Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21399
Título: A atribuição de responsabilidade: da cognição ao sujeito
Título(s) alternativo(s): La atribución de responsabilidad: de la cognición al sujeto
Título em inglês: The attribution of responsability: from cognition to subject
Autor(es): Crespo, Eduardo
Freire, José Célio
Palavras-chave: Responsabilidade
Atribuição de causalidade
Ideologia
Subjetividade
Responsibility
Causal attribution
Ideology
Subjectivation
Responsabilidad
Atribución causal
Ideología
Subjetivación
Data do documento: 2014
Editor: Psicologia & Sociedade
Citação: Crespo, E.; Freire, J. C. (2014)
Resumo: O estudo dos processos de responsabilização é especialmente importante para a compreensão do discurso político neoliberal que apela, por paradoxo, a valores individuais para enfrentar os problemas socioestruturais. A atribuição de responsabilidade tem sido abordada em psicologia social no contexto principalmente da teoria da atribuição de causalidade. Embora a proposta original de Heider seja complexa e suscetível a um desenvolvimento sociológico, o autor escolhe uma abordagem cognitiva individual. Consideramos que é necessário ampliar o estudo dos processos de responsabilização no sentido de uma reconsideração do caráter social da atribuição de responsabilidade. Vamos recorrer ao trabalho de Gustav Ichheiser, bem como algumas abordagens recentes à constituição social do sujeito responsável, tais como os de Axel Honneth.
Abstract: The study of the processes of holding and taking responsibility is especially important for understanding the neoliberal political discourse that appeals, in a paradoxical way, to individual values in order to face social problems. The assignment of responsibility has been addressed in social psychology mainly in the context of the causal attribution theory. Although Heider’s original proposal is complex and susceptible to a sociological development, the author opts for a individual cognitive approach. In our opinion it is necessary to extend the study of the processes of accountability in the direction of a consideration of its social nature. In this way we appeal to the work of Gustav Ichheiser as well as to some recent approaches about social constitution of the subject such as that by Axel Honneth.
Resumo em espanhol: El estudio de los procesos de responsabilización es especialmente importante para la comprensión del discurso político neoliberal que apela, mediante la paradoja, a valores individuales para afrontar problemas socioestructurales. La adscripción de responsabilidad ha sido tratada en la psicología social en el marco, principalmente, de la teoría de la atribución causal. Aun cuando la propuesta original de Heider es compleja y susceptible de un desarrollo sociológico, el autor opta por un enfoque cognitivo individual. Consideramos necesario ampliar el estudio de los procesos de responsabilización en la dirección de una reconsideración del carácter social de la atribución de responsabilidades. Para ello recurriremos a la obra de Gustav Ichheiser, así como a algunos planteamientos recientes sobre la constitución social del sujeto responsable, tales como los de Axel Honneth.
Descrição: CRESPO, Eduardo; FREIRE, José Célio. A atribuição de responsabilidade: da cognição ao sujeito. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 271-279, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21399
ISSN: 0102-7182 (impresso)
1807-0310 (online)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_art_jcfreire.pdf463,92 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.