Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21307
Título: Fatores que influenciam o desempenho social corporativo: uma análise multinível com empresas brasileiras e canadenses
Autor(es): Soares, Rômulo Alves
Orientador(es): Rebouças, Sílvia Maria Dias Pedro
Palavras-chave: Responsabilidade social da empresa
Ambiente Institucional
Empresas - Medição de desempenho - Brasil - Canadá
Data do documento: 2016
Citação: SOARES, R. A. (2016)
Resumo: O estudo analisa como características organizacionais e do ambiente institucional no qual as empresas se inserem, podem influenciar no seu desempenho social corporativo (DSC). Segundo a Teoria dos Stakeholders algumas características das empresas podem ser influenciadas por seus grupos de interesse, de forma que, essa influência pode afetar a predisposição que elas têm de se engajarem em práticas socialmente responsáveis, refletindo no seu DSC. Além disso, essas práticas socialmente responsáveis também sofrem influência do ambiente institucional no qual as empresas estão inseridas. De acordo com a Teoria do Sistema de Negócios, existem alguns aspectos chave que moldam o Sistema Nacional de Negócios em um país como o intervencionismo do estado e a corrupção, o grau com que um país adota um mercado de capitais, seu sistema educacional e de trabalho. Essas características institucionais acabam moldando as práticas gerenciais e, consequentemente, dão um padrão na forma como as empresas atuam, incluindo aí suas decisões acerca de práticas socialmente responsáveis. Para avaliar como essas características financeiras e institucionais moldam o DSC, realizou-se uma pesquisa descritiva e quantitativa, que utilizou dados secundários de empresas Brasileiras e Canadenses, no período de 2007 a 2014. As empresas selecionadas foram aquelas dos setores de utilidade pública, petróleo e gás e materiais básicos, presentes na lista Forbes 2000, no ano de 2008. O DSC foi calculado a partir de informações dos relatórios de sustentabilidade publicados pelas empresas durante o período avaliado, enquanto as características financeiras foram retiradas dos relatórios anuais e as características institucionais foram medidas por meio de indicadores de diversos órgãos internacionais: Banco Mundial, World Economic Forum (WEF), The Heritage Foundation, Transparency International e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Na análise dos resultados, foram utilizadas técnicas de estatística descritiva, testes de hipóteses como Teste T e Teste de Wilcoxon, análise de clusters e regressão de dados em painel e regressão hierárquica linear. Os resultados mostram que o ambiente institucional é mais importante do que as características financeiras das empresas na determinação do DSC. Além disso, o ambiente institucional brasileiro é permite que as empresas adotem uma estratégia mais orientada para a gestão de seus recursos do que o ambiente canadense. Evidenciou-se ainda que as características do ambiente institucional brasileiro e canadense influenciam de modo oposto o DSC.
Abstract: The study analyzes how organizational features and the institutional environment in which companies operate, may influence their corporate social performance (CSP). Stakeholder Theory says that some business characteristics can be influenced by their groups of interest, and this may affect their willingness to engange in socially responsible practices, reflecting on their CSP. Moreover, these socially responsible practices are also influenced by the institutional environment they operate. According to the business-system approach, there are some key aspects that shape the national business system of a country like corruption, the degree of state interventionism, the degree to which the country adopts a capital market and its educational and job systems. These institutional features end up shaping management practices and hence standardizes the way companies operate, including their decisions about socially responsible practices. In order to evaluate how these financial and institutional characteristics shape CSP, a descriptive and quantitative research was conducted, using secondary data from Brazilian and Canadian companies that ranged from 2007 to 2014. The companies selected were those of utility, oil and gas operations and materials sectors, that were in the Forbes 2000 list in the year 2008. The CSP was calculated using information from sustainability reports published by those companies during the analyzed period. The financial characteristics were taken from annual reports and the institutional aspects were measured by indicators from several international organizations: World Bank, World Economic Forum (WEF), the Heritage Foundation, Transparency Interational and the United Nations Development Programme (UNDP). In order to analyze the data, it was used descriptive statistics, hypothesis testing such as T test and Wilcoxon test, cluster analysis, panel data regression and hierarchical linear regression. The results show that the institutional environment plays a more important role than financial characteristics in determining the CSP. In addition, Brazilian institutional environment allows companies to adopt a more resource oriented strategy than the Canadian environment. The results also show that the Brazilian and Canadian institutional characteristics influence CSP in an opposite way.
Descrição: SOARES, Rômulo Alves. Fatores que influenciam o desempenho social corporativo: uma análise multinível com empresas brasileiras e canadenses. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21307
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_rasoares.pdf2,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.