Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21323
Título: Efeitos comportamentais do uso prolongado de levodopa em pacientes com doença de Parkinson
Título em inglês: Behavioral effects of prolonged use of levodopa in patients with Parkinson disease
Autor(es): Rosal, Veronesia Maria de Sena
Orientador(es): Moraes, Maria Elisabete Amaral de
Palavras-chave: Doença de Parkinson
Comportamento Compulsivo
Levodopa
Data do documento: 28-Jan-2016
Citação: ROSAL, V. M. S. ; MORAES, M. E. A. (2016)
Resumo: A doença de Parkinson (DP) é clinicamente definida por sinais motores. Entretanto, sintomas não motores são frequentes e, às vezes, mais incapacitantes que o quadro motor, sendo estes pouco reconhecidos e, assim, inadequadamente tratados, piorando a qualidade de vida do paciente, além de aumentar o mau prognóstico. O tratamento da doença tem como padrão ouro o uso da levodopa, droga precursora da dopamina, principal neurotransmissor relacionado com os fenômenos motores. Todavia, seu uso prolongado está associado a diversos efeitos colaterais e complicações, sendo uma fonte de incapacitação funcional das mais importantes, rivalizando com os achados motores, onde as desordens impulsivas e compulsivas ganham cada vez mais destaque. Muito além das questões motoras, os fenômenos não motores da doença chamam a atenção, não só pelas incapacitações a eles associados, mas também pelo fato de que a terapia disponível pode agravar e aumentar a severidade desta condição. O objetivo deste estudo é identificar e descrever sintomas associados aos transtornos de controle dos impulsos e outros comportamentos compulsivos em pacientes com doença de Parkinson em uso prolongado de levodopa. Para tanto realizou-se entrevistas estruturadas com a aplicação de instrumentos e escalas validadas para verificar alterações comportamentais que preencham os critérios de diagnóstico estabelecidos para DP. A gravidade da doença foi avaliada através das escalas UPDRS e Schwab & England. A avaliação cognitiva foi baseada na escala SCOPA. Para avaliação do controle dos impulsos e compulsões foi aplicado o Questionário para Transtornos Impulsivos-Compulsivos na Doença de Parkinson (QUIP C). Foram avaliados 43 pacientes, com média de idade de 62,9 e tempo de doença de 10,3 anos. Em conclusão, ficou evidenciada a presença de transtornos do controle dos impulsos e outros comportamentos compulsivos, sendo identificados episódios de jogo patológico, compra excessiva e alteração no padrão alimentar. Relatos de SDD, punding, hobismo, walkabout, hipersexualidade e zoofilia foram observados, esta última com prevalência acima do descrito em outros estudos. Os achados confirmam dados da literatura que indicam que além de fatores como idade e sexo, outros, como o tratamento farmacológico e o próprio processo de tratar a doença podem estar relacionados, devido à perturbação ou interrupção de funções inibitórias, particularmente pelo uso prolongado de levodopa.
Abstract: Parkinson's disease (PD) is clinically defined by motor signals. However, non-motor symptoms are frequent and, sometimes, more incapacitating than the motor, which are poorly recognized and thus inadequately treated, worsening the quality of life of the patient, besides increasing the poor prognosis. The gold standard treatment of the disease is the use of levodopa, the precursor drug of dopamine, the main neurotransmitter related to motor phenomena. However, its prolonged use is associated with several side effects and complications, being a source of functional incapacitation of the most important, rivaling the motor findings, where impulsive and compulsive disorders gain more and more prominence. Far beyond motor issues, the non-motor phenomena of the disease call attention not only to the incapacities associated with them, but also to the fact that the available therapy can aggravate and increase the severity of this condition. The aim of this study is to identify and describe symptoms associated with impulse control disorders and other compulsive behaviors in patients with Parkinson's disease in prolonged use of levodopa. For this purpose, structured interviews were performed with the application of validated instruments and scales to verify behavioral changes that meet the diagnostic criteria established for PD. The severity of the disease was assessed using the UPDRS and Schwab & England scales. The cognitive assessment was based on the SCOPA scale. To evaluate the control of impulses and compulsions, the Questionnaire for Impulsive-Compulsive Disorders in Parkinson's Disease (QUIP C) was applied. We evaluated 43 patients, mean age 62.9 and disease time 10.3 years. In conclusion, it was evidenced the presence of disorders of impulse control and other compulsive behaviors, being identified episodes of pathological gambling, excessive purchase and alteration in the dietary pattern. Reports of SDD, punding, hobby, walkabout, hypersexuality and zoophilia were observed, the latter with prevalence above that described in other studies. The findings confirm literature data indicating that in addition to factors such as age and sex, others such as pharmacological treatment and the actual process of treating the disease may be related due to disruption or disruption of inhibitory functions, particularly by the prolonged use of levodopa .
Descrição: ROSAL, V. M. S. Efeitos comportamentais do uso prolongado de levodopa em pacientes com doença de Parkinson. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21323
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_vmsrosal.pdf915,41 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.