Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21519
Título: Protocolo de micropropagação da Conobea scoparioides Benth.-Plantaginaceae
Título em inglês: Protocol of micropropagation of the Conobea scoparioides Benth.-Plantaginaceae
Autor(es): Costa, Marly Pedroso da
Orientador(es): Innecco, Renato
Coorientador(es): Lameira, Osmar Alves
Palavras-chave: Cultura de tecidos
Pataqueira
Propagação vegetativa
Data do documento: 2016
Citação: COSTA, M. P. (2016)
Resumo: A Conobea scoparioides Benth., popularmente conhecida como pataqueira, é uma planta herbácea semi-aquática com propriedades aromáticas e medicinais, pertencente a família Plantaginaceae, sendo seu local de origem a Amazônia. No estado do Pará é muito utilizada no tratamento de beribéri e na formulação de uma água de cheiro de grande interesse econômico, causando assim uma exploração indiscriminada. Atualmente, não há um sistema de propagação eficiente para atender o mercado. Objetivou-se com esse trabalho desenvolver um protocolo de micropropagação in vitro para a pataqueira. Nesse sentido, três etapas foram realizadas: 1- Multiplicação de brotos, 2- Efeito do subcultivo na formação de plântulas e 3- Efeito de substratos na aclimatização e formação de mudas. A fonte de explante para cultivo in vitro foi obtida a partir de plântulas micropropagadas e do campo. Os cultivos in vitro ocorreram em sala de crescimento com temperatura de 25+3 0C e fotoperíodo de 16, enquanto a aclimatização se deu em telado com sombrite a 70% e temperatura média de 30+2°C. Na primeira etapa, obtiveram-se brotos viáveis no meio de cultura de Murashige e Skoog (MS) através de segmentos caulinares apicais e nodais na ausência e na presença de 1 mg.L-1 de 6-Benzilaminopurina (BAP). A percentagem de enraizamento e número de raízes foram? superiores no meio de cultivo MS 1/1 líquido, suplementado com 0,5 mg.L-1 de Ácido indol butírico (AIB). A pataqueira se micropropagada através do meio de cultura MS, sendo otimizada na presença dos reguladores de crescimento, BAP e AIB, utilizando os segmentos apicais e/ ou nodais. Na etapa seguinte, o quarto subcultivo mostrou maiores médias em todas as variáveis com exceção da altura do maior broto e apresentou taxa média de brotos/explante de 24, enquanto que a quinta repicagem induziu maior percentagem de senescência, menor percentagem de brotos e raízes e altas médias para número de brotos com altura ≥ 1 < 2 cm e ≥ 2 < 3 cm. Os subcultivos, do primeiro ao quarto em intervalos até trinta dias são viáveis para formação de plântulas de pataqueira in vitro. Em relação à terceira fase, em todos os substratos a sobrevivência das mudas foi de 100%. A mistura de terra preta+pó de serragem+esterco bovino apresentou os maiores valores médios na maioria das variáveis avaliadas, enquanto que o substrato constituído somente por terra foi o que promoveu o menor crescimento nas plantas. Os substratatos testados são adequados para a aclimatização. Em destaque, o substrato terra preta+pó de serragem+esterco bovino curtido como mais indicado dentro dos estudados para formação de mudas viáveis.
Abstract: The Conobea scoparioides Benth., popularly known as pataqueira, is a semi-aquatic herbaceous plant with aromatic and medicinal properties. It belongs to the Plantaginaceae family and it was originated in the Amazon. In the State of Pará it is very used for treating beriberi and in the formulation of an eau de cologne of great economic interest, therefore causing its indiscriminate exploitation. Currently, there is no efficient propagation system to meet the market demands. The aim of this work was to develop an in vitro micropropagation protocol for pataqueira. Within this purpose, three steps were conducted: 1- shoot multiplication; 2- the effect of subcultivation in the plantling formation; and 3- the effect of substrates in the acclimatization and seedling formation. The explant source for the in vitro culturing was obtained from micropropagated and field-grown plants. In vitro cultivation occurred in growth rooms with a 25+3 0C temperature and 16 hour photoperiod, while the acclimatization was conducted under a screen of 70% shade, with an average temperature of 30+2°C. In the first step, viable shoots were obtained in the Murashige & Skoog (MS) culture medium through apical and nodal stem segments in the absence and in the presence of 1 mg.L-1 of 6-Benzilaminopurina (BAP). The percentage of rooting and the number of roots was superior in the liquid 1/1 MS medium supplemented with 0.5 mg.L-1 of Indol butyric acid (AIB). The pataqueira is micropropagated through the MS culture medium, being optimized in the presence of growth regulators BAP and IBA, using the apical and/or nodal segments. In the next step, the fourth subculture presented higher means for all variables with the exception of height of the highest shoot and presented a mean rate of shoot/explant of 24, while the fifth subculture induced the highest senescence percentage and the smallest percentage of shoots and roots, but presented high means in the number of shoots with height ≥ 1 < 2 cm, number of shoots ≥ 2 < 3. The first to fourth subcultures are viable in a span of thirty days to the formation of pataqueira seedlings in vitro. Regarding the third step, the survival of seedlings in all substrates was 100%. The mixture of soil, sawdust and bovine manure presented the highest mean values for most of the evaluated variables, while the substrate consisting of only soil promoted the least increase in the plants. The tested substrates are adequate for acclimatization. Highlighted the soil+sawdust+matured bovine manure substrate as most suitable within the studied mixtures for the formation of viable seedlings.
Descrição: COSTA, Marly Pedroso da. Protocolo de micropropagação da Conobea scoparioides Benth.-Plantaginaceae. 2016. 68 f. Tese (Doutorado em Fitotecnia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21519
Aparece nas coleções:PPGFIT - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_teses_mpcosta.pdf1,34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.