Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2056
Título: Revisão do diagnóstico de enfermagem "falta de adesão" em pessoas com hipertensão arterial
Título em inglês: Review of diagnosis “noncompliance” in people with hypertension
Autor(es): Oliveira, Célida Juliana de
Orientador(es): Araújo , Thelma Leite de
Palavras-chave: Diagnóstico de Enfermagem
Adesão à Medicação
Estudos de Validação
Data do documento: 2011
Citação: OLIVEIRA, C. J. (2011)
Resumo: O objetivo do estudo foi realizar a revisão e validação do diagnóstico de enfermagem Falta de Adesão em pessoas com hipertensão arterial, fundamentando-se na hipótese de que ao promover a validação de um diagnóstico de enfermagem, o enfermeiro terá dados concretos para ajudar o indivíduo a dar um seguimento adequado à terapêutica instituída. No momento, o diagnóstico Falta de Adesão apresenta seis características definidoras e 28 fatores relacionados, divididos em individuais, relacionados ao plano de assistência à saúde, à rede e ao sistema de saúde. Após revisão integrativa da literatura, desenvolvida a partir das bases de dados CINAHL, LILACS, PUBMED, Biblioteca Cochrane e o Banco de Teses da CAPES, com utilização dos descritores “diagnóstico de enfermagem”, “cooperação do paciente” e “recusa do paciente ao tratamento” e seus respectivos correspondentes na língua inglesa e espanhola, além dos descritores não controlados adesão terapêutica e adesão ao tratamento, utilizados somente no Banco de Teses da CAPES, os elementos do diagnóstico foram revisados e tiveram suas definições constitutivas/operacionais desenvolvidas (etapa A). A seguir, essas definições foram avaliadas por 29 enfermeiros especialistas em terminologias de enfermagem e/ou adesão terapêutica (etapa B - fase 1), utilizando-se o procedimento metodológico do modelo de validação de conteúdo diagnóstico de Ferhing (1987) e a adequação dessas definições também foi avaliada (etapa B – fase 2), por 26 especialistas. A validação nesta etapa conduziu aos seguintes resultados: modificação da definição do diagnóstico, de algumas características definidoras e fatores relacionados; exclusão de alguns desses elementos e criação de novos componentes do diagnóstico. Posteriormente, esta nova proposta de diagnóstico, características definidoras e fatores relacionados, foram validados clinicamente junto a 128 pacientes com hipertensão arterial atendidos pela Atenção Primária de saúde do município do Crato (etapa C). Para esta etapa, os dados foram coletados pela pesquisadora e submetidos a duas especialistas com experiência clínica e em diagnósticos de enfermagem. Após a validação clínica, o diagnóstico Falta de Adesão passou a contar com seis características (Manejo inadequado do tratamento não medicamentoso; Comportamento indicativo de falha na adesão; Dificuldade em cumprir decisões acordadas com a equipe de saúde; Manejo inadequado do tratamento medicamentoso; Evidência de exacerbação da hipertensão e Evidência do desenvolvimento de complicações) e doze fatores relacionados (Prejuízo nas capacidades pessoais; Conhecimento deficiente para o seguimento do regime terapêutico medicamentoso e não medicamentoso; Crenças e valores do indivíduo relacionados ao processo saúde/doença; Influências culturais; Falta de apoio de pessoas significativas; Complexidade do regime terapêutico medicamentoso; Custo financeiro do tratamento; Duração permanente do tratamento; Efeitos adversos do tratamento; Falha na cobertura do sistema de saúde; Habilidade de ensino insuficiente dos profissionais de saúde; Relacionamento paciente-equipe de saúde prejudicado). Considera-se que o presente estudo forneceu direção para a eficiência do uso dos indicadores clínicos avaliados, contribuindo com o aprimoramento do diagnóstico de enfermagem Falta de Adesão e seus elementos constituintes. A enfermagem deve se apropriar de suas tecnologias, buscando incrementar e amplificar sua utilização, contribuindo com a melhoria da assistência prestada.
Abstract: The aim of this study was to review and to validate the nursing diagnosis Noncompliance in people with hypertension, basing on the assumption that when promoting the validation of a nursing diagnosis, the nurse will have concrete data to help the individual adequate follow up therapy. Currently, the diagnosis Noncompliance features six defining characteristics and 28 related factors, divided into individual, related to care plan health, the network and the health system. After an integrative literature review, developed from the databases CINAHL, LILACS, PubMed, Cochrane Library and the CAPES Thesis Database, using the descriptors "nursing diagnosis", "patient compliance" and "treatment refusal" and their corresponding in Portuguese and Spanish, in addition to descriptors uncontrolled "therapeutic adherence" and "adherence to treatment”, the elements of diagnosis were reviewed and had their constituent/operational definitions developed (stage A). Subsequently, these definitions were evaluated for 29 experts in nursing terminology and/or therapeutic adherence (stage B-phase 1), using the methodological procedure of Ferhing’s Validation Model (1987) and the adequacy of these definitions was also evaluated (stage B-phase 2) by 26 experts. The validation at this stage produced the following results: change in the diagnosis definition of some defining characteristics and related factors, exclusion of some those elements and creating new components of the diagnosis. Thereafter, the proposed new diagnosis features and factors have been clinically validated on 128 patients with hypertension treated by Primary Health of the County of Crato (stage C). For this stage, the data were collected by the researcher and submitted to two experts with clinical and nursing diagnosis experience. After clinical validation, diagnosis Noncompliance now has six defining characteristics: Two main characteristics (Inadequate management of non-medication treatment and Behavior indicative of failure in adhesion); No secondary feature; Four characteristics of little relevance (Difficulty in meeting decisions agreed with the health staff, Inadequate management of drug treatment, Evidence of exacerbation of hypertension and Evidence of development of complications). The factors listed were all rated as very relevant in clinical practice, although the content validation have listed all of them as principal. The factors were distributed as follows: Individual (Loss in personal skills, Insufficient knowledge to the sequence of drug treatment regimen and non-medication treatment, Individual values and beliefs related to health/disease process, Cultural influences); Related to the support network (Lack of support from significant persons); Relating to the treatment (Drug treatment regimen complexity, Financial cost of treatment, Duration of continuous treatment, Adverse effects of treatment) and related system and team of health (Failed coverage of the health system; Ability insufficient education of health professionals, Patient-health staff relationship impaired). It was considered that this study provided direction for the efficient use of clinical indicators evaluated, contributing to the improvement of nursing diagnosis Noncompliance and yours constituents. It’s concluded that the Nursing must take ownership of their technology, aiming to develop and broaden their use, contributing to the improvement of care.
Descrição: OLIVEIRA, Célida Juliana de. Revisão do diagnóstico de enfermagem "falta de adesão" em pessoas com hipertensão arterial. 253 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2056
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_tese_cjoliveira.pdf3,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.