Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21438
Título: El pensamiento de Carlos Nelson Coutinho: interpretar el Brasil
Título(s) alternativo(s): O pensamento de Carlos Nelson Coutinho: interpretar o Brasil
Título em inglês: Carlos Nelson Coutinho’s Thought: Interpreting Brazil
Autor(es): Carvalho, Alba Maria Pinho de
Guerra, Eliana Costa
Palavras-chave: Brasil
Ampliación conceptual
Tevolución pasiva
Occidentalización
Ampliación del Estado
Brazil
Conceptual expansion
Passive revolution
Westernization
State expansion
Brasil
Ampliação conceitual
Revolução passiva
Ocidentalização
Ampliação do Estado
Data do documento: 2013
Editor: Estudios Latinoamericano
Citação: Carvalho, A. M. P.; Guerra, E. C. (2013)
Resumo: O presente artigo consubstancia uma interpretação do Brasil a partir da apropriação fecunda do pensamento de Gramsci pelo intelectual de esquerda brasileiro, Carlos Nelson Coutinho. Assim, ressalta a ousadia intelectual que caracteriza a sua produção, ao longo de cinco décadas, na busca permanente da superação dialética, como ampliação conceitual, fiel à relação fundamental entre história e teoria política. A partir do resgate do pensamento de Coutinho, as autoras do artigo põem em relevo sua análise do processo de modernização do Brasil, no trânsito para o capitalismo, pela via da revolução passiva. Resgatam suas contribuições relativas às configurações estatais na história brasileira, enfatizando o processo de ocidentalização, com a ampliação do Estado por meio da atuação política da sociedade civil, que emerge das entranhas da ditadura militar. Trata-se de uma produção em processo que delineia vias analíticas para trabalhar o marxismo em movimento, propugnado por Carlos Nelson Coutinho.
Abstract: The present article substantiates an interpretation of Brazil from leftist intellectual Carlos Nelson Coutinho, who uses Gramsci’s thought to make his case. We highlight Coutinho’s intellectual capacity and ability to expand, during five decades, his understanding of dialectical concepts. He has been as loyal supporter of the existing relationship between history and political theory. While revisiting Coutinho’s work, we analyze the process of capitalistic modernization in Brazil through a passive revolution. This article stresses Coutinho’s contributions on the Brazilian State through a historical analysis, which emphasizes a process of westernization and the power of the Estate that evolves from military dictatorships
Resumo em espanhol: El presente artículo muestra una interpretación de Brasil a partir de la fecunda apropiación del pensamiento de Gramsci por el intelectual brasileño de izquierda Carlos Nelson Coutinho. Se destaca la osadía intelectual que caracteriza su producción a lo largo de cinco décadas en la búsqueda permanente de la ampliación conceptual como superación dialéctica, siendo fiel a la relación fundante entre historia y teoría política. A partir de una revisión del pensamiento de Coutinho, las autoras analizan el proceso de modernización de Brasil en el tránsito al capitalismo por la vía de la revolución pasiva. Se rescatan aportes de Coutinho sobre las configuraciones estatales en la historia brasileña, enfatizando el proceso de occidentalización con la ampliación del Estado a través de la actuación política de la sociedad civil que emerge de las entrañas de la dictadura militar. Se trata de una producción en proceso que delinea vías analíticas para trabajar el marxismo en movimiento propugnado por Coutinho.
Descrição: CARVALHO, Alba Maria Pinho de; GUERRA, Eliana Costa. El pensamiento de Carlos Nelson Coutinho: interpretar el Brasil. Estudios Latinoamericanos, Ciudad de Mexico, n. 32, p. 55-81, jul./dic. 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21438
ISBN: 2448-6914
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_art_ampcarvalho.pdf255,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.