Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21336
Título: Performances do crime: componentes dramáticos e teatrais dos grandes roubos no Brasil
Autor(es): Aquino, Jania Perla Diógenes de
Palavras-chave: Criminalidades
Roubos no Brasil
Instituições financeiras
Data do documento: 2013
Editor: Universidad del Norte; CLACSO
Citação: Aquino, J. P. D. (2013)
Resumo: Os principais alvos de grandes roubos no Brasil são os bancos e empresas de guarda valores. Até meados de 1980 os assaltos contra estas instituições financeiras se restringiam a grandes centros urbanos. Na década de 1990 houve significativas alterações nas características de tais ocorrências: as agências bancárias localizadas em cidades de pequeno e médio porte começaram a sofrer assaltos; quadrilhas fortemente armadas passaram a interceptar carros-fortes nas rodovias que ligam a capital ao interior dos estados; os caixas eletrônicos, que foram implantados nos anos de 1990 como uma inovação do sistema bancário, rapidamente se tornaram alvos de arrombamentos. Demonstrando estarem informadas sobre rotinas internas de funcionamento das instituições financeiras, as quadrilhas passaram a efetuar roubos e furtos Os principais alvos de grandes roubos no Brasil são os bancos e empresas de guarda valores. Até meados de 1980 os assaltos contra estas instituições financeiras se restringiam a grandes centros urbanos. Na década de 1990 houve significativas alterações nas características de tais ocorrências: as agências bancárias localizadas em cidades de pequeno e médio porte começaram a sofrer assaltos; quadrilhas fortemente armadas passaram a interceptar carros-fortes nas rodovias que ligam a capital ao interior dos estados; os caixas eletrônicos, que foram implantados nos anos de 1990 como uma inovação do sistema bancário, rapidamente se tornaram alvos de arrombamentos. Demonstrando estarem informadas sobre rotinas internas de funcionamento das instituições financeiras, as quadrilhas passaram a efetuar roubos e furtos Os principais alvos de grandes roubos no Brasil são os bancos e empresas de guarda valores. Até meados de 1980 os assaltos contra estas instituições financeiras se restringiam a grandes centros urbanos. Na década de 1990 houve significativas alterações nas características de tais ocorrências: as agências bancárias localizadas em cidades de pequeno e médio porte começaram a sofrer assaltos; quadrilhas fortemente armadas passaram a interceptar carros-fortes nas rodovias que ligam a capital ao interior dos estados; os caixas eletrônicos, que foram implantados nos anos de 1990 como uma inovação do sistema bancário, rapidamente se tornaram alvos de arrombamentos. Demonstrando estarem informadas sobre rotinas internas de funcionamento das instituições financeiras, as quadrilhas passaram a efetuar roubos e furtos exatamente em dias em que bancos, empresas de guarda-valores e carros-fortes movimentam maiores quantias líquidas.
Descrição: AQUINO, Jania Perla Diógenes de. Performances do crime: componentes dramáticos e teatrais dos grandes roubos no Brasil. BARREIRA, César; ARANA, Roberto González; ROSERO, Luis Fernando Trejos. Violencia política y conflictos sociales en América Latina. Bogotá: Universidad del Norte; CLACSO, 2013. p. 243-264.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21336
ISBN: 978-958-741-353-3
978-958-741-354-0
Aparece nas coleções:DCSO - Capítulos de livro

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_capliv_jpdaquino.pdf479,47 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.