Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21191
Título: Avaliação da toxicidade e dos efeitos antinociceptivo e antiinflamatório na ATM de ratos de derivados semissintéticos de um benzilisotiocianato isolado de moringa oliefera Lam.
Título em inglês: Toxicity assessment and effects nociceptive and anti-inflammatory atm in rats derivatives semisynthetic a benzylisothiocyanate isolated moringa oliefera lam.
Autor(es): Santos, Alain Oliveira dos
Orientador(es): Chaves, Helíada Vasconcelos
Coorientador(es): Pinto, Vicente de Paulo Teixeira
Barbosa, Francisco Geraldo
Brayner, Mirna Marques Bezerra
Palavras-chave: Articulação Temporomandibular
Hipernocicepção articular
Isotiocianatos
Toxicidade
Moringa oleifera
Data do documento: 20-Jul-2016
Editor: Biblioteca da Universidade Federal do Ceará
Citação: SANTOS, A.O. (2016)
Resumo: A inflamação é uma importante condição clínica que acomete a articulação temporomandibular (ATM), porém seus mecanismos ainda não são completamente compreendidos e não há terapêutica efetiva para este quadro clínico. A espécie Moringa oleifera Lam. possui atividades analgésicas e anti-inflamatórias que podem ser atribuídas aos seus isotiocianatos. Objetivos: Verificar toxicidade (em camundongos) e efeitos antinociceptivo e anti-inflamatório na inflamação ATM (em ratos) de um isotiocianato de Moringa oleífera Lam. e de seus 7 derivados semissintéticos. Materiais e métodos: Foi verificada a toxicidade sistêmica das substâncias em camundongos machos e fêmeas durante 14 dias com as doses: MC-1 1μg/kg; MC-D1 1μg/kg, MC-D3 100μg/kg, MC-D6 1μg/kg, MC-D7 1μg/kg, MC-D8 1μg/kg, MC-D9 10μg/kg e MC-H 1μg/kg. Nas substâncias consideradas seguras (MCD7, MC-D9 e MC-H), foi averiguada a eficácia antinociceptiva pelos testes da formalina (1.5%, 50μL) e da serotonina (255mg), por via intra -articular (i.a.) na ATM esquerda de ratos. O efeito anti-inflamatório foi avaliado através da permeabilidade vascular com corante azul de Evans. Ainda foi realizado o teste Rotarod para avaliar efeitos na motricidade. Resultados e Discussão: Dentre os derivados testados MCD7, MC-D9 e MC-H não apresentaram toxicidade, comprovado através de taxa de sobrevida, análises bioquímicas e histológicas. Estes derivados reduziram a hipernocicepção inflamatória induzida por formalina, mas apenas MC-H reduziu a hipernocicepção induzida por Serotonina, sugerindo ação sobre receptores adrenérgicos. Estes 3 derivados também reduziram de maneira significativa o extravasamento plasmático no teste do Azul de Evans, sugerindo também atividade anti-inflamatória. No teste Rotarod não houve diferenças entre os grupos testados e o controle, reforçando a hipótese de efeito antinociceptivo, mas não sobre a motricidade dos animais. Conclusão: Os derivados MC-D7, MC-D9 e MC-H se mostraram eficazes em reduzir a hipernocicepção induzida por formalina na ATM de ratos. São necessárias novas pesquisas para investigar os mecanismos de ação destas drogas.
Abstract: Inflammation is an important clinical condition that affects the temporomandibular joint (TMJ), but the mechanisms are not fully understood and there is no effective therapy for this clinical condition. Moringa oleifera Lam has analgesic and anti-inflammatory activities that can be attributed to their isothiocyanates . Objectives: The objectives of this study are verify therapeutic application (toxicity, antinociceptive and antinflammatory effectiveness) in rats TMJ of a isothiocyanate from Moringa oleifera Lam and their 7 derived semi-synthetic. Materials and methods: The toxicity of substances in mice (male and female) was evaluated for 14 days with the doses MC-1 1μg/kg; MC-D1 1μg/kg; MC-D3 100μg/kg; MC-D6 1μg/kg; MC-D7 1μg/kg; MC-D8 1μg/kg; MC-D9 10mg/kg; MC-H 1μg/kg. In substances considered safe (MC-D7, MC-D9 and MC-H) was determined to antinociceptive efficacy by Formalin test (1.5%, 50 μL) and Serotonin test (255mg), by intra-articular injection (i.a.) in the left TMJ of rats. The anti-inflammatory effect was assessed by vascular permeability with Blue Evans dye. Also it was performed the Rotarod test to assess effects on motor function. Results and Discussion: Among the derivatives only tested MC-D7, MC-D9 and MC-H showed no toxicity, evidenced by survival rate, biochemical and histological analysis. These derivatives have reduced the formalininduced inflammatory hyperalgesia but only MC-H reduced the hyperalgesia induced by serotonin, suggesting action on adrenergic receptors. These 3 derived also reduced significantly the plasma extravasation in Blue Evans dye test, suggesting antiinflammatory activity. In the Rotarod test there were no differences between the tested groups and control, reinforcing the hypothesis of analgesic effect, but not on the motor skills. Conclusion: Derivatives MC-D7, D9-MC and MC-H were effective in reducing the hyperalgesia induced by formalin in the TMJ of rats. New research is necessary to investigate the mechanisms of action of these drugs.
Descrição: SANTOS, A.O. Avaliação da toxicidade e dos efeitos antinociceptivo e anti-inflamatório na atm de ratos de derivados semissintéticos de um benzilisotiocianato isolado de moringa oliefera lam. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Campus da Faculdade de Medicina , Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2016
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21191
Aparece nas coleções:PPGCS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_aosantos.pdfSANTOS, A.O. Avaliação da toxicidade e dos efeitos antinociceptivo e anti-inflamatório na atm de ratos de derivados semissintéticos de um benzilisotiocianato isolado de moringa oliefera lam. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Campus da Faculdade de Medicina , Universidade Federal do Ceará, Sobral, 20161,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.