Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21324
Título: Avaliação das salas de vacina das unidades de atenção primária à saúde de Fortaleza/Ceará
Título em inglês: Evaluation of vaccine halls of care units primary health Fortaleza / Ceará
Autor(es): Galvão, Maria de Fátima Pereira de Sousa
Orientador(es): Ximenes , Lorena Barbosa
Palavras-chave: Avaliação de Serviços de Saúde
Vacinação
Programas de Imunização
Refrigeração
Data do documento: 28-Abr-2016
Citação: GALVÃO, M. F. P. S. ; XIMENES, L. B. (2016)
Resumo: O estudo teve como objetivo avaliar as salas de vacina das Unidades de Atenção Primária à Saúde quanto aos aspectos gerais, procedimentos técnicos e rede de frio. Tratou-se de uma pesquisa avaliativa, onde os aspectos Estrutura e Processo foram avaliados em 89 salas de vacina pertencentes às seis Secretarias Regionais do município de Fortaleza/CE, no período de março a maio de 2015. Utilizou-se o instrumento de Supervisão da Salas de Vacina do Ministério da Saúde para a coleta de dados através de observação do serviço e entrevista ao profissional atuante. Foi obtida uma classificação da qualidade do serviço conforme escores estabelecidos pelo PAISSV em ideal (90 a 100%), boa ((70 a 89%), regular (40 a 69%) e ruim (inferior a 40%). A pesquisa foi aprovada pelo comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará, parecer nº 954.086. Na análise observou-se os Técnicos de Enfermagem como maioria dos executores das atividades de vacinação (76,4%); a maioria das salas funciona com um profissional (51%) e 31,5% nunca participou de nenhuma capacitação em vacinação. A avaliação da Estrutura referente aos Aspectos Gerais e Procedimentos Técnicos, apresentou classificação BOA (69,7) porém, verificou-se ausência de bancada para o preparo das vacinas em 22,5% das salas, descumprimento na frequência da limpeza (49,4%), objetos de decoração (43,8%) e quantidade insuficiente de vacinas (41,6%), seringas/agulhas (52%) para uso mensal. No que se refere ao Processo dos componentes Aspectos Gerais/Procedimentos Técnicos, classificado como REGULAR (76,4%), verificou-se falhas na investigação de eventos adversos (72%). Os profissionais utilizavam técnica correta para administração das vacinas (76,4%), porém, a lavagem das mãos estava inadequada em 40,4%. Na Estrutura da Rede de Frio, classificada como BOA (45,0%), verificou-se a falta de serviço de manutenção preventiva/corretiva e ausência de termômetro nas caixas térmicas (64,2%). O Processo da Rede de Frio classificado como REGULAR (59,6%), apontou procedimento de limpeza dos refrigeradores inadequado (71,9%), temperaturas inadequadas em 48,8% dos termômetros dos refrigeradores e ambientação das bobinas de gelo inadequada (69,7%). Na classificação por Secretaria Regional, no que se refere aos Aspectos Gerais/Procedimentos Técnicos, a SR VI destacou-se com melhores resultados na classificação ideal e boa (Estrutura e Processo) Enquanto na Rede de Frio, apresentaram melhores resultados a SR II (Estrutura) e a SR III (Processo). Quanto a classificação regular e ruim, nos componentes Aspectos Gerais/Procedimentos Técnicos, apresentou pior classificação a SR I (Estrutura) e a SR V (Processo) e quanto a Rede de Frio, a SR III (Estrutura) e a SR IV (Processo). Os resultados deste estudo indicam a necessidade de correção das falhas encontradas na estrutura e no processo das salas de vacina das UAPS de Fortaleza/CE em relação aos componentes avaliados, com atenção especial aos itens relacionados ao processo, que demonstraram maiores deficiências.
Abstract: Health promotion has highlighted the importance of immunization for the population and shown how health evaluations can be used to improve public health services. Considering the contribution of vaccination to the improvement of health and well-being, the purpose of this evaluative study was to evaluate the structure and work processes of vaccination rooms at primary health care facilities in Fortaleza (a Northeast Brazilian state capital) with regard to general/technical aspects and cold chain. The sample consisted of 89 vaccination rooms located in the cityʼs six subprefectures (SP I-VI). Data were collected using a vaccination room supervision checklist developed by the Ministry of Health, and through interviews with vaccinators. The study protocol was approved by the research ethics committee of the Federal University of Ceará (filed under #954.086). Most vaccinators (76.4%) were nursing technicians. Most rooms (51%) had only one vaccinator on duty. Many vaccinators (31.5%) had never received formal training. With regard to structure, in 69.7% of the rooms the component ‛general/technical aspectsʼ was classified as good, while 23.6% required maintenance (mainly due to infiltrations in the walls and ceiling). Several rooms (22.5%) had no table for vaccine preparation. Half (49.4%) were cleaned less frequently than prescribed, and 43.8% contained decorative objects. Monthly supplies of vaccines and syringes/needles were insufficient in 41.6% and 52%, respectively. With regard to work processes, in 76.4% of the rooms the component ‛general/technical aspectsʼ was classified as fair. Vaccination was not postponed when contraindicated (66.3%), and no investigation of adverse effects was conducted (72%). Although 76.4% of the vaccinators used correct vaccination techniques, 40.4% did not wash their hands properly. With regard to structure, the component ‛cold chainʼ was classified as good in 45.0%, but preventive/corrective maintenance was inadequate and cold boxes lacked thermometers (64.2%). With regard to work processes, the component ‛cold chainʼ was classified as fair in 59.6%, with inadequate temperature (48.8%) and cleaning (71.9%) of refrigerators. In 84.3%, cold box temperature was not monitored and in 69.7% the ice packs were inadequately conditioned. When analyzed according to subprefecture, SP VI had the most vaccination rooms classified as ideal or good in terms of ‛general/technical aspectsʼ (both structure and work processes), while SP II (structure) and SP III (work processes) had the best cold chain. SP I (structure) and SP V (work processes) had the most vaccination rooms classified as fair or poor with regard to ‛general/technical aspectsʼ, while SP III (structure) and SR IV (work processes) had the worst cold chain. Our study identified problems of structure and work processes (especially the latter) in primary care vaccination rooms in Fortaleza in need of urgent correction.
Descrição: GALVÃO, M. F. P. S. Avaliação das salas de vacina das unidades de atenção primária à saúde de Fortaleza/Ceará. 2016. 140 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21324
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_mfpsgalvao.pdf1,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.