Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2122
Título: Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico : grupo como estratégia do cuidar
Título em inglês: Nursing attention to the drug addict’s family : group as a care strategy
Autor(es): Moraes, Leila Memória Paiva
Orientador(es): Braga , Violante Augusta Batista
Palavras-chave: Psicoses Induzidas por Substâncias
Cuidados de Enfermagem
Data do documento: 2008
Citação: MORAES, L. M. P. (2008)
Resumo: Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico: grupo como estratégia do cuidar. Fortaleza, 2008. 242p. Tese (Doutoramento em Enfermagem) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Ceará. A família é parceira imprescindível no tratamento do dependente químico. Convivendo diretamente com o uso abusivo de drogas por parte de alguns de seus membros, a organização familiar passa a vivenciar, também, dificuldades ao lidar com essa problemática, a qual se tornou um sério agravo à saúde pública. Supondo que a família é um elemento importante na montagem da rede de apoio ao dependente químico e partindo do princípio de que o comportamento de co-dependência está presente na vida desses familiares, interferindo em sua saúde mental e no modo de lidar com a condição de dependência química de seu parente, defendemos a tese de que os familiares de dependentes químicos necessitam de assistência, podendo ser beneficiados por meio de um grupo de apoio. Objetiva-se Analisar o processo grupal como instrumental do cuidado de enfermagem ao familiar do dependente químico, mediante: caracterização do grupo nos aspectos socioeconômicos e demográficos; descrição do processo e das fases de desenvolvimento do grupo; e identificação do modo como a co-dependência é expressa no grupo de familiares de dependentes químicos. Estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado com familiares de dependentes químicos assistidos em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS-ad) de Fortaleza-Ceará. Dados produzidos por meio de entrevista individual e de dez sessões grupais, utilizando-se oficinas vivenciais. Como suporte teórico-metodológico, utilizou-se o processo grupal para enfermeiros, desenvolvido por Loomis (1979). Participaram da pesquisa onze familiares de dependentes químicos em acompanhamento. Nos resultados, constatou-se ser um grupo heterogêneo quanto às características socioeconômicas, demográficas e de suas histórias de vida. Os familiares de dependentes químicos podem ser beneficiados por meio de grupo de apoio como estratégia do cuidar; os princípios teóricos descritos foram exeqüíveis, contribuindo para a efetividade do grupo e para a qualidade da assistência em saúde mental; o método utilizado se adequou à investigação, possibilitando a aproximação da realidade vivenciada e a identificação das formas de expressão da co-dependência. Os familiares manifestaram o comportamento co-dependente por meio do sofrimento, dor emocional e adoecimento físico e psíquico, refletidos em respostas múltiplas, entre elas: medo, desconfiança, culpa, excesso de cuidado/controle para com o outro e descuido para consigo e mudanças no estilo de vida. No grupo foram identificados alguns sentimentos oriundos dessa vivência de co-dependência, entre eles: descontentamento, incertezas, angústia, medo, depressão, ansiedade, tristeza, desesperança e sentimentos de perda e de culpa. Esta investigação mostra-se relevante por desvelar a vivência do membro familiar do dependente químico, pelo fato de reforçar a importância do fortalecimento desta rede de apoio e pela aproximação de um referencial teórico e instrumental, a abordagem grupal, necessária para a prática do enfermeiro.
Abstract: The family is an important partner in the drug addict’s treatment. By living directly with drug abuse by part of its members, however, the family also starts to face difficulties in dealing with this matter, which became a serious public health problem. Supposing that the family is an important element in the establishment of support to the addict and starting from the principle that the codependent behavior is present in the lives of the relatives, we denfend the thesis that family members of drug addicts need assistance, having the chance to benefit from a support group. One aims to analyze the group process as in instrument for Nursing Care to relatives of drug addicts through: group’s characterization in socioeconomic and demographic terms; description of the process and the phases of the group’s development and identification of the way codependence is expressed in groups of drug addicts’ relatives. Descriptive study with a qualitative approach, conducted with relatives of drug addicts attended by a Center Of Psicosocial Attention (CAPS-ad) in Fortaleza-Ceará. Data produced through a semi structured interview and ten group sessions, using experience workshops. As theoretical-methodological support, one used the Nurse Group Process, developed by Loomis (1979). Participated in the research eleven families of drug addicts in treatment. In the results, one noticed it is a heterogeneous group concerning socioeconomic and demographic characteristics, as well as stories of life. The relatives of drug addicts may benefit from support groups as a care strategy; the theoretical principles described were feasible, contributing for the affection in the group and for the quality of the assistance in mental health; the method used was appropriate for the investigation, making possible the approximation of the reality experienced and the identification of forms of expression of codependence. The relatives presented a codependent behavior through suffering, emotional pain and physical and psychic disease, reflected in multiple responses, between them: fear, distrust, guilt, excess of care/control for others and lack of care for themselves and changes in lifestyle. One identified some feelings which came from this experience, among them: unfulfillment, unsureness, anguish, fear, depression, anxiety, sadness, hopelessness and feelings of loss and guilt. This study becomes relevant due to revealing the experience of the family member of drug addicts, because it strengthens this support net and because it approximates a theoretical and instrumental reference, and the group approach, necessary for the nurse’s practice.
Descrição: MORAES, Leila Memória Paiva. Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico : grupo como estratégia do cuidar. 2008. 242 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2122
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tese_lmpmoraes.pdf5,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.