Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2150
Título: O significado do diagnóstico do diabetes mellitus gestacional na perspectiva de um grupo de grávidas hospitalizadas
Título em inglês: The significance of the diagnosis of gestational diabetes mellitus in the perspective of a group of pregnant hospitalized
Autor(es): Pessoa, Sarah Maria Fraxe
Orientador(es): Damasceno , Marta Maria Coelho
Palavras-chave: Diabetes Gestacional
Gravidez de Alto Risco
Pesquisa Qualitativa
Data do documento: 2008
Citação: PESSOA, S. M. F. (2008)
Resumo: O diabetes mellitus gestacional (DMG) é uma das síndromes metabólicas mais freqüentes, e muitas vezes exige internação. O exercício profissional dedicado ao cuidado das gestantes com DMG mostrou problemas sociais e psicológicos acarretados pelo diagnóstico e a obrigatoriedade da internação hospitalar, dando origem ao seguinte pressuposto: o diagnóstico de DG inesperado e a internação prolongada trazem sentimentos de medo de não conseguir chegar ao termo da gravidez e ter um bebê saudável. Esses momentos também são permeados de preocupações com relação ao afastamento dos filhos que ficaram em casa. As experiências compartilhadas com essas mulheres incentivaram o desenvolvimento da presente investigação, que se propôs a compreender o significado do diagnóstico e da internação hospitalar na perspectiva de um grupo de grávidas com DMG. Estudo fenomenológico, realizado na clínica obstétrica da Maternidade Escola Assis Chateaubriand, Universidade Federal do Ceará, localizada no município de Fortaleza. Participaram da investigação 12 gestantes hospitalizadas pela primeira vez durante a gravidez. As informações obtidas no período de abril a outubro de 2007 foram extraídas de prontuários, de entrevistas semi-estruturadas, de práticas de arte-terapia e de anotações de diário de campo. Foram ainda organizadas à luz do método de Colaizzi e analisadas com base nos estudiosos da fenomenologia existencial, da arte-terapia e do diabetes gestacional. O estudo evidenciou que ter diabetes gestacional significa: 1. vivenciar experiências que trazem felicidade, bem-estar e mudanças de atitude como o sentimento prazeroso de gestar e ser mãe; o sentimento de felicidade devido às chances de tratamento, controle e até cura da doença, e a oportunidade de ser-com-o-outro durante a hospitalização e 2. vivenciar experiências de sofrimento decorrentes do diagnóstico e da internação hospitalar, como o medo da morte, desespero, tristeza, angústia, insegurança e depressão. A compreensão do fenômeno em questão confirmou o pressuposto formulado e acrescentou outras facetas ao fenômeno, revelando a necessidade de um novo olhar para o cuidado às gestantes internadas com diabetes mellitus gestacional, que priorize a utilização de recursos lúdicos e expressivos; a permissão para que filhos menores possam visitar as mães durante a hospitalização; e a implementação de ações educativas no interior das unidades de internação. A partir dos discursos das gestantes apreendeu-se que tais estratégias tornam o período de hospitalização mais tranqüilo e acolhedor, o que ajudará essas mulheres a se perceberem como Seres Humanos de múltiplas possibilidades.
Abstract: Gestational Diabetes Mellitus is one of the most frequent metabolic syndromes and often requires hospitalization.The professional exercise dedicated to the care of pregnant women with DMG showed social and psycological problems caused by diagnosis and obligation of hospitalization, leading to the following assumption: the diagnosis of DG unexpected and prolonged hospitalization bring feelings of fear of not reaching the end of pregnancy and have a healthy baby. These moments are also permeated of concerns regarding to the absence of the children who stayed at home. The experiences shared with these women encouraged the development of this research, which is proposed to understand the meaning of the diagnosis and hospitalization in the perspective of a group of pregnant women with GDM.The phenomenological study was conducted in the obstetrical clinic of Maternidade Escola Assis Chateaubriand, Federal University of Ceará, in Fortaleza/Ceará. Twelve women hospitalized for the first time during pregnancy participated in the research. Information obtained between April and October, 2007, were extracted from medical records, semi-structured interviews, practice of art-therapy and daily notes from a field diary. Such information was also organized on the method of Colaizzi and analyzed based on the scholars of existential phenomenology, art-therapy and gestational diabetes. The study showed that to have gestational diabetes means: 1. living experiences that bring happiness, welfare and changes in attitude, as the pleasant feeling of pregnancy and be a mother; the sense of happiness due the chances of treatment, control and even cure of the disease, and the opportunity to be with each other during hospitalization and 2. living experiences of suffering emerged from the impact of diagnosis, as the fear of death, despair, sadness, anxiety, distress, insecurity and depression. The comprehension of the phenomenon confirmed the assumption formulated and added other facets to the same phenomenon, revealing the need for a new look to the care of pregnant women hospitalized with gestational diabetes mellitus which prioritize the use of entertainment and expressive resources; the permission for the children to visit their mothers during hospitalization; and implementation of educational activities within the units of hospitalization. From the speeches of the women it was observed that such strategies make the period of hospitalization more quiet and receptive, which would help these women to realize themselves as Human Beings with multiple possibilities.
Descrição: PESSOA, Sarah Maria Fraxe. O Significado do diagnóstico do diabetes mellitus gestacional na perspectiva de um grupo de grávidas hospitalizadas. 2008. 254 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2150
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_tese_smfpessoa.pdf1,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.