência de um determinado diagnóstico de enfermagem. A necessidade de pesquisas voltadas para a determinação da acurácia diagnóstica motivou o desenvolvimento do estudo, com o objetivo principal de analisar a acurácia de indicadores clínicos de “Desobstrução ineficaz de vias aéreas” (DIVA) em pacientes no pós-operatório cardíaco. Estudo transversal desenvolvido na unidade pós-operatória de um hospital especializado em cardiologia do município de Fortaleza-CE. Uma amostra de 98 pacientes foi selecionada consecutivamente e constituiu-se de indivíduos de ambos os sexos, com idade acima de 18 anos e que se encontravam em pós-operatório imediato (até 48 horas). A coleta de dados foi realizada no período de janeiro a abril/2010, mediante a utilização de um formulário, submetido a um teste piloto e aplicado por participantes de um projeto de pesquisa voltado para terminologias de enfermagem, após treinamento e avaliações. Foram contemplados os elementos que compõem o diagnóstico DIVA de acordo com a Taxonomia II da NANDA-I. Após a coleta, os dados foram sintetizados no formato de casos clínicos e encaminhados para cinco peritas que executaram as inferências diagnósticas. Foram utilizados os softwares Excel e PASW para organização e análise estatística dos dados. O nível de significância adotado foi de 5%. Verificou-se uma proporção equilibrada de homens e mulheres, predominância de pessoas com baixa renda e baixa escolaridade, média de 55,89 anos de idade e vínculo de união estável na amostra. Os diagnósticos médicos mais prevalentes foram angina e coronariopatias, levando a uma maior incidência de cirurgias reconstrutoras. A incidência elevada de tabagismo mostrou-se como um elemento desfavorável, repercutindo em prejuízos no processo de limpeza das vias aéreas. A prevalência de DIVA foi de 33,7%. Do total de 13 características definidoras, somente 4 apresentaram associações significativas com o diagnóstico: “dispnéia”, “tosse ausente”, “ruídos adventícios respiratórios” e “tosse ineficaz”, sendo as duas últimas as mais acuradas. Os fatores relacionados também se mostram mais específicos do que sensíveis, destacando-se: “asma”, “hiperplasia”, “alergia respiratória” e “infecção”, sendo os dois últimos os mais acurados. Os fatores relacionados “tabagismo”, “secreções retidas” e “muco excessivo” mostraram relação de risco. As peculiaridades do período pós-operatório e a alta incidência de tabagismo foram apontadas como elementos que se relacionaram à incidência dos indicadores clínicos. Sugestões a respeito da modificação da nomenclatura dos indicadores e da inclusão de um fator relacionado referente ao pós-operatório foram contribuições deixadas pelas peritas. Foi demonstrada a existência de diferenças de especificidades e sensibilidades, as quais são influenciadas pelas características populacionais estudadas. Ressalta-se a necessidade de desenvolver estudos neste tema contemplando outras populações. As variações de concordância entre as peritas foram atribuídas às diferenças de interpretação destas frente aos dados levantados. O estudo forneceu direção para a eficiência do uso dos indicadores clínicos avaliados, contribuindo com o aprimoramento da acurácia diagnóstica.
Abstract: The use of good clinical indicators contributes to the assignment of nursing diagnoses making the care plan more effective. Accuracy determines the direct relationship between defining characteristics and the presence or absence of a specific nursing diagnose. The need for research focused on diagnoses’ accuracy motivated the development of this study, whose purpose is to examine the accuracy of clinical indicators of "Ineffective airway clearance" (IAC) in patients in post-operative period of cardiac surgeries. Cross-sectional study developed in the post-operative unit of a specialized hospital of Fortaleza-CE. A sample of 98 patients was selected consecutively and it was composed by individuals of both sexes, age above 18 years old and evaluated in the immediate post-operative (up to 48 hours). The data collection occurred within the period of January to April/2010 from a form, which had been subjected to a pilot test and applied by research project participants, focused on nursing terminologies, after training and evaluations. The components of the nursing diagnose IAC were evaluated according to the NANDA-I Taxonomy. Clinical cases were formulated after the data collection and five specialists performed the diagnostic inference. For the organization and statistical analysis of data collected, the software Excel and PASW were used. The level of significance adopted in the study was 5%. The proportion of men and women was equal in the sample, with predominance of people with low income and low scholarship, with average of 55.89 years old and living with a partner. The clinical diagnosis angina and coronary diseases were more prevalent, increasing the incidence of reconstructive surgeries in the sample. The high incidence of smoking was showed as a favorable factor for dysfunction in the process of airway clearance. The prevalence of ICA was 33.7%. Four of thirteen defining characteristics have significant associations with the studied diagnosis: "dyspnea", "absence of cough", "adventitious breath sounds" and "ineffective cough", and the last two were accurate. Some of related factors were more specific that sensitive: "asthma", "hyperplasia", "allergic airways" and "infection", and the last two were the most accurate. The related factors: "smoking", "retained secretions" and "excessive mucus" increased the risk for IAC. Peculiarities of post-operative period and the high incidence of smoking were identified as elements linked to the incidence of clinical indicators. Contributions left by specialists were suggestions concerning the modification of the nomenclature and the inclusion of a related factor for post-operative period. The study demonstrated the existence of difference in the specificities and sensitivities, which are influenced by population characteristics. The need of further studies development in other contexts was emphasized. Changes in the trial of the specialists were attributed to differences in their interpretations. The study gave us a direction towards the diagnostic efficiency for some clinical indicators contributing to improve the accuracy of these elements.
Descrição: SOUSA, Vanessa Emille Carvalho de. Acurácia de indicadores clínicos do diagnóstico de enfermagem "desobstrução ineficaz das vias aéreas" em pacientes no período pós-operatório de cirurgias cardíacas. 2010. 83 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2050
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_vecsousa.pdf1,59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.