Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21203
Título: A ética e a saúde do trabalhador no âmbito do capitalismo cognitico-cultural
Título em inglês: Ethics and workers’ health on the cognitive-cultural capitalism context
Autor(es): Freire, José Célio
Miranda, Biancka Bandeira
Brito, Évinly Sousa
Palavras-chave: Ética
Alteridade radical
Capitalismo cognitivo-cultural
Saúde do trabalhador
Data do documento: 2016
Editor: Revista de Psicologia da UFC
Citação: Freire, J. C.; Miranda, B. B.; Brito, E. S. (2016)
Resumo: O artigo apresenta um estudo teórico sobre a relação entre a dimensão ética e a saúde do trabalhador no âmbito do capitalismo cognitivo-cultural. Abordaremos temas como “governo das vontades”, “psicologização” das relações sociais, “flexibilização”, “individualização do trabalho” e “paradigma da ativação”, e os confrontaremos com teses da ética da alteridade radical de Emmanuel Lévinas, e as consequências dessas questões para a saúde do trabalhador. Também será analisado o caráter moralizador desse discurso, no sentido de “psicologizar” espaços e fenômenos sociais, de modo a culpabilizar e despolitizar os indivíduos e desresponsabilizar o Estado. O “método” utilizado foi o analítico-crítico, com uma perspectiva qualitativa e de caráter eminentemente teórico, com viés desconstrucionista, pois o fenômeno estudado tem natureza polissêmica e se apresenta como capaz de ser disseminado em relação a vários campos de práticas sociais. Na discussão, trazemos a análise dos aspectos encontrados no sistema capitalista tardio a partir da perspetiva ética levinasiana, apontando as decorrências sociais que são encobertas no discurso do mercado.
Abstract: This article presents a theoretical study about the relationship between ethics and workers’ health on the cognitive-cultural capitalism context. We discuss issues such as “government of will”, “psychologization” of the social relations, “flexibility”, “work individualization,” and “paradigm of activation”, and confront these issues with the ethical thesis of the radical alterity (or radical otherness), discussed by Emmanuel Levinas, and consequences of these issues for the workers’ health. We also analyze the moralizer nature of this speech, which “psychologize” spaces and social phenomena so as to depoliticize and blame individuals and indemnify the State. An analytical and critical method was used in this study, with a qualitative perspective and a eminently theoretical character, with deconstructionist purpose, once the studied phenomenon has polysemic nature and presents itself as capable of being spread over the several fields of social practices. In the discussion topic, we analyze aspects found in the capitalist system, from a levinasian ethical perspective, emphasizing the social consequences that are hidden in the market speech.
Descrição: FREIRE, José Célio; MIRANDA, Biancka Bandeira; BRITO, Évinly Sousa. A ética e a saúde do trabalhador no âmbito do capitalismo cognitico-cultural. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 7, n. 1, p. 25-37, jan./jun. 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21203
ISSN: 2179-1740 (online)
0102-1222 (impresso)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_art_jcfreire.pdf346,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.