Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2125
Título: Construção e validação de um manual de orientações a familiares de pessoas com mobilidade física prejudicada
Título em inglês: Construction and validation of an orientation manual for relatives of people with impaired physical mobility
Autor(es): Andrade, Luciene Miranda de
Orientador(es): Carvalho , Zuila Maria de Figueiredo
Data do documento: 2011
Citação: ANDRADE, L. M. (2011)
Resumo: O estudo teve como objetivo construir e validar uma tecnologia educativa para a promoção da saúde em pessoas com mobilidade física prejudicada. Trata-se de uma pesquisa metodológica do tipo desenvolvimento, realizada em um hospital de emergência na cidade de Fortaleza-CE. O estudo compreendeu três momentos: construção do Manual, validação de conteúdo e testagem clínica. No primeiro momento foram realizados estudos que subsidiaram a construção do Manual; no segundo, para validação de conteúdo foi utilizado um questionário tipo Escala de Likert com os indicadores para avaliação da qualidade, de forma a determinar o nível de concordância entre os juízes; e no terceiro, para testagem clínica aplicou-se o Manual a cuidadores de pacientes com déficits na mobilidade física e dependência total ou parcial de cuidados. A amostra para validação de conteúdo foi constituída por sete juízas, experts nas áreas de educação e neurologia, e a amostra para testagem clínica foi de 30 cuidadores selecionados mediante critérios de inclusão e exclusão. Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Instituto Dr. José Frota, sob o protocolo Nº 110.316/09. No processo de construção do Manual primeiramente foram realizados estudos que subsidiaram a seleção do tema e do conteúdo, em seguida o editor de arte confeccionou o Manual, que teve um formato de história com desenhos representando os personagens e descrevendo os procedimentos de forma detalhada e simples. Os pareceres das juízas quanto ao Manual teve como base os itens abordados e apresentaram uma variação do percentual de concordância (concordo plenamente/concordo) de 42,9% a 100%. Entre as que se mantiveram neutras a variação foi de 14,3% a 57,1%, e entre as discordantes (discordo plenamente/discordo) a variação foi de 14,3% a 42,9%. Os itens 3, 6, 10, 13 e 14 apresentaram concordância entre as juízas inferior a 70% e necessitaram de revisão e reestruturação para o alcance dos objetivos propostos neste estudo. Na testagem clínica os pareceres dos cuidadores quanto aos itens abordados apresentaram uma variação do percentual de concordância (concordo plenamente/concordo) de 90,0% a 100%. Entre os que se mantiveram neutros ou discordantes não foram identificadas variações, mantendo-se ambas as categorias, respectivamente, entre 6,7% e 3,3%. O valor estabelecido para tornar um indicador válido foi igual ou superior a 70%, e nesta etapa todos foram considerados válidos. Dentre as sugestões das juízas destacam-se: diminuição de alguns textos, reformulação de termos técnicos não acessíveis a leigos, melhor clareza em algumas ilustrações e alterações na sequência das orientações. Os cuidadores sugeriram o uso contínuo do Manual no hospital, iniciando sua utilização logo após a admissão, para, assim, contribuir no processo de recuperação do seu familiar. Eles afirmaram que após as orientações conseguiram se sentir mais seguros e que as informações seriam importantes para quando estivessem no domicílio. As análises realizadas reforçam a relevância de serem elaboradas novas tecnologias voltadas à prática educativa dentro do ambiente hospitalar, além da necessidade de preparo dos profissionais por meio da capacitação contínua em serviço para que o cuidado se desenvolva de forma adequada e com segurança.
Abstract: This study aimed to construct and validate educative technology for health promotion in people with impaired physical mobility. This methodological development study was carried out at an emergency hospital in Fortaleza-CE, Brazil. The study involved three phases: construction of the manual, content validation and clinical testing. First, studies were accomplished to support the construction of the manual. Second, for content validation purposes, a Likert-style questionnaire was used, including the quality assessment indicators, so as to determine the inter-rater agreement level. Third, for clinical testing, the manual was applied to caregivers of patients with impaired physical mobility and full or partial dependence for care. The content validation sample consisted of seven judges who were experts in education and neurology, while the clinical test sample comprised 30 caregivers, selected through inclusion and exclusion criteria. Approval for this research was obtained from the Institutional Review Board at Hospital Instituto Dr. José Frota, under protocol No 110.316/09. In the construction process of the manual, first, studies were accomplished to support the selection of the theme and contents. Next, the art editor was contacted to elaborate the manual, in the form of a history with drawings, representing the characters and describing the procedures in a detailed and simple way. The experts’ opinions on the manual were based on the addressed items and the variation in agreement percentages (fully agree/agree) ranged from 42.9% to 100%. The variation in neutral answers went from 14.3% to 57.1% and, among disagreements (fully disagree/disagree), from 14.3% to 42.9%. Inter-rater agreement levels for items 3, 6, 10, 13 and 14 were lower than 70%, demanding review and restructuring to achieve the goals proposed in this study. In clinical testing, agreement levels (fully agree/agree) among the caregivers’ opinions on the addressed items ranged from 90.0% to 100%. No variations were identified among caregivers who stayed neutral or disagreed, with both categories corresponding to 6.7% and 3.3%, respectively. The level set to validate an indicator was 70% or more and, in this phase, all indicators were considered valid. Among the experts’ suggestions, the following stand out: reduce some texts, reformulate technical terms not accessible to lay people, clarify some illustrations and alter the sequence of orientations. The caregivers’ suggested the continuous use of the Manual at the hospital, starting its use soon after admission, so as to contribute to the recovery process of their relative. They affirmed that, after the orientations, they managed to feel safer and that the information would be important when they would be at home. The analyses reinforce the relevance of elaborating new technologies for educative practice in the hospital environment, besides the need to prepare the professionals through continuous in-service training, so that care is developed adequately and safely.
Descrição: ANDRADE, Luciene Miranda de. Construção e validação de um manual de orientações a familiares de pessoas com mobilidade física prejudicada. 2011. 123 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2125
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_tese_lmandrade.pdf1,24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.