Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20922
Título: A guarda nacional e o Estado Imperial (1831-1850)
Autor(es): Costa Júnior, José Airton Ferreira da
Palavras-chave: Estado
Guarda Nacional
História Politica
Data do documento: 2011
Editor: 2º Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação em Humanidades. 8ª Semana de Humanidades. Humanidades: entre fixos e fluxos
Citação: Costa Júnior, J. A. F. (2011)
Resumo: A abdicação do Imperador D. Pedro I gerou uma atmosfera político–social instável e de incertezas em relação à integridade do Estado Imperial. Temendo que ocorresse o mesmo que ocorreu nos antigos vice-reinos espanhóis, a elite política do Império do Brasil tomou medidas para conter a difícil situação que a abdicação de D. Pedro I causou. Dentre as várias medidas tomadas pelos estadistas destaca-se a criação da Guarda Nacional, que é objeto da presente pesquisa. A criação da Guarda Nacional foi uma medida encontrada pelos estadistas como forma do Estado ter a disposição um poder repressivo que fosse leal ao governo, uma vez que os estadistas tinham medo de que o exército ficasse ao lado do antigo monarca. Além disso, a função principal que a Guarda Nacional deveria desempenhar eram atividades de caráter policial, fazendo rondas nas ruas da cidade para manter a ordem, estar presente nas festas e outras solenidades que eram realizadas. Mesmo sendo uma instituição que esteve presente em larga escala medida na vida política do Império e ajudou na consolidação do Estado na primeira metade do século XIX, há poucos trabalhos sobre a mesma. Por isso pretendo analisar a atuação da instituição no processo de consolidação do projeto centralizador do Estado Imperial, bem como os sujeitos que foram oficiais da guarda e que participaram, direta ou indiretamente, nesse processo de construção de uma hegemonia política na província do Ceará. Através da analise da documentação referente à Guarda Nacional como livros de matricula de oficiais, cartas aos comandantes militares da província, relatórios dos presidentes da província e as leis provinciais. A partir dessas fontes pretendo observar a relação entre oficiais da instituição e políticos locais, bem como a relação da instituição com as demais forças de caráter militar presente na província.
Descrição: COSTA JÚNIOR, José Airton Ferreira da. A guarda nacional e o Estado Imperial (1831-1850). In: ENCONTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM HUMANIDADES, 2., 2011, Fortaleza. SEMANA DE HUMANIDADES, HUMANIDADES: ENTRE FIXOS E FLUXOS, 8., 2011, Fortaleza. Anais… Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; Universidade Estadual do Ceará, 2011, p. 1-11.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20922
ISSN: 2177-7624
Aparece nas coleções:CH - Eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_eve_jafcostajúnior.pdf104,92 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.