Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20938
Título: A brasilidade de Machado de Assis: um novo conceito de nacional
Título em inglês: The brazility of Machado de Assis: a new national concept
Autor(es): Lopes, Camila Oliveira
Ipiranga, Sarah Diva da Silva
Palavras-chave: Brasilidade
Machado de Assis
Crítica literária
Literatura Nacional
Data do documento: 2011
Editor: 2º Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação em Humanidades. 8ª Semana de Humanidades. Humanidades: entre fixos e fluxos
Citação: Lopes, C. O.; Ipiranga, S. D. S. (2011)
Resumo: No Brasil, a busca por uma literatura essencialmente nacional foi sempre marcante. A inserção da paisagem brasileira na literatura começou ainda no século XVIII, no Arcadismo. No Romantismo, com o espírito de liberdade que tomou conta dos brasileiros em relação à metrópole (Portugal), fez-se ainda mais necessária a imposição desse sentimento de nacionalidade nos livros e escritos da época. Após o Romantismo, surge, com a figura do escritor carioca Machado de Assis, uma nova visão de nacionalidade. O objetivo deste trabalho é mostrar Machado como fundador da verdadeira literatura nacional, que foi inaugurada a partir da publicação de Memórias póstumas de Brás Cubas, em 1881. Este livro, além de ser precursor de uma nova concepção de nacional, inaugurou o Realismo brasileiro e fez com que Machado e sua brasilidade repercutissem intensamente na crítica literária. Será apresentada a recepção das primeiras obras realistas do escritor, que foi caracterizada por opiniões diversas: a crítica com reservas de Araripe Jr., e o pensamento de Roger Bastide e Roberto Schwarz, que defendem a postura do escritor de partir do universal para ser essencialmente nacional.
Abstract: In Brazil, the search for an essentially national literature was always been strong. The insertion of a Brazilian landscape in literature began in the eighteenth century, in the Arcadism. In Romanticism, with the spirit of freedom which was followed by Brazilians in relation to Portugal, it became more necessary to impose such feelings of nationality in the books and writings of the period. After Romanticism, a new vision of nationality comes with writer Machado de Assis, The objective is to show Machado as founder of true national literature, which began after the publication of Memórias Póstumas de Brás Cubas, in 1881. This book, besides being a precursor of a new conception of national, inaugurated the brazilian Realism and made Machado and his brazility had impacts intensely on literary criticism. This article is going to show the critical reception of the first works of De Assis, which was characterized by diverse opinions, with writers who did not see the national aspect of your literature, as the critic Araripe Jr., and others such as Roger Bastide and Robert Schwarz, who support the stance of the writer from the universal to be essentially national.
Descrição: LOPES, Camila Oliveira; IPIRANGA, Sarah Diva da Silva. A brasilidade de Machado de Assis: um novo conceito de nacional. In: ENCONTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM HUMANIDADES, 2. 2011, Fortaleza. SEMANA DE HUMANIDADES, HUMANIDADES: ENTRE FIXOS E FLUXOS, 8., 2011, Fortaleza. Anais… Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; Universidade Estadual do Ceará, 2011, p. 1-15.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20938
ISSN: 2177-7624
Aparece nas coleções:CH - Eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_eve_colopessdsipiranga.pdf64,92 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.