Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21529
Título: Manchester Protocol at a school hospital emergency service
Título(s) alternativo(s): Protocolo de Manchester em pronto atendimento de hospital escola
Autor(es): Rezende, Mayara Raphaela Morais
Ercole, Flavia Falci
Mattos, Selme Silqueira de
Donoso, Miguir Terezinha Vieccelli
Palavras-chave: Triagem
Emergência
Data do documento: Nov-2016
Editor: Rev Rene
Citação: REZENDE, M. R. M. ; ERCOLE, F. F. ; MATTOS, S. S. ; DONOSO, M. T. V. (2016)
Resumo: Objetivo: analisar o fluxo de direcionamento de pacientes triados pelo Protocolo de Manchester em pronto atendimento de hospital escola. Métodos: estudo retrospectivo, descritivo e documental, utilizando-se fichas referentes às triagens. Amostra composta de 364 fichas que foram analisadas por meio de estatística descritiva, utilizando-se frequências simples e relativa e medidas de tendência central. Resultados: as queixas mais frequentes dos pacientes atendidos foram as relacionadas ao sistema musculoesquelético (26,1%) e ao sistema gastrointestinal (15,1%). A maior demanda foi para clínica geral (47,5%). A classificação de risco mais frequente foi verde (78,3%). A maioria dos indivíduos estudados teve alta hospitalar (92,6%). Conclusão: os resultados sugerem que unidades de urgência e emergência estão sendo procuradas para solucionar problemas que poderiam ser resolvidos pelas unidades de atenção primária.
Abstract: Objective: to analyze the flow of directing patients triaged by the Manchester Protocol in the emergency service of a school hospital. Methods: a retrospective, descriptive and documentary study using triage records. The sample was composed of 364 records that were analyzed through descriptive statistics, using simple and relative frequencies and measures of central tendency. Results: the most frequent complaints were those related to the musculoskeletal system (26.1%) and gastrointestinal system (15.1%). The highest demand was for general practice (47.5%). The most frequent risk classification was green (78.3%). Most of the individuals studied received hospital discharge (92.6%). Conclusion: the results suggest that urgency and emergency units are being sought to solve problems that could be solved by primary care units.
Descrição: REZENDE, Mayara Raphaela Morais Rezende et al. Manchester Protocol at a school hospital emergency service. Rev Rene, Fortaleza, v. 17, n. 6, p. 843-9, nov./dec. 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21529
ISSN: 2175-6783 On-line
Aparece nas coleções:DENF - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_art_mrmrezende.pdf204,93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.