Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21317
Título: Efeitos neuroprotetores da curcumina durante o desenvolvimento de ratos submetidos à isquemia cerebra global
Título em inglês: Curcumin neuroprotective effects during the rat development submitted to global cerebral ischemia
Autor(es): Lucetti, Elaine Cristina Pereira
Orientador(es): Viana, Glauce Socorro de Barros
Palavras-chave: Curcuma
Curcumina
Isquemia Encefálica
Neuroproteção
Data do documento: 17-Jul-2015
Citação: LUCETTI, E. C. P. ; VIANA, G. S. B. (2015)
Resumo: O acidente vascular cerebral isquêmico precipita uma cascata de eventos que envolvem excitotoxicidade, inflamação, estresse oxidativo e morte celular. A curcumina tem demonstrado efeitos neuroprotetores, com propriedades antioxidantes e antiinflamatórias. Sendo assim, objetivou-se estudar estes efeitos da curcumina em modelo experimental de isquemia cerebral global em ratos em desenvolvimento. Métodos: O tratamento de ratas Wistar foi iniciado 24h após o nascimento dos filhotes, durante 21 dias, com curcumina (25, 50 ou 100 mg/kg/dia, v.o.) ou água+Cremophor 1% (10 ml/kg). No 21º dia de vida os ratos foram anestesiados com Ketamina (75 mg/kg, i.p.) e Xilazina 2% (10 m/kg, i.p.) e submetidos à isquemia cerebral global durante 15 min, reperfusão pelo mesmo tempo, seguida de corte da carótida esquerda. 24 h após iniciou-se o tratamento dos filhotes com curcumina durante 3 ou 7 dias consecutivos. Animais tratados durante 7 dias realizaram os testes comportamentais, campo aberto e labirinto aquático, para avaliar a atividade locomotora e memória espacial, respectivamente. Grupos de animais com 3 ou 7 dias após a isquemia foram eutanasiados e o corpo estriado, córtex e hipocampo foram dissecados. O corpo estriado foi utilizado na preparação de homogenatos para dosagem de monoaminas e metabólitos (DA, DOPAC, NE) em HPLC. Homogenatos de hipocampo e córtex foram preparados para dosar os níveis de nitrito e malondialdeído (MDA). Fatias de hipocampo foram separadas para a coloração com o Fluoro-Jade B e imunohistoquímica (iNOS, COX-2, TNF-). Resultados: A isquemia cerebral reduziu a atividade locomotora em ratos e o tratamento com curcumina reverteu este efeito; assim como o que ocorreu com a memória espacial que foi reduzida pela isquemia. A lesão no corpo estriado refletiu em redução nos níveis de monoaminas e estes valores foram aumentados com uso da curcumina 3 e 7 dias após a cirurgia e de maneira dose-dependente no 3º dia. Os níveis de MDA e nitrito foram significativamente aumentados em córtex e hipocampo, 3 e 7 dias após a isquemia cerebral global, quando comparados aos grupos falso operados. O tratamento com curcumina protegeu estas áreas de maneira significativa somente no 3º dia pós-isquemia, nas doses de 50 e 100 mg/kg. No 7º dia, os melhores resultados foram obtidos com a dose de 25 mg/kg. Além disso, houve uma diminuição nas células imunocoradas para iNOS, COX-2 e TNF- nos grupos tratados com curcumina em comparação com o grupo isquemiado. Assim como redução de células Fluoro-Jade B positivas. Conclusão: O tratamento prévio das mães durante o período de lactação bem como o tratamento subcrônico dos filhotes com a curcumina exerceu propriedades neuroprotetoras contra os danos causados pela isquemia cerebral global mais reperfusão. Estes efeitos refletiram na melhora da atividade locomotora e memória. Esta atividade foi observada através de ações antiinflamatórias e antioxidantes da curcumina, principalmente 3 dias após o evento isquêmico. Estas ações foram confirmadas com a inibição da COX-2, iNOS, redução de citocinas pró-inflamatórias, como TNF-. Além disso, neurônios foram preservados no hipocampo, o que pôde ser visto através da coloração com Fluoro-jade B, visualizada através de fluorescência verde.
Abstract: The ischemic stroke precipitates a cascade of events that involve excitotoxicity, inflammation, oxidative stress and cell death. Curcumin has demonstrated neuroprotective effects, with antioxidant and antiinflammatory properties. Therefore, we aimed to study these effects of curcumin on experimental model of global cerebral ischemia in rats under development. Methods: Wistar female rats treatment began 24 hours after the birth of pups, during 21 days, with curcumin (25, 50 or 100 mg/kg/day, p.o.) or water + 1% Cremophor (10 ml/kg). In 21 day old rats were anesthetized with Ketamine (75 mg/kg, i.p.) and xylazine (10 m/kg, i.p.) and subjected to the global cerebral ischemia for 15 min, reperfusion at the same time, followed the left carotid cut. 24 h after surgery, pups started treating for 3 or 7 consecutive days. The animals treated for 7 days underwent behavioral tests, open field and water maze, to assess the locomotor activity and spatial memory, respectively. Groups of animals with 3 or 7 days after ischemia were sacrificed and the striatum, cortex and hippocampus were dissected. The striatum was used in homogenates preparation to monoamine and metabolites (DA, DOPAC, NS) dosing on HPLC. Homogenates from the hippocampus and cortex were prepared to test the antioxidant activity, 3 and 7 days post-ischemia, to nitrite and malondialdehyde (MDA) dosing. Hippocampal slices were separated for staining with Fluoro-Jade B and immunohistochemistry (iNOS, COX-2, TNF-). Results: Cerebral ischemia reduced the locomotor activity in rats and the treatment with curcumin reversed this effect; just like what happened with the special memory that was recovered after curcumin treatment in the three doses used. The striatum lesion reflected in a reduction in the levels of monoamines and these values were increased with the use of curcumin 3 and 7 days after surgery dose-dependent manner on day 3. MDA and nitrite levels were significantly increased in cortex and hippocampus, 3 and 7 days after global cerebral ischemia, when compared to the false-operated groups. The treatment with curcumin significantly protected these areas only at 3 days post-ischemia, in the doses of 50 and 100 mg/kg. On the 7th day, the best results were obtained with the dose of 25 mg/kg. Furthermore, there was a decrease in immunostained cells for iNOS, COX-2 and TNF- in treated groups with curcumin compared with ischemic group. As reduction Fluoro-Jade B positive cells. Conclusion: The previous treatment of the dams during the lactation period and the subchronic treatment of puppies with curcumin exerted neuroprotective properties against damage caused by global cerebral ischemia/reperfusion. These effects reflected improved in locomotor activity and memory. This activity was observed through anti-inflammatory and antioxidant actions of curcumin, especially three days after the ischemic event. These actions were confirmed with inhibition of COX-2, iNOS and TNF-. In addition, neurons were preserved in the hippocampus, which could be seen by staining with Fluoro-Jade B, viewed through green fluorescence.
Descrição: LUCETTI, E. C. P. Efeitos neuroprotetores da curcumina durante o desenvolvimento de ratos submetidos à isquemia cerebra global. 2015. 108 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21317
Aparece nas coleções:DFIFA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_tese_ecplucetti.pdf4,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.