Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2071
Título: Fatores associados à não adesão do portador de diabetes mellitus tipo 2 aos antidiabéticos orais
Título em inglês: Factors associated with failure of the bearer of diabetes Mellitus type 2 oral antidiabetic
Autor(es): Freitas, Roberto Wagne Júnior Freire de
Orientador(es): Damasceno , Marta Maria Coelho
Palavras-chave: Diabetes Mellitus Tipo 2
Hipoglicêmicos
Data do documento: 2010
Citação: FREITAS, R. W. J. F. (2010)
Resumo: A não adesão do paciente portador de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM 2) ao tratamento medicamentoso com antidiabéticos orais vem sendo observada pelos profissionais de saúde, constituindo-se em um dos principais problemas para a manutenção do equilíbrio glicêmico. Além disso, são muitos os fatores que podem influenciar na não adesão do portador de DM 2 aos antidiabéticos orais e, não há consenso acerca de quais deles têm maior influência. Objetivou-se, com este estudo, conhecer os fatores que interferem na não adesão do portador de DM 2 à terapêutica medicamentosa com antidiabéticos orais. Trata-se de um estudo não-experimental, descritivo e transversal realizado com 377 pacientes não aderentes ao tratamento medicamentoso, de ambos os sexos, com idade entre 18 e 92 anos. A pesquisa foi realizada durante os meses de março a julho de 2009, em 12 Centros de Saúde da Família- CSF da cidade de Fortaleza-CE, sendo escolhidas, por conveniência, duas unidades de cada uma das seis regiões. Nos CSF foi utilizado um formulário para a coleta das informações sociodemográficas, clínicas e medicamentosas. Os dados sofreram tripla digitação e foram armazenados no software SPSS. A fim de se verificar a existência de associações entre as variáveis dependentes e causais, foram feitas tabelas cruzadas e aplicaram-se os testes de 2 e o de Fisher. Para todos os testes, foi fixado o nível de significância de 5%. Como resultados, verificou-se que 69,5% eram do sexo feminino, 30,5% estavam na faixa etária de 60-69 anos, 47,7% eram brancos, 57,0% mantinham uma união consensual ou eram casados, 48,0% eram aposentados, 48,3% estavam inseridos na classe econômica D, 37,7% possuíam apenas o fundamental incompleto e, 69,0% eram católicos. Ao serem feitas as associações entre a não adesão e os fatores sociodemográficos, prevaleceram os sujeitos do sexo masculino (88,5%), os de menor idade (89,8%), os com a cor de pele amarela (90,9%), os que possuíam ensino médio completo (94,1%), os casados (87,4%) e os de melhor classe econômica (92,9%). Em nenhum desses cruzamentos foi verificado uma associação estatisticamente significante (p=0,386, p=0,181, p=0,635, p=0,786, p=0,846 e p=0,626), respectivamente. Os indivíduos que possuíam algum emprego (formal e informal) ou que eram autônomos, foram os pacientes que apresentaram maiores índices de não adesão aos antidiabéticos orais (p=0,048).Quanto aos fatores clínicos, a não adesão esteve associada, estatisticamente, ao não comparecimento às consultas (p=0,000), ao uso de outros fármacos além dos antidiabéticos orais (p=0,039), ao etilismo (p=0,005) e à alteração da glicemia (p=0,013). Não houve uma associação estatisticamente significante entre a não adesão e o recebimento de orientações sobre como tomar os medicamentos (p=0,325), assim como o entendimento das informações repassadas (p=0,426) e o recebimento de algum material explicativo sobre DM 2 (p=0,081). Outros estudos devem ser desenvolvidos para que novas populações possam ser pesquisadas, novos fatores identificados e novas associações encontradas. Além disso, podem ser planejadas investigações com o objetivo de avaliar medidas de intervenção, como estratégias de educação em saúde
Abstract: Non-compliance to drug therapy in patients with Diabetes Mellitus type 2 (DM 2) has been observed by health professionals as a major problem for the mantaining the glucose balance. In addition, there are many factors that can influence the non-compliance of patients with DM 2 to oral drugs, and there is no consensus about which ones have the most influence. This study aims to determine the factors that affect the non-compliance to drug therapy with oral antidiabetics in patients with DM 2. This is a non-experimental study, with descriptive and cross-sectional aproach, performed with 377 patients non-adherents to drug treatment, both sexes, aged between 18 and 92 years. The research was conducted during the months from March to July 2009, in 12 Family Health Centers (CSF) of Fortaleza – CE. Two units of each of the six regions have being chosen, for convenience. A formulary was used for the collection of sociodemographic, clinical and therapy information. The data were triple typing and stored in the software SPSS. In order to verify the existence of associations between dependent and causal variables, we made crossed tables and we applied the Qui-square test and Fisher test. A significance level of 5% was set for all tests. As a result, it was found that 69.5% of the sample were female, 30.5% were located in the age group of 60-69 years, 47.7% were white, 57.0% had a consensual union or were married, 48.0% were retired, 48.3% were part of the socioeconomic class D, 37.7% had, as schooling, the incomplete primary and 69.0% were catholics. By making associations between non-compliance and sociodemographic variables, prevailed male subjects (88.5%), those of younger age (89.8%), those with yellow skin (90.9%), those who had high school (94.1%), couples (87.4%) and those with a better socioeconomic status (92.9%). It wasn´t found statistical significant associations in none of these crossings (p = 0.386, p = 0.181, p = 0.635, p = 0.786, p = 0.846 and p = 0.626, respectively). Individuals who have some employment (formal and informal) or who were self-employed, were the patients who had higher non-compliance to oral hypoglycemic agents (p = 0.048). Regarding the clinical factors, non-compliance was statistically associated with absence in consultations (p = 0.000), use of other drugs in addition to oral hypoglycemic agents (p = 0.039), use of alcohol (p = 0.005) and changes in blood glucose levels (p = 0.013). It wasn´t found statistical association between non-compliance and the receiving of recommendations about how to take the medications (p = 0.325), as well as the understanding of the given information (p = 0.426) and the receipt of any explanatory material about DM 2 (p = 0.081). Other studies should be developed so that new populations can be investigated, new factors can be indentified and new associations can be found. Moreover, investigations with the aim of evaluate interventions, as health education strategies, can be planned.
Descrição: FREITAS, Roberto Wagne Júnior Freire de. Fatores associados à não adesão do portador de diabetes mellitus tipo 2 aos antidiabéticos orais. 2010. 97 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2071
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_rwjffreitas.pdf488,01 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.